Cada vez mais jovens sentem dores e lesões causadas pela tecnologia

Por , em 22.02.2011

Não é novidade que os jovens usam cada vez mais tecnologias. Também não é novidade que todo esse tempo gasto em frente às telas pode trazer malefícios. Mas o que é surpreendente são os números descobertos em uma nova pesquisa: mais de 50% dos estudantes universitários disseram que já sentem dores atribuídas ao computador.

Em 2009, relatórios indicavam que lesões músculo-esqueléticas eram as responsáveis por 29% de todas as lesões e doenças que exigiram licença do trabalho em 2008. Com o uso cada vez mais irrestrito da tecnologia, o risco à saúde das pessoas também começa cada vez mais cedo.

Crianças, adolescentes e jovens adultos já estão reclamando de desconforto músculo-esquelético, incluindo dores nas costas, pescoço e ombro. Durante um estudo com estudantes universitários, um em cada sete disse que tem dor após trabalhar em um computador por apenas uma hora.

Os pesquisadores acreditam que uma das muitas razões pelas quais as pessoas sentem desconforto em várias partes do corpo durante o uso da tecnologia é porque os computadores não estão configurados corretamente.

Por exemplo, os laptops têm mouse embutido (touchpad), mas os cientistas recomendam o uso de mouses externos. Quando uma pessoa usa o mouse do notebook, se coloca em uma posição desconfortável, com o braço cruzando o corpo, ao invés de relaxado ao seu lado.

Também, dependendo de como uma pessoa posiciona a mão (com 1 a 3 dedos) no teclado, os tendões de um dedo podem ser constantemente alargados, o que pode colocar uma pressão sobre os músculos e articulações. Então, durante um período prolongado de tempo, desconforto nos ombros, braços, pulsos e dedos podem se desenvolver.

Além disso, a maioria das pessoas descansa o pulso na borda do notebook para usar o mouse touchpad. Isso é chamado de estresse de contato e pode colocar pressão sobre os músculos, nervos e vasos sanguíneos do pulso.

Segundo os pesquisadores, o acréscimo de acessórios como mouse, teclado e objetos que levantem o laptop ajuda na postura.
Porém, o mouse do computador é muitas vezes culpado pelo risco aumentado de desordens músculo-esqueléticas, como a síndrome do túnel do carpo, caracterizada pela pressão do nervo, e que causa dormência, formigamento, fraqueza e lesão muscular na mão e nos dedos.

A síndrome do túnel do carpo é resultado da extensão do punho e da força excessiva aplicada na ponta dos dedos para pressionar o botão do mouse. Um monte de estresse também é colocado no antebraço, principalmente quando o mouse externo é usado incorretamente. Porém, é melhor usar o externo. Além disso, o mouse deve ficar na altura do cotovelo e posicionado ao lado do teclado, não muito longe.

Se um monitor de computador não está posicionado corretamente, também pode levar a vários tipos de lesão crônica para os usuários. Os monitores de computador frequentemente são posicionados baixo demais, o que pode deixar o pescoço do usuário em um ângulo ruim, e com a parte superior das costas inclinadas. Nessa posição, o estresse sobre a coluna vertebral aumenta significativamente, o que também causa fadiga muito mais cedo em um dia de trabalho.

Também há quem costuma avançar sobre o computador para ver melhor a tela. Os monitores devem ser posicionados em frente a um braço de distância e perpendicular a uma janela para evitar reflexos na tela.

Enquanto isso, os monitores de grande porte que têm maiores ícones e símbolos mantêm os olhos no ângulo certo e dão uma postura mais ereta ao corpo.

Muitas pesquisas mostram que há maneiras de evitar certos desconfortos. Por exemplo, crianças e adultos que são mais ativos são menos propensos a sofrer de dores devido ao uso de tecnologia.

Da mesma forma, os pesquisadores acreditam que os usuários devem pensar em si mesmos como atletas cada vez que usarem um computador ou dispositivo de tecnologia. É como um jogador de futebol que tem que aquecer antes do jogo.

Levantar-se de um computador e andar a cada duas ou três horas é um bom começo. Alongamentos diários para prevenir complicações físicas são o ideal.

Para alongar os punhos e prevenir doenças como a do túnel do carpo e a tendinite, os especialistas aconselham juntar as palmas das mãos (dedos apontados para o teto) e empurrar os calcanhares das mãos em direção ao chão, segurando por 15 segundos. Depois, coloque as palmas das mãos juntas com os dedos apontados para o chão e empurre os calcanhares das mãos em direção ao teto.

Para esticar o pescoço, você pode inclinar a cabeça para a esquerda e segurá-la por 15 segundos, e depois à direita pela mesma quantidade de tempo.

