Estudo diz que quem joga videogame tem função cognitiva maior e mais massa cinzenta

Por , em 29.04.2015

Gamers de todo mundo, alegrem-se! Um estudo publicado na revista “Nature” mostrou que habilidade com jogos é uma indicação de um cérebro melhor conectado. A pesquisa analisou a função cognitiva de jogadores de videogame de ação (AVGs, do inglês Action Video Gamers) de diferentes níveis de proficiência. Para os “noobs” (iniciantes) que estão lendo esse texto, videogames de ação submetem o jogador a desafios físicos, incluindo a coordenação mão-olho e jogos de tempo de reação – jogos de corrida e luta, por exemplo.

Já há muitas evidências que mostram que os jogadores experts em AVG (aqueles que são campeões regionais ou nacionais em competições do gênero) têm capacidade cognitiva superior a amadores. Isso levou a equipe de pesquisa, liderada por Yao Dezhong, da Universidade de Ciência Eletrônica e Tecnologia da China, a analisar os cérebros de gamers experts e amadores para ver se eles poderiam continuar distinguindo as diferenças entre eles.

Cérebro mais conectado

Durante o estudo, foram realizados exames de ressonância magnética nos cérebros de 27 jogadores especialistas e 30 jogadores amadores. Os exames focavam em redes dentro de uma região chamada córtex insular, que está associada com a percepção, controle motor e funcionamento cognitivo.

Os resultados mostraram que os gamers experts tinham maior conectividade funcional em seus hemisférios cerebrais do que os amadores. O gráfico abaixo mostra um mapa dos hemisférios esquerdo e direito do cérebro e as regiões onde existem ligações. As linhas brancas contínuas mostram onde os experts encontraram melhorias significativas quando comparados aos amadores.

gamers

As regiões de ligações superiores estavam em grande parte no hemisfério esquerdo, frequentemente associado com cálculos, lógica e pensamento objetivo. Isso indicaria por que os jogadores experientes são superiores quando se trata de coisas como resolução de problemas dentro de videogames de ação.

Mais massa cinzenta

Também foi descoberto que os gamers experts têm mais massa cinzenta em seus cérebros do que os amadores, especialmente no córtex insular esquerdo e no sulco insular central. A massa cinzenta processa as informações no cérebro, o que significa que os jogadores com mais massa cinzenta podem processar dados de forma mais eficaz.

Então, da próxima vez que você estiver jogando videogame e se sentindo culpado por não estar estudando, basta lembrar que você poderia estar melhorando a sua capacidade cognitiva enquanto joga. As evidências podem indicar que é possível aumentar a quantidade de massa cinzenta no cérebro, o que significa que, se você praticar bastante, também pode ser um jogador expert… e ter um cérebro melhor conectado! O que você está esperando para pegar o controle? [IFLS]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

Deixe seu comentário!