Estudo gigante mostra cura de ansiedade e depressão com uso de Ayahuasca

Por , em 27.05.2021

Os psicodélicos estão na vanguarda de uma nova onda de estudos buscando opções mais eficazes no tratamento e cura de problemas mentais. Mas não apenas os cogumelos mágicos ou o LSD que podem ser poderosos tratamento para condições como depressão, ansiedade, TEPT, etc., a bebida sagrada das tribos amazônicas conhecida como ayahuasca — que contém DMT — também pode ser um novo tratamento revolucionário.

Um artigo publicado em abril de 2021 no Journal of Affective Disorders Reports analisou os resultados de um estudo feito com quase 12 mil consumidores de ayahuasca — provavelmente o maior número de participantes já avaliados — para tentar descobrir se a substância poderia ter efeitos antidepressivos e ansiolíticos.

O grupo de pesquisadores, entre eles Jerome Sarris, da Universidade de Melbourne, na Austrália, e Luís Fernando Tófoli, da Unifesp, tomou como base o Global Ayahuasca Project, uma pesquisa online feita entre 2017 e 2020 com participantes do mundo todo. Metade dos entrevistados, porém, era do Brasil, já que aqui os rituais com ayahuasca são tradicionais há muitas décadas.

Banner Cogumelos Mágicos

O estudo concluiu que 78% dos entrevistados com depressão ou ansiedade relataram uma melhora em seus quadros. Entre os depressivos, 46% classificaram a melhora como “considerável” e 32% disseram ter tido seus problemas “completamente resolvidos”. Os resultados foram similares para a ansiedade. Entre os que sofriam desse mal, 54% disseram estar “bem melhores” e 16% se classificaram curados.

A correlação era mais forte quanto mais vezes a ayahuasca era ingerida e a quantidade de insights que os usuários viviam. Mas houve também aqueles que relataram uma piora. Quase 3% dos deprimidos e 4,5% dos ansiosos afirmaram piora depois das sessões. Os entrevistados ingeriram o psicodélico em contextos naturalísticos, dentro de rituais ou cerimônias.

As conclusões da pesquisa, porém, devem ser vistas com alguma cautela. Espera-se que pessoas que tenham tido experiências muito boas com a ayahuasca também tenham mais motivação para responder e completar um questionário sobre o assunto – o que pode levar a distorção estatística; um problema em todo estudo que os usuários auto-reportam. Ainda assim, a correlação é bastante consistente. [Instituto Phaneros]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!