Casal romano fica enterrado de mãos dadas por 1.500 anos

Por , em 8.11.2011

Arqueólogos italianos descobriram um casal enterrado de mãos dadas em Modena, no norte do país, no mês passado.

Eles acreditam que a dupla morreu “olhando nos olhos um do outro”, quando foram enterrados em algum momento entre os séculos 5 e 6. Eles também descobriram os restos de uma tumba, que parecem mostrar a mulher posicionada de modo que olhasse para seu parceiro.

“Nós acreditamos que eles foram originalmente enterrados com seus rostos olhando um para o outro”, disse Donato Labate, líder da escavação. “A posição das vértebras do homem sugere que sua cabeça rolou após a morte”.

A área escavada passou por várias inundações do rio próximo Tiepido, o que pode ter feito com que o crânio do esqueleto masculino rolasse para longe do feminino.

Os dois esqueletos, que estão mal conservados, serão estudados para estabelecer a idade do casal, seu relacionamento e a possível causa da morte.

A escavação arqueológica revelou três camadas de interesse científico. O casal foi encontrado na camada intermediária entre um total de 11 outros sepultamentos a uma profundidade de cerca de 3 metros.

Os arqueólogos acreditam que o casal não era particularmente rico, devido à natureza simples dos túmulos. Eles podem ter vivido em uma fazenda.

A necrópole foi coberta por depósitos aluviais e, em cima deles, mais sete túmulos foram construídos.

Agora, os esqueletos serão estudados pelo antropólogo Giorgio Gruppioni, da Universidade de Bolonha.[Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 3,50 de 5)

18 comentários

  • Roberto:

    Muito curioso, foi descoberto pelos Arqueólogos italianos um casal enterrado de mãos dadas em Modena, no norte do país, sabe-se que eles morreram olhando um para o outro … às proximidades do rio, pergunto à Ciência, por qual(ais) motivo(s) foram enterrados vivos?

  • claudemir da silva:

    história interesante e ao mesmo tempo inigmatíca para arqueologia

  • clarice:

    qual segredo deles?!?!?!? ou a que tortura foram submetidos né!!!!???
    com toda a tecnologia de hoje dá pra descobrir um montão de coisas….
    O Hype poderia acompanhar esta matéria e posteriormente nos brindar com o resultado….
    Como sou fã do CSI , estou morrendo de curiosidade…

  • Marianna:

    A Arqueologia sempre nos surpreendendo!

  • Haha:

    Nem a morte os separaram… Linda a história.

  • Asdrubal:

    Adorava morrer assim. 😉

  • JUMENTO:

    Dizem que a Razão está no Cérebro e o Amor no Coração…!!!

    O cranio do Homem rolou pra longe. Será que ele caiu na razão depois de morto???

    I’m Sorry, não resisti…rs.rs.rs.

  • Mii-chan:

    E eu achando que isso soh acontecia naqueles livros classicos de romance que eu li. 😀

  • Marisa:

    1500 anos e o amor já era considerado importante! Quem diria.

  • mariana:

    nossa esta istoria foi bem romantica esses dois tinham amor um para o outro mas como sera que eles morreram de mãos dadas e olhando um para o outro achoque isto é mais um misterio que vai ser desvendado mas aida acho esta istoria bem mas bem romantica devia virar livro

    • Glauco:

      Escreve aê 😀

    • Bruno Marques:

      Primeiro precisa melhorar esse português!

  • Tendrilion:

    “Até que a morte os separe…”

    Nem ela conseguiu.

    • Bruno Marques:

      Mas o cientistas irão separa-los para estuda-los!(Infeliz verdade)

    • André:

      askpasokasp…pode crer! aoskopk

    • Carolina Moraes:

      Bem colocado, Bruno!

    • asdf:

      Ué??? Mas você reclamou de ortografia errada e não consegue escrever corretamente?? Um sujo falando do mal lavado?? Um lunático que só enxerga defeitos alheios?? “Mas OS cientistas irão separÁ-los para estudÁ-los (infeliz verdade)!”. O importante são as idéias e não essas aberrações gramaticais que você considera suficientes para imprimir ‘correções’. Inclusive fico muito preocupado pois no requisito ‘raciocínio’ ficou bem fraquinha a sua contribuição!

  • Glauco:

    Que história bonita!

Deixe seu comentário!