Como egípcios construíram as pirâmides? Os físicos têm uma resposta simples

Por , em 30.08.2014

A pergunta “como egípcios construíram as pirâmides?” parece ser uma das mais clássicas de todos os tempos. A magnitude das construções – em contraste com a aparente e suposta falta de tecnologia da época – faz com que esse de fato seja um dos grandes mistérios da humanidade.

Mas os físicos parecem ter uma resposta, e ela pode ser mais simples do que você imagina.

Como egípcios construíram as pirâmides?

A Grande Pirâmide de Gizé é a última das “sete maravilhas” do mundo. A estrutura de 4.500 anos de idade foi construída a partir de 2,4 milhões de blocos de pedra calcária, a maioria pesando cerca de 2,5 toneladas. Pausa para processar essa informação: T-O-N-E-L-A-D-A-S. E ninguém tinha nem ideia do que era um guindaste.

Então é natural que ainda hoje estejamos debatendo como os egípcios conseguiram mover esses blocos e fazer essas construções tão absurdamente monumentais. Mas a espera por uma resposta acabou. Agora, os cientistas têm uma nova hipótese: eles rolaram as pedras.

Eu disse que era simples. Você deve estar se perguntando: beleza, mas exatamente como eles rolaram as pedras?

Eles fizeram uma espécie de cinta com hastes de madeira para envolver os blocos de pedras, transformando cada quadrado em um dodecágono, fazendo com que eles se deslocassem mais facilmente se deslizando sobre as hastes.

Um grupo de curiosos testou a ideia em um modelo em escala, que consiste em um bloco de concreto de 20 cm², 40 cm de comprimento e 30 kg de peso. Eles anexaram um conjunto de três hastes de madeira para cada face do bloco, transformando a sua seção transversal de quadrado em dodecágono.

Finalmente, então, eles ligaram um cabo para o topo do bloco e mediram a força necessária para definir o bloco de rolamento. As medições indicam que o bloco experimenta um coeficiente de atrito dinâmico igual a 0,3, para um movimento de rotação constante. Isto exigiria que os egípcios aplicassem uma força de apenas 0,15 vezes o peso da pedra para puxá-la com uma corda enrolada em torno do bloco.

Depois eles calcularam que uma equipe de cerca de 50 homens seria necessária para mover um bloco com uma massa de 2,5 toneladas a uma velocidade de 0,5 metros por segundo. No caso de blocos de pirâmide em escala, as hastes de madeira teriam de ser toras de aproximadamente 30 cm de diâmetro, semelhante em tamanho às toras usadas ​​como mastros de navios que navegavam pelo Nilo. Seria algo assim:

Como egipcios construiram as piramides 2

Na verdade, para ser mais precisa, esta nova ideia é uma variação de uma ideia mais antiga, que tem a teoria de que os egípcios ligavam os blocos de pedras em círculos, transformando-os em cilindros que poderiam ser facilmente rolados até chegarem ao seu destino. Mas essa ideia tem algumas falhas: os cilindros teriam exercido uma enorme pressão no solo, causando danos consideráveis ​​às estradas. Estimativas modernas da taxa na qual a pirâmide foi construída sugerem que os trabalhadores moveram cerca de 40 blocos por dia. Se assim realmente foi, as estradas teriam exigido uma manutenção considerável.[Io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,33 de 5)

48 comentários

  • Cacio Marafon:

    Trilhos. Provavelmente eles usaram trilhos móveis…

  • Andre Nunes:

    Tudo não passa de teorias, nunca saberemos como foram construidas essa é que a real!

    • Cesar Grossmann:

      Hipóteses, não teorias. Só que algumas hipóteses são melhores que outras, por que são mais verossímeis, mais prováveis.

  • Augusto Branco:

    Quanta bobagem. Sabemos bem como eles construiram, mas este conhecimento não é para os profanos.

    • Cesar Grossmann:

      Falou o cara que acha que o aquecimento global é uma farsa…

  • Vicente Camilo Cardoso:

    Façam só 10 lances de uma pirâmide cortando blocos de mesmas dimensões, transportem da mesma pedreira na mesma distância com essas teorias.

    • Cesar Grossmann:

      Depois que uma pirâmide for construída com ajuda de um disco voador ou poderes especiais ou tecnologia “avançada”.

