Cientistas usam insetos mutantes para produzir seda fluorescente

Por , em 24.06.2013

Sem depender de dieta especial, bichos-da-seda criados por pesquisadores do Japão produzem seda colorida que brilha no escuro. O segredo? Manipulação genética.

Para obter essa variação de tecido, a equipe introduziu nos insetos genes de corais e águas-vidas usados para produzir proteínas fluorescentes. Dois anos se passaram desde os primeiros testes e a cor da seda não perdeu o brilho ou a intensidade.

A única desvantagem, a princípio, é que o material é um pouco mais frágil que o comum, o que exige um método especial de processamento – que deve elevar ligeiramente o preço final, caso esse tipo de seda seja produzido para comércio (um custo que, por outro lado, seria compensado em parte porque não seria necessário acrescentar corante ao tecido).

Fluorescent-Cocoons-Crop

Apesar da inovação, esse não é o primeiro exemplo de manipulação genética de bichos-da-seda: em outros estudos, esses animais foram modificados para produzir teia de aranha e certos tipos de proteína.[Wired, Advanced Functional Materials]

Slide1

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 3,00 de 5)

4 comentários

  • Alesson Vaz:

    Seria muito legal se fizessem isso com a grama de nossos jardins.

  • Dhiego Borges:

    Muito show mesmo, a das aranhas eu ja tinha visto, produção de teia de aranha em grande escala pra produção de fibras mais resistentes que o aço.

  • Agatha Silva:

    Lol. Que incrível *-*

  • Jadson Brumatti:

    Caramba! Agora acabou a dúvida de qual roupa usar em uma rave!!!

Deixe seu comentário!