Cazaquistão planeja reintroduzir tigres no país

Por , em 24.04.2011

O Cazaquistão entrou na briga pelo meio ambiente: o país anunciou recentemente que pretende receber imigrantes da vizinha Rússia, os ameaçados tigres de Amur (também conhecidos como tigres siberianos).

A população mundial de tigres selvagens está à beira da extinção, e, de acordo com algumas estimativas, apenas 3.200 felinos ainda existem, em 13 países na Ásia oriental e meridional. Se o plano do Cazaquistão der certo, os tigres aumentariam sua casa para 14 países diferentes, o que beneficia a população de tigres global.

O governo do Cazaquistão manifestou interesse em reintroduzir tigres ao país em março. Representantes da organização conservacionista WWF e representantes da Rússia afirmaram que desde então um plano está sendo desenvolvido.

Com uma vasta área de estepes (terra plana e aberta, que cobre grandes faixas da Ásia central), o Cazaquistão já foi o lar de tigres-do-cáspio, uma das nove subespécies de tigre, que desapareceu na época da república soviética, no final de 1970, extintos pela caça ilegal e perda de habitat.

A ideia atual é reintroduzir o tigre siberiano na área ao redor do lago Balkhash, perto do delta do rio Ili, no sudeste do Cazaquistão. Com um plano forte e proteção adequada, os tigres poderão voltar a correr pelas florestas e paisagens da Ásia Central.

Os ambientalistas acreditam que os tigres de Amur são bem adequados para prosperar na região, que possui aproximadamente um milhão de hectares de habitat apropriado ao animal.

Recentes pesquisas genéticas, conduzidas por sequenciamento de DNA coletado de espécimes extintas de tigre-do-cáspio, revelaram que as subespécies da Ásia Central são extremamente parecidas com seus primos do Extremo Oriente.

Na verdade, embora os tigres-do-cáspio fossem tipicamente um pouco menores, seu DNA difere dos tigres siberianos apenas por uma única letra do código genético.

Desde a primeira discussão sobre a proteção dos tigres, organizada pela Rússia em 2010, todos os 13 países onde ainda há tigre assinaram um plano de longo prazo para salvá-los, e dobrar sua população até 2022, o próximo ano do tigre de acordo com o zodíaco chinês. [OurAmazingPlanet]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • claudemir da silva:

    é isso ai vamos preservar esse belo animal

  • Glauco:

    Yagor,
    Nem se encaixa em teoria, é conhecimento ancestral. Mas o pessoal acha que o homem só começou a pensar racionalmente sobre si mesmo depois do Século XVIII…

    • Davi:

      Durt! De onde você tirou isso?

      Os gregos APRIMORARAM a filosofia em 500 aC, não apenas pensando sobre si mesmos, mas também sobre a existência e o ser, sobre o universo, a vida, a morte, a pós-morte, a fenomenologia, a evolução das espécies, a astronomia, a matemática, além de diversos outros temas comumente desconhecidos pelo homem comum atual. O gregos pensaram inclusive o próprio pensar (além do discurso), que foi o que deu origem as ciências e permitiu que o continente europeu, herdeiro da cultural helenística se desenvolvesse da forma que se desenvolveu.

  • yagor ribeiro:

    Glauco,
    é, tem base… Vlew pela explicação. Mas nao fique se reprimindo por causa do pessoal nao, uma teoria acompanhada de uma explicação é sempre bem vinda.

  • Ezio Jose:

    São animais carnívoros que comerão outras espécies que entrarão em extinção. E daí? O que farão depois?

    Uma historinha conta que: “A grama nasce linda e verdejante; vem o burro e pasta sua belas folhas pisando em seus caules e defecando sobre os brotos novos; vem o tigre e caça o burro matando-o e comendo-o; vem o homem e mata o tigre, tira sua pele e presas para vender à um elevado preço no comércio ilegal.

  • Glauco:

    Yagor,

    O pessoal do site vai ficar irritado, então não vou falar muito. O gato era considerado como animal sagrado e digno de adoração por várias culturas avançadas da antiguidade devido ao seu elevado estado evolutivo. Um gato, assim dizendo, é “quase gente”, e um macaco “já foi gente”. Evolução, Homem no meio, Involução.

    Tá entre aspas pq não é bem assim que funciona, mas é bem próximo da realidade. Mas isso é ocultismo e o pessoal do site gosta de Darwin, então não vou ficar insistindo no assunto prá não arrumar briga de novo 😛

  • yagor ribeiro:

    Glauco, explique seu comentário por favor, fiquei curioso.

  • Glauco:

    Que bicho bonito.

    Não são os macacos: os felinos são os animais mais próximos do Homem.

  • yagor ribeiro:

    Deviam ter se preocupado em conserva-los ates que tivessem acabado.

  • anselmo moreira:

    E um animal visto em seu habitat simples e magnifico.

Deixe seu comentário!