Companhia de turismo espacial inaugura primeiro espaçoporto do mundo

Por , em 28.10.2010

Ao que parece, o negócio das viagens espaciais comerciais está mesmo prosperando. O turismo espacial deu mais um passo com a inauguração do primeiro espaçoporto do mundo, no estado do Novo México, nos EUA.

O bilionário britânico Richard Branson, que apoiou o empreendimento, disse que as primeiras viagens levando passageiros podem acontecer dentro de 9 a 18 meses. Mais de 300 pessoas já pagaram pelo menos R$ 338.760 cada um por um vôo de três horas.

O evento de inauguração foi marcado com o sobrevôo da aeronave SpaceShip Two. Esse é o veículo projetado para cobrar taxas de turistas e levá-los para conhecer a borda do espaço.

A nave-mãe da companhia, que vai carregar a SpaceShip Two até ela alcançar altitude, também apareceu na cerimônia de inauguração. A embarcação, transportando a SpaceShip Two, passou pelo espaçoporto várias vezes antes de pousar na pista nova.

A abertura da pista de quase três quilômetros vem menos de duas semanas depois do primeiro solo da nave espacial de turismo que será usada pela companhia. Esses avanços, segundo Richard Branson, mostram que o negócio é seguro e se tornou realidade. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Valdemir Patricia:

    se pessoas passam fome, a culpa não é minha, não deixaria de comprar uma passagem pra ajudar um necessitado..eles que se f****-se

  • Inconformado:

    “Portanto, imaturidade daqueles que pensam de forma diferente (sinal que nunca passou necessidades em vida).”

    Pois bem, o senhor pensa de forma diferente das pessoas que construíram esse empreendimento.
    Pela sua teoria, isso te faz imaturo.

    E desculpa se a gente tem que passar fome só porque outra pessoa também passa fome. Igualdade é algo justo e bonito, né?

    Quem tem bilhões (de forma honesta) não deve porra nenhuma à sociedade. Justiça social e conforto sanitário, de segurança, educacional e alimentício mínimo é dever apenas do governo. Para isso pagamos impostos. E para isso os impostos DEVEM ser repassados à população em serviços e benefícios. Infelizmente, isso está longe de acontecer no Brasil. E os culpados são todos nós. O governo é apenas o reflexo do povo. E não não valemos nem o grão de soja que exportamos para comprar depois produtos beneficiados e muito mais caros. Se valêssemos algo, não deixaríamos meterem ferro na gente como eles fazem.

    Agora, se você põe a culpa da sua fome no cara que teve um pouco mais de sorte nos percursos da vida e conseguiu lucrar muito com o capitalismo, quem pensa diferente é você. Por consequência, o imaturo é você.

    Eu não tenho dinheiro nem para comprar um Fusca, mas admiro muito quem tem bilhões e tento aprender com os mesmos.
    Quem sabe um dia vou poder gastar toda minha fortuna superfulamente e morar bem longe da ignorância da Terra.

    Eu vejo gente gastando todo o seu salário mínimo com álcool e cigarros. Isso me parece bem mais babaca do que gastar com uma viagem ao espaço. Quem vai pro espaço TEM. Quem gasta com drogas, passa fome, desconta a angústia na família não tem porcaria nenhuma. Nem caráter nem dinheiro.
    Então não venha falar que gastar aquela quantia para uma viagem espacial e olhar durante algumas horas por uma janelinha é algo supérfulo.

    Sucesso é apenas sorte. Pergunte a qualquer fracassado.

    • Lol:

      Só discordo com o final. Sucesso é apenas persistência.

    • Dani Victor:

      se vc conhecesse um pouco do sistema financeiro, entenderia q nao ha! uma forma honesta de se ter bilhoes 😉

  • willian:

    Em partes não tiro a razão do Giancarlo Kind Schmid (supérfluo), mas devemos sim contribuir para a nossa evolução tanto para nós como para a futura geração e assim progredir.

