Tatuagens invisíveis podem ser usadas na manutenção da saúde

Por , em 26.07.2011

Um dia, as pessoas poderão usar “nanotatuagens” invisíveis que dão imagens instantâneas aos médicos sobre o funcionamento interno de seus corpos. E esse dia não está tão distante assim, já que essas tatuagens estão em fase de testes.

Funciona da seguinte maneira: uma solução de nanopartículas especiais é injetada na pele. Uma vez instalada, a solução pode ser digitalizada por um iPhone especialmente modificado, que torna a solução fluorescente.

Uma vez na pele, as moléculas do sensor atraem as moléculas do organismo, pois elas têm carga oposta. Quando o produto químico é atingido, o sensor libera íons a fim de manter uma carga geral neutra, e isso muda a fluorescência da tatuagem. Quanto mais moléculas no corpo do paciente, mais moléculas se ligam aos sensores, provocando mais mudanças de fluorescência.

No que isso pode ser útil? Com a tatuagem invisível, um paciente anêmico pode controlar os níveis de oxigênio no sangue, com base em como as partículas estão brilhando e reagindo com as substâncias de seu corpo.

No lado esportivo da coisa, um atleta poderia verificar seu braço durante a prática de um esporte para conhecer rapidamente seus níveis de sódio, evitando a desidratação. Já pacientes com diabetes poderiam monitorar a glicose usando a tecnologia no lugar de uma picada no dedo. Pesquisadores acreditam que a técnica pode ser facilmente modificada, funcionando também como biomarcadores.[Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!