Dar menos brinquedos aos pequenos pode fazer uma grande diferença; entenda

Por , em 11.12.2017

Uma nova pesquisa da Universidade de Toledo (Ohio, EUA) indica que dar menos brinquedos às crianças na hora da recreação pode estimular foco e criatividade.

No estudo, os pequenos que receberam menos brinquedos tiveram sessões de brincadeira mais longas e usaram os brinquedos de forma mais criativa, o que fornece pistas sobre como promover hábitos saudáveis em casa e na escola.

A conclusão

Os pesquisadores realizaram dois experimentos com 36 crianças com idade entre 18 e 30 meses.

No primeiro, elas receberam 4 brinquedos. No segundo, podiam escolher entre 16. As brincadeiras foram supervisionadas e cada sessão durou até 30 minutos.

“Quando receberam menos brinquedos, as crianças se envolveram em períodos mais longos de brincadeira com um único brinquedo, permitindo um melhor foco para explorar e brincar de forma mais criativa. Isso pode ser oferecido como uma recomendação em muitos ambientes para apoiar o desenvolvimento das crianças e promover uma recreação saudável”, escreveram os cientistas em um artigo publicado na revista Infant Behavior and Development.

Em detalhes

Houve uma diferença significativa na forma como as crianças reagiram quando havia menos brinquedos disponíveis. Elas mostraram maior variedade nas formas como usaram os brinquedos, e trocaram entre eles menos frequentemente.

Em média, as crianças interagiram com 8,6 dos brinquedos disponíveis quando tinham 16 para escolher, e 3,1 dos brinquedos disponíveis quando tinham 4 para escolher.

Como a amostra do estudo foi reduzida e a idade das crianças limitada, é preciso ter em mente que ainda não podemos fazer declarações abrangentes sobre o melhor número de brinquedos a oferecer para nossos filhos.

Segundo os pesquisadores, é possível que ter mais brinquedos disponíveis pode ter naturalmente levado às crianças a trocar de brinquedos com mais frequência, pois elas ficam ansiosas para explorar o meio ao seu redor.

No entanto, as outras duas variáveis consideradas – a duração do tempo gasto com cada brinquedo, e as diferentes maneiras pelas quais cada brinquedo foi usado – sugere que as crianças têm um tempo de recreação mais focado e criativo com menos brinquedos.

Benefícios

Uma hipótese dos cientistas é que dar menos brinquedos de uma vez para as crianças poderia encorajá-las a ser mais imaginativas.

Por outro lado, é bom para a atenção dos pequenos não estar sempre trocando de brinquedo para brinquedo.

Enquanto mais pesquisas são necessárias para podermos entender completamente como a abundância de brinquedos afeta o tempo de recreação e desenvolvimento das crianças, esse estudo é algo para se ter em mente nesta época de Natal, na hora de comprar presentes para os pimpolhos. [ScienceAlert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (12 votos, média: 4,67 de 5)

Deixe seu comentário!