    Já passei sim necessidade, na década de 80/90, quando criança, pedia pão duro de porta em porta na vizinhança e amigos meus catavam papelão na rua e hoje dirigem empresas de grande porte, na época percebi que se você quiser ser alguém na vida têm que correr atrás dos seus ideais sem depender de ninguém, pois o futuro é você quem faz, seja um futuro promissor ou um futuro desastroso.

    As pessoas que sofrem são pessoas burras sim, isso é fato, são desinformadas, ignorantes porque não interessam-se em ler um livro não buscam informações e não querem bater de frente com a realidade, ficam aguardando ajuda e estão na miséria porque se acomodaram, também acham que nasceram para passar pelo o que estão passando, mas só depende deles para sair da miséria que estão passando basta usar a inteligência. Se ofendi alguns leitores peço desculpas mas essa é a real.

    Fica difícil comparar tribos da África, lembrando que lá é o berço da humanidade, se estão lá até hoje é porque algo os beneficiam.

    E qual foi a política governamental e auxílios que ajudaram a humanidade em seu início?
    Nenhuma.. se sairam bem os mais inteligentes.

    Eu não moraria em um lugar que não chove ou então em um deserto, agora se eu fosse um acomodado procuraria uma sombra e ficaria a vida toda esperando ajuda…rs

  • Rodrigo:

    Ta , deixem de criticar cara, imagine ai que algumas decadas atrás viajar de avião era um luxo que so as pessoas mais importantes do mundo tinham ?

    Ou que so existiam 5 computadores no mundo , e eram enormes , e não chegavam a 1/100000 da capacidade dos de hoje ?

  • Giancarlo Kind Schmid:

    Ops! Não vamos radicalizar, pessoal! Temos que ver as coisas por vários ângulos:

    1) A viagem ao espaço é artigo de luxo (ainda), experimental, pois dentre em pouco os passageiros poderão se deslocar das naves para dar voltas no espaço aberto;
    2) A viagem é artigo supérfluo por várias razões: quem vai, segue para apenas ver o espaço da janelinha e para sair dizendo “eu fui ao espaço”. Capricho, ego, é ter dinheiro e não saber com que gastar;
    3) Nem todos passam necessidades porque “querem ou são burras”: se algum de vocês nascesse no inóspito e desértico centro da África, sem nenhuma política governamental de auxílio, analfabeto e dependente única e exclusivamente das condições pluviométricas (chuvas raras), mudariam de ideia (falar dessa forma é fácil, quando se tem comidinha no estômago, vivendo-se em país tropical, com salário, papai e mamãe ajudando e ainda por cima, com um governo patriarcal (que distribui todo tipo de bolsa).

    Portanto, imaturidade daqueles que pensam de forma diferente (sinal que nunca passou necessidades em vida). Eu, orgulhosamente, já passei algumas e sei do que estou falando.

  • willian:

    ANILSON MARTINS….As pessoas passam necessidades porque elas querem ou porque são burras…

    • Matheus:

      ?

  • bruno:

    ANILSON MARTINS, hipócrita é vc, que se tivesse esse dinheiro, dúvido que estaria ajudando alguém. E outra, se vc tem dinheiro, tem que aproveitar mesmo cara, dinheiro serve pra isso. Enfim, mesmo sendo caro velho, imagine vc no espaço, muito louco.

  • ANILSON MARTINS:

    Alguns jogando dinheiro no ralo enquanto outros passam necessidades ! Egoístas , hipócritas.

  • Rodrigo:

    É no minimo, um privilégio um pouco caro!

  • Bruno:

    Você não esperava dar umas voltinhas na lua né?

  • Ninja:

    Peraí, vc viaja dentro de uma nave pro espaço e depois volta, sem sair dela, em 3 horas, por 338.760?

    Sem mais comentários…

Deixe seu comentário!