BMW cria carro-camaleão

Por , em 19.06.2008

O Gina, o carro que veste uma manta, é um novo veículo protótipo da BMW que é coberto com tecido ao invés de metal. Como um animal vivo, sua pele se enruga um pouco quando os elementos são estendidos (como quando as portas abrem).

BMW - manta- tecido - Revista HypeSciene

A forma da pele pode ser alterada pelo proprietário do carro, pois é esticada ao redor de fios de metal flexível ligados ao chassi que pode ser movido através de componentes hidráulicos.

O tecido em si é prateado, resistente a expansão e sua forma se ajusta à estrutura do automóvel. “A alta pressão de ajuste do material à estrutura metálica também permite mudanças na superfície sem afrouxar a tensão”, disse um porta-voz da BMW. » Carro futurístico real aparecerá em novo filme Star Trek

Talvez no futuro o tecido possa ser impregnado com nano partículas de prata, como nas roupas de baixo dos soldados estado-unidenses, para nunca precisar ser lavado.

Pensamos que os proprietários do veículo ficariam muito mais confortáveis se o carro fosse revestido com o tecido Zetix Blast Resistant Fabric, o tecido que chega mais perto das roupas usadas pelos super-heróis dos quadrinhos e que resiste a fortes explosões. [Fonte]

» Os Homems de Ferro da vida real (com vídeos)

BMW - manta- tecido - Revista HypeSciene BMW - manta- tecido - Revista HypeSciene BMW - manta- tecido - Revista HypeSciene

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,67 de 5)

11 comentários

  • Dinho Fonseca:

    De onde foi que tiraram a idéia de que este tecido seria couro de boi?? Não existe nenhuma menção a isso no artigo. O que eu entendi, é que seria um tecido desenvolvido especificamente para este fim. Ou seja, com certeza é um composto sintético, que na minha opinião provavelmente, seria resistente o suficiente para resistir sim, a atos de vandalismo. Do contrário, não perderiam tempo desenvolvendo tal tecnologia. Afinal, vandalismo não existe apenas qui no Brasil, está em todo o mundo. Portanto, eu acho sim uma ecxelente idéia, e eu até me candidataria a adquirir um modelo como estes. Ele é simplesmente lindo, perfeito, e com certeza deve ser muito leve, o que o deixa muito mais ágil no trânsito, sem falar que poderá alcançar velocidades absurdas, isso para quem gosta de velocidade, o que não é o meu caso. Velocidade para mim, só no autódromo, ou em jogos eletrônicos.

  • thiago:

    que daora esse carro em???

  • Michele:

    Aqui no Brasil seria um desastre. Acredito que esse tecido teria que ser a prova de muita coisa, até mesmo de roubos e furtos.

  • denis:

    achei a idéia do couro d boi muito boa ,pois o couro é bastante resistente.e o desenho do carro é lindo

  • Vinícius Makoto Mori:

    Geral, se isso se tornasse um novo padrão, acho que não teríamos que nos preocupar com vandalismo. Imaginem as vantagens!!! Tecidos fluorescentes, customizados, etc… Sem limites!!!

  • nicholas:

    eu gostei, por q ele é totalmente customizavel
    ja pensou, vc tem esse carro dessa cor, aí vc cansa, então vai lá e compra uma azul, ou estampada
    e fora q até as formas do carro são personalizaveis
    mas a sarah esta certa d q este carro jamais sobreviveria em uma cidade como são paulo

  • Sarah Marques:

    Concordo com o Edemilson Lima, é um projeto legal,criativo. bonito porém não me parece muito resistente aos risco da cidade grade, como vandalismo e acidentetes.E um carro para filmes mesmo, ainda precisa der adaptado para a vida real.

  • trindade edmilson:

    Oi.
    Gostei da ideia.
    Imaginem um carro revestido em couro de boi, por ser uma materia prima barata e tem com abundancia. Outra coisa, tambem e mais facil de polir.

    Fica a proposta.

    trimello.

  • Gennaro:

    Meu Deus…. O cara preocupado com a resistência do tecido em uma colisão… Como se o “tecido metalico” dos carros fosse o responsável pela proteção dos ocupantes.

  • alexandro:

    me corrigen se eu estiver errado mas eles são muito ´inteligentes´ pois o tecido nao deve ser mais resistente que o metal em uma colisão.certamente não…rsrsrs

  • Edemilson Lima:

    Certamente não seria uma boa idéia ter um destes aqui no Brasil. Se já riscam a pintura em uma carroceria de metal, o que não faríam com uma carroceria de tecido? Teria de ser muito forte para aguentar lâminas de estiletes e canivetes…

Deixe seu comentário!