  • Fernando Franco:

    Acredito q tenha uma falha com relação a estrutura das pedras, as pontas iriam lascar e sabemos q os encaixes são quaser perfeitos

    • Cesar Grossmann:

      Os encaixes não são quase perfeitos. Só em algumas estruturas, mas na maior parte da pirâmide, tem frestas enormes entre as pedras. Além do mais, as pontas iriam lascar? Tem certeza?

  • Neto Barone Neto:

    Mas como foram feitas as pedras???

    • Cesar Grossmann:

      Pedras calcáreas. São fáceis de cortar mesmo com ferramentas de bronze.

    • F Henrique Fonseca:

      2,4.10^6 blocos, 40 blocos por dia, isso leva 164 anos pra construir, o Faraó já teria morrido três vezes. Contudo gostei da ideia.

    • Cesar Grossmann:

      Ou isso, ou a conta está errada por algum motivo. Por exemplo, são mesmo 40 blocos por dia? Todos os blocos tem o mesmo tamanho? Todos eles chegam na posição final com a mesma velocidade?

    • Aquele Jovino:

      A conta não tá errada, vocês que interpretaram mal. O que foi dito é que o grupo de 50 homens consegue levar +/- 40 blocos por dia

    • Aquele Jovino:

      E como todo mundo sabe, os egipsios tinham sem duvida mais de 50 escravos kkjkj

  • Tony Dias Dias:

    Mas o que poderia explicar como esses imensos blocos(de toneladas)teriam sido erguidos com a tecnologia que se dispunha naquele período?

    • Cesar Grossmann:

      Você pode colocar sobre roletes ou um trenó e arrastar por uma rampa inclinada. Para levantar do chão um bloco tem diversas maneiras, sem precisar de tecnologia avançada, uma delas é prender uma haste no topo do bloco e balançar ele para um lado e outro, e levantando a base dele sempre que balança para um lado ou para o outro. Tem um engenheiro, Wally Wallington, que mostrou como um homem sozinho consegue movimentar blocos com várias toneladas, sem precisar de equipamento moderno.

      https://www.youtube.com/watch?v=lRRDzFROMx0

  • Elinelson Miranda:

    O segredo está em analisar as construções de piramides incompletas encontradas no Egito, elas indicam como era a logística de transporte dos blocos. conclui-se que também os 02 milhões de blocos de 70 toneladas indica que as piramides foram construídas em um longo período, e emprego de grande numero de pessoas

  • Bráulio Williams:

    A contrução das pirâmides é um dos grandes mistérios da humanidade.
    Portanto precisamos de um exercicio pratico desse sistema, que é uma espécie de cinta com hastes de madeira para envolver os blocos de pedras, transformando cada quadrado em um dodecágono.
    Sem a comprovação pratica desse sistema não vou encarar como verdadeira esta teoria.

    • Cesar Grossmann:

      Como “sem a comprovação prática”? A ideia FOI TESTADA. Já tem a “comprovação prática”.

    • David Msf:

      Você não acredita que a teoria seja verdadeira?
      E você sabe que diferença faz se você acredita ou não? Nenhuma…

  • Leonardo da Costa:

    Toras de 30 cm para rolar blocos de 2,5 toneladas? Isso dá 12 cm para cada tonelada, certo? Então os egípcios teriam que usar de sequóias gigantes (ou alguma árvore com o tronco igual ou maior que 8,4 m) para “rolar” os blocos de pedra de 70 toneladadas que foram colocados no interior da Grande Pirâmide, como foram usados 5.000 destes blocos no interior da pirâmide e para cada bloco seriam necessários pelo menos 12 troncos os egípcios teriam que derrubar 60.000 destas árvores gigantes.

    • Cesar Grossmann:

      Não, Leonardo. A tora tem 30 cm de diâmetro, mas o comprimento dela é maior que o comprimento da pedra. Se o bloco tem 1 m, então seriam 2,5 toneladas divididas por três toras de madeira, e o resto dividido por 1m, o que dá 833 kg por tora por metro. cada cm da tora suportará um peso de 8,33 kg.

      Se o bloco for de 70 toneladas, ele também será maior. o que implica que haverão mais toras de madeira, e toras mais compridas, e o peso será novamente distribuído ao longo do comprimento da tora.

