Cientistas simulam colisão entre um buraco negro grande e um pequeno

Por , em 29.11.2010

Astrofísicos conseguiram simular a colisão mais radical entre dois buracos negros até hoje: um buraco negro centena de vezes mais massivo do que o outro.

Quando dois buracos negros colidem em cenários realistas da astrofísica, eles não têm o mesmo tamanho. Colisão de galáxias seria o tipo de cenário em que buracos negros com massas muito diferentes, ou seja, com relações de massa desde dois para um até um milhão para um, cairiam uns sobre os outros conforme vazassem grandes quantidades de energia orbital através da emissão de ondas gravitacionais.

Porém, até cinco anos atrás, cientistas disseram que colisões tão massivas não poderiam ser reproduzidas. Naquela época, simulações de colisão entre buracos negros de massas iguais chegaram até fusões de um buraco negro 10 vezes mais massivo. As colisões de buracos negros até uma relação de massa de 10 para 1 representaram os limites das técnicas reproduzidas pelos cientistas.

Porém, alguns pesquisadores, reunidos em Portugal, conseguiram criar novas técnicas. Eles precisaram de um supercomputador com 70.000 processadores e quase três meses para completar a simulação. Eles acreditam que podem ir além desta relação de massa, talvez a mil para um, mas esse problema complexo só poderia ser resolvido por supercomputadores ainda mais potentes.

A nova simulação é especialmente importante porque faz uma ponte entre as lacunas de duas abordagens de pesquisa muito diferentes: uma que começou a partir de colisões de buracos negros com massas similares e outra que utiliza o que é chamado de técnicas de perturbação, que se aproxima de colisões com a relação de massa de mil para um.

A simulação também pode ajudar a prever a assinatura de ondas gravitacionais que vêm de colisões de buracos negros de diferentes relações de massa. Astrônomos à procura de ondas gravitacionais agora podem entender exatamente o que estão detectando.

Atualmente, existem dois grandes esforços em andamento nos EUA para detectar ondas gravitacionais; um observatório baseado em terra e um observatório de ondas gravitacionais previsto para ser instalado no espaço, mas que ainda não está acima do chão.

A nova simulação vai ajudar a desenvolver famílias de formas de ondas gravitacionais que os astrônomos podem procurar nos próximos cinco anos, que é quando os observatórios devem estar prontos. O objetivo final é fazer testes de alta precisão da Relatividade Geral, o que tem algumas implicações importantes para a astrofísica. [MSN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

18 comentários

  • Dryka Mazetto:

    na verdade o que eu gostaria de ter visto sendo explicado é como os 2 buracos negros interagem no quesito colisão…o maior “devora” o menor??e no caso de tamanhos equivalentes, eles se chocam e formam um buraco negro com o dobro do tamanho??

    • Alessandro Silveira:

      Inesperadamente, tais colisões são muito demoradas, e geral as órbitas dos Buracos Negros geram um dos fenômenos mais bizarros já observados.
      Mas respondendo, é possível que os dois buracos negros se colidam. Uma vez que chegaram tão perto que eles não podem escapar da gravidade de cada um, eles irão se fundir para se tornar um grande buraco negro.
      Tal evento seria extremamente violento.
      Mesmo quando simular este evento em computadores poderosos, não podemos compreendê-lo totalmente.
      No entanto, sabemos que uma fusão buraco negro iria produzir uma energia tremenda e enviar ondas maciças através do tecido do espaço-tempo do Universo.
      Estas ondas são chamadas ondas gravitacionais.
      Infelizmente ondas gravitacionais nunca foi diretamente observado.
      No entanto, eles são uma previsão fundamental da teoria geral da relatividade de Einstein.
      Detectá-las daria um salto qualitativo importante de nossa compreensão da gravidade.

  • andre:

    pelo amor de deus…vcs nao pensam nao ?? se a força centrifuga de um buraco negro fosse tao grande como dizem…ele nao se locomoveria…as coisas iriam até ele pela sua força ele iria chupar o universo inteiro…eu ainda acho que buracos negros sao invençoes feitas por cientistas sem nada pra fazer…até hj eles só dizem que existem e que sao destruidoras mais pra onde vai tudo aquilo que cruza por ele…pra uma especie de lixeira eletronica como a no nosso cpu que quando deletamos simplesmente desapareçem ??? é claro que essa imagem foi criada em computador…ou alguem aki acha que uma camera ou coisa pareçida que tirasse foto de um troço desses nao ia ser devorado tbm ??? alguem sab me responder se ele teria força para chupar até as ondas eletronicas do espaço ??? pq esse seria o unico geito de esa foto ser real…tirando e logo dps ja enviando para nos

    meu portugues ainda engatinha…mais eu to aki pra tenta da a minha melhor opiniao vlw