Ainda existem outros alongamento para diferentes trechos das costas e mãos. Essas e outras dicas podem ser lidas no site blogs.bu.edu / kjacobs (em inglês). [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,00 de 5)

10 comentários

  • Shanalise:

    Eu concordo que usar o touchpad de maneira errada e ruim mesmo, mas eu por exemplo não acho o mouse convencional seja tudo aquilo de melhor porque mesmo assim as vezes doe o pulso e o braço.
    Eu uso computador muitas horas, e realmente eu sinto dores de cabeças constantes e dores nos olhos e tenho dificuldades em me desconectar de todas essas tecnologias de hoje em dia e ir durmir tranquila. rs rs

  • Washington:

    Esse título é inadequado. Não é a tecnologia que causa dores. É a pessoa que não sabe utilizar. Existem pessoas com tão pouca informação sobre computador e internet, que chamam a internet de virtual. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • zeus:

    L.E.R.O MAL TECNOLÓGICO…

  • Bruno Juncklaus:

    Trabalho o dia inteiro com computador, quando chego em casa mecho com o computador, não sou gordo, sou feliz, saio quando me dá vontade, jogo tênis e vôlei e sou saudável (nunca pego gripe, nunca mesmo).

    Acho que isso aí tem mais a ver com a cabeça da pessoa do que a tecnologia em si. Se o cara tem cabeça fraca vai ser obeso, ter vários problemas, etc..

    É o que eu sempre pensei e ainda penso.

    P.S.: O hype poderia colocar o link da fonte da foto né? Visto que na fonte é outra foto bem mal.. 😀

  • Victor’:

    Hoje em dia muitas pessoas passam horas na frente do computador, pessoas que podem ser consideradas “NERD’s”, como a foto mostra, o garoto está com as costas totalmente inclinada, quase que entrando no computador, ouvindo música ao mesmo tempo em que se está distraido, assim ele pode aumentar o volume intensamente e pode deixa-lo surdo já que, não consegue prestar atenção nos dois, fazendo mal aos olhos e aos ouvidos, mas como disse está quase entrando no computador o que pode causar miopia muito comum em quem fica o dia todo sentando em um computador, pois seus olhos ficam acostumados a ver de perto e quando tentam ver algo longe, precisam de óculos, dependendo do tempo em que se fica no computador, podemos ter uma doença chamada LER, Lesão por Esforço Repetitivo, conhecida antigamente como A Doença dos Escribas. Enquanto temos um mundo lá fora para nos divertir com amigos, combinar de sair, temos que vê-los pelo computador? Muitas vezes isso é causado pelas redes sociais, enquanto se pode usar um celular para marcar um local para que possam se divertir como pessoas normais. Muitas pessoas que não tem amigos preferem se isolar em casa para ficar em jogos de computadores, videogames e outros, mas essa anti-socialidade pode fazer mal as pessoas, ela se desacostuma a fazer as coisas, conversa naturalmente, e as vezes, mal consegue andar como alguém normal. É uma pena o que acontece hoje em dia, acho que por isso dizem que no futuro teremos robôs que nos carregaram e comeremos e ficaremos sentados o dia todo, tendo obesidade avançada, apenas observando e seres que nem ao menos tem vida estarão fazendo tudo por nós. Uma vez li uma frase assim: O mundo é perfeito do jeito que é, não precisamos de tanta tecnologia para melhora-lo.

  • vinicius:

    E quem trabalha 9 horas por dia em frente a um PC? Dores no pulso e irritação nos olhos é frequente, mas não há como evitar.

  • Bruno Juncklaus:

    Gostei da foto 🙂

  • chicão:

    Sr Mauro, a função dos cientistas fica restrita à pesquisa, às combinações de vários fatores que eles estudam constantemente, seja com alimentos ou não. E além de ser uma ação que requer tempo, é claro que existem várias coisas no nosso meio que são úteis, como por exemplo, medicamentos novos. Porém, quanto à fome no Japão(vc já pensou como se encontra o continente africano) tem a ver única e exclusivamente com questões governamentais, acordos, boa administração. Só isso msm.

  • ROSANGELA MASCARENHAS DE MENDONÇA.:

    GOSTEI , ÓTIMO ARTIGO INFORMATIVO.
    SIMPLES E UTEIS INFORMAÇÕES.
    PEQUENOS DETALHES QUE PREVINEM CONTRA LESÕES GRAVES.

  • Mauro:

    dane-se, eu começo com o tibia e nunca vou parar, esses cientistas deveriam fazer algo util como salvar as crianças do japão que estão passando fome por exemplo…

Deixe seu comentário!