    • Cesar Grossmann:

      Outro erro é achar que os blocos ficaram cada um com seus 12 troncos. Não é preciso 60.000 troncos, mas apenas os troncos suficientes para levar os blocos que estão em movimento naquele momento. Quando um bloco chega a seu local de destino, os troncos são separados e podem ser reaproveitados, se a distribuição de peso ao longo da distância funcionar como eu acho que funciona.

    • David Msf:

      Não, seu raciocínio está COMPLETAMENTE ERRADO!!!!! Mostra imperícia total em utilizar conceitos matemáticos e físicos

    • David Msf:

      Se um cubo de 1 metro de lado tem uma tonelada, um de 2 metros de lado deveria ter duas toneladas pelo seu raciocínio torpe, né? ERRADO!!!

    • David Msf:

      Um cubo de mesmo material com o dobro do lado tem 8 vezes o volume, e portanto 8 vezes o peso. Ou seja, OITO TONELADAS!!!

    • David Msf:

      Pra acabar: um bloco calcáreo de 70 toneladas NÃO É 28 vezes maior que um de 2,5 toneladas, ele é só 3 vezes maior. Faça as contas se puder.

  • Igor Estarneck:

    pra acabar com o mais mais mais é só reproduzir a construção…mas mesmo assim acho muito dificil tudo isso!

    • Cesar Grossmann:

      Igor, construir um monte de pedras usando tecnologia antiga só para provar um ponto é muito caro. Hoje dá para fazer a coisa toda usando tecnologia de simulação: http://www.3ds.com/passion-for-innovation/khufu-reborn/khufu-reborn/

      Além do que, os adeptos de teorias de ajuda alienígena ou de poderes miraculosos ficam em grande desvantagem aí: eles não tem como fazer o troço da forma que alegam que foi feito.

  • Beto Fukuji:

    Minha teoria preferida da construção das pirâmides envolve tecnologias secretas. Pode ser que exista alguma tecnologia que foi encoberta por causar efeitos colaterais catastróficos. Por exemplo: Porque são poucos países que possuem a tecnologia das bombas nucleares? Mesmo sendo uma tecnologia da década de 40. Essa mesma tecnologia está na sonda Curiosity que mantém autonomia de vários anos. incrivelmente eficiente, mas não poderíamos colocar em carros populares por causa dos efeitos colaterais.

    • Marcelo Ribeiro:

      Poucos países tem tecnologia de armas atômicas porque copiaram através de espionagem uns aos outros e ainda assim gastaram muito dinheiro. Propulsão atômica, como o caso da Curiosity, é uma coisa muito diferente.

    • Sergio Pereira:

      Ainda existe vestígios das rampas usadas . Usavam trabalhadores, “não escravos” e animais de grande porte como Elefantes, Cavalos, etc, para deslocar os blocos. Existe hieróglifos que explicam alguns dos métodos usados e as ferramentas que usavam. Qual E.T, energia atómica, anti-gravidade, qual quê?

    • Cesar Grossmann:

      Não sei se usaram o elefante. Os elefantes africanos, apesar de terem sido usados em batalha na guerra de Cartago, por exemplo, eram (e ainda são) indóceis. Na Índia são usados os elefantes de lá, mas quem é que usa elefantes africanos como animal de carga ou “trator”?

  • Beto Fukuji:

    Acho que esses Físicos inventaram uma nova maneira de carregar pedras gigantes, e não foi necessariamente utilizado pelos egípcios. Físicos, matemáticos e inventores malucos tem várias teorias sobre como foi feita as pirâmides, mas acho que eles só inventaram um modo alternativo e eficiente para construir as pirâmides. Para comprovar definitivamente é necessário provas arqueológicas de rastros, marcas para por um fim de uma vez nesse impasse.

    • Cesar Grossmann:

      Beto, considerando que os recursos dos egípcios eram limitados, acredito que esta ideia dos físicos deve estar bem próxima da realidade. Além disso, tem que ver as evidências que existem.

  • Gödel Téssera:

    De qualquer modo, isso não explica como conseguiram subir as pedras até o alto das pirâmides, já que todas as pedras da base até o topo são do mesmo tamanho, como eles conseguiram içar?

    • Cesar Grossmann:

      Içar? Por que justamente içar? Içar envolve o uso de estruturas muito fortes, e a aplicação de muita força. Acho pouco provável que içassem as pedras.