    • Jalzerio Figueira:

      É força gravitacional. Uma vem em movimento no espaço em movimento para sempre a não ser que haja uma colisão, Se uma estrela se tornar um buraco negro este continuaria a se mover na mesma velocidade da estrela que o originou. A força gravitacional diminui com o quadrado da distância. longe do buraco negro é como se ele não existisse. Ele não chuparia as ondas eletromagnéticas do espaço se estivesse longe dele.. O que é longe ? Para um buraco negro que se originasse de uma estrela do tamanho de nosso sol , abaixo de 3km sugaria tudo. a 300 bilhoes de km ( distancia de nossa terra ao nosso sol ) ele seria inofensivo. Ficaríamos orbitando ele tranquilamente. O buraco negro fica parecendo uma lente com o centro preto é como na foto mesmo.

    • Amadeus E:

      Não entendo muito bem dos mistérios do espaço, mas do pouco conhecimento que sei, como o amigo acima disse, seria a força gravitacional, a centrifuga deve ser anexada a estrelas de neutrons que giram em torno de sí própio dezenas e até centenas de vezes em seu própio eixo em um segundo, e a foto é uma montagem feito por computador, com certeza essa não é a real imagem de um buraco negro, eu acho que seria bem dificil de tirar uma fotografia tão distinta como essa, para encontrar um buraco negro já é bem trabalhoso, me corrijam se estiver errado mas o buraco negro não é observado “visualmente”, mas sim pelas ondas de radio que ele emite, também a lente gravitacional entre outros fatores, então a imagem é apenas uma ilustração irreal do assunto, e como o amigo disse, ele não “chuparia”; prefiro o termo sugar; todo o universo, tendo que seu horizonte de eventos não é tão grande assim, então ele só iria “devorar” o que caisse nesse horizonte, ou algo assim

    • Raphael Freire:

      Ideias absurdas e questionamentos movem a ciência. Quer uma dica? Não tenha essa atitude meu camarada, a cada dia nos impressionamos com os novos fatos da ciência. A física era praticamente intocável em suas teorias até as pesquisas e novas teorias a respeito das partículas subatômicas. O importante é estarmos abertos a teorias absurdas, pois um dia esta teoria pode ser a nova “relatividade” no mundo. Abraço.

  • nina:

    Os portuguese sao muito inteligentes

  • lucas:

    uai, me espantei com esse pc deles 70 mil processadores, caracasssssssss, eu tava pensando que meu pentium 4 ainda tava na onda, buaaaaaaa.

  • CristianoR:

    gostaria de saber se estes desenhos(fotos) são feitos em computadores ou se foi alguma sonda que tirou/registrou buracos negros

    • Matheus Cardoso:

      São feitos digitalmente. Não como ver buracos negros, a não ser qd sugam matéria. Este não está sugando nada.

  • kaio:

    so cei que e um buraco negro prestar a tençao para terra vai todo mundo para o beleleo entao vamo ficar esperto

  • criancinha:

    Buracos negro se locomovem no espaço? Eles não são rupturas no espaço-tempo? Como um furo em uma folha de papel pode se locomover nesta superfície?

  • john:

    70.000 processadores, eu poderia criar programas muito rapido , abriria paginas carregadas , e jogaria todos os tipos de jogos com graficos full.. mas isso e so pra quem pode, não pra quem sonha.

  • O Comentarista:

    Artigo “non sense”

  • Silva:

    Um pc com 70.000 processadores… o meu é apenas um dual core… puxa vida…

  • Felipe:

    Acho que o melhor jeito de ver a Terra ser destruída, seria dois buracos negros.

  • David Quirino dos Santos:

    Como sou ignorante por natureza, e orgulho-me disso, recuso-me a terder tempo com suposições, já que: supõe-se que os buracos negros blá-blá blá, não passando tudo de teorias esburacadas. Por que é que ao invés disso, estes eruditos astrofísicos, que pretendem teorizar o que nunca terá utilidade prática para a humanidade, não tentam olhar para não tão distante e procurar por algo que poderia interferir no, até então, natural, movimento da Terra, causando seu aquecimento além do que seria normal e estas súbitas alterações climáticas, para calar a boca de quem fica dizendo por aí que a culpa é nossa… e, até, dos “puns” que as vacas soltam?

  • jonas:

    resumindo: o titulo fala que eles simularam, mas o texto diz que a simulação só sera feita com computadores mais potentes. the end

Deixe seu comentário!