      Muito provavelmente arrastavam as pedras sobre rampas dentro da própria pirâmide, usando trenós e roletes para diminuir a fricção:
      http://www.3ds.com/passion-for-innovation/khufu-reborn/khufu-reborn/

  • pgmparedes:

    E as cordas era feitas de que?
    Na armação, do modo que é mostrado na foto, haveria atrito do terreno sobre as cordas.
    Em quanto tempo o atrito acabaria com elas?
    Seria necessário fazer sulcos na toras.
    Esse movimento que eles consideraram era no plano, ou antão, aonde se posicionariam os homens para puxar as cordas levando os blocos para cima?
    https://hypescience.com/cientistas-descobriram-o-segredo-egipcio-para-mover-as-enormes-pedras-das-piramides/ é mais provável.

    • Cesar Grossmann:

      Trenós poderiam ser usados, e planos inclinados. http://www.3ds.com/passion-for-innovation/khufu-reborn/khufu-reborn/

      Mas as cordas poderiam ser protegidas por um expediente simples, cavar pequenas valetas ao lado da estrada, onde fossem passar as cordas. desta forma, os troncos ficariam sobre uma parte mais elevada, e as cordas não tocariam no solo, sendo assim protegidas do atrito. Ou então alguém ia dos lados carregando uma tábua, e colocando ela sob as cordas quando elas fossem tocar o chão. Ou então a tábua seria amarrada, presa, pregada, colada, sobre as cordas, de forma que as cordas não tocassem o solo.

    • David Msf:

      eram de fibras de carbono, presente dos deuses astronautas. satisfeito?

  • Diego Souza:

    E aquela teoria da areia molhada?

    • Cesar Grossmann:

      Poderia (eu disse PODERIA) ser o caso desta técnica aqui ser usada com pedras, que não tem problema rolar, e a outra técnica, da areia molhada, ser usada para estátuas, que não dá para rolar sem quebrar.

      É o que eu acho…

  • Murilo Haas:

    Ta e como eles colocaram essas hastes em baixo da pedra? e Como cortaram elas sabendo que esse calcário é bem resistente, como subiram as pedras no topo da piramide? Acho que não é só saber como mover as pedras, mas também como subir elas em lugares mais altos, com rampas de madeira? Quando homens precisariam para fazer força suficiente para isso?

    • Marcelo Ribeiro:

      Qual a sua resposta? Aliens?

    • Cesar Grossmann:

      Murilo, mas é muito simples, usa uma alavanca para levantar um pouquinho a pedra de um lado, e coloca um tronco. A partir daí fica fácil usar a alavanca e levantar mais um pouco a pedra e empurrar o tronco um pouco mais. Até que tenha espaço para outro tronco. Com dois troncos, você coloca o terceiro do lado, baixa a pedra, e rola ela sobre o terceiro tronco.

      O calcário é uma pedra muito fácil de cortar, ela não é “bem resistente”.A calcita que faz parte do calcário tem dureza 3 na escala Mohs, ou seja, dá para riscar ela até com uma moeda de cobre.

      E, para subir as pedras não seu usaram rampas de madeiras, mas rampas de pedras e detritos mesmo, ou, se for confirmada a hipótese de Jean-Pierre Houdin, rampas dentro das próprias pirâmides. No terreno em volta o desnível não era tão grande, e um canal servia para levar as pedras de barco até quase a pirâmide. Quanto à quantidade de homens necessárias, supondo que cada um puxasse o equivalente a 50kg, uma pedra de 2,5t precisava exatamente de 50 homens (pode fazer as contas). Se você não quer quebrar as costas deles, faça cada um puxar o equivalente a 25kg e coloque mais 50 homens a puxar a pedra.

  • jic:

    “Um grupo de curiosos testou a ideia em um modelo em escala”

    mas a gravidade não funciona em escala, e no caso, a pressão do peso sobre as toras, não se comportará apenas porque as contas dizem…

    • Cesar Grossmann:

      A pressão do peso sobre as toras tem que ser dividido por três e distribuído pela área de contato delas. Então, com uma pedra de 2,5t, cada tora irá suportar 833 kg, que será distribuído pelo comprimento dela. Será que é compressão suficiente para destruir as toras?

      http://arxiv.org/ftp/arxiv/papers/1408/1408.3603.pdf

Deixe seu comentário!