Foto espacial: NASA tira foto-mosaico do sistema solar

Por , em 22.02.2011

Uma nova foto virou atração recentemente: uma nave espacial da NASA rumo a Mercúrio conseguiu fazer um retrato incrível de seis grandes planetas do nosso sistema solar.

A foto família é na verdade um mosaico de fotografias planetárias, ou seja, a reunião de 34 imagens individuais que foram tiradas durante um período de duas semanas em novembro passado.

O mosaico único construído oferece uma visão do sistema solar como ele aparece a partir do centro. Na nova foto, as câmeras da nave foram capazes de detectar todos os planetas principais, exceto Urano e Netuno, que eram demasiado fracos para detecção.

A lua da Terra e várias luas grandes de Júpiter – os satélites Galileu: Calisto, Ganímedes, Europa e Io – também estão visíveis, e estão em destaque nas inserções.

Vênus começa o retrato no canto esquerdo, seguido pela Terra e sua lua, e Júpiter. Os cientistas fizeram indicações na fotografia das órbitas de Urano e Netuno no momento, e em seguida aparecem Marte, Mercúrio e Saturno.

Os planetas aparecem em uma estreita faixa em forma de S, devido à inclinação da órbita da sonda em relação à órbita eclíptica – plana ou geral – do sistema solar. Os pesquisadores contam que foi um verdadeiro desafio apontar as câmeras da nave no lugar certo para capturar tantos planetas ao mesmo tempo.

Os cientistas tiveram que usar uma câmera de ângulo estreito e uma câmara grande-angular. Segundo eles, não foi fácil encontrar um momento em que muitos dos planetas estivessem dentro de um único campo de visão a partir dessa perspectiva, além do sol forte que limita a capacidade de gerar imagens em várias direções.

Os cientistas também usaram um software para simular a melhor localização da nave, de onde os planetas pudessem ser visíveis para suas câmeras. Por fim, eles tiveram que ajustar algumas das fotos, a fim de destacar os planetas.

As imagens estão esticadas para tornar mais fácil a identificação dos elementos. O trecho também destaca a luz espalhada pelos planetas, e, em alguns casos, mostra detalhes como a forma não-esférica de alguns planetas.

Os cientistas da missão dizem que o retrato oferece uma visão inversa do sistema solar. Em 1990, outra sonda da NASA tirou uma foto do sistema solar conforme é visto a partir da região de Netuno.

Segundo os cientistas, o retrato serve para lembrar que a Terra é um membro de uma família planetária formada por processos comuns há quatro e meio bilhões de anos atrás. A nave que tirou as fotografias em breve vai orbitar o membro mais íntimo da família, aquele que detém muitas novas respostas para como os planetas semelhantes à Terra são criados e evoluem: Mercúrio.

A nave já voou por Mercúrio três vezes desde seu lançamento em 2004, e chegará à órbita do planeta em 18 de março. Essa é mais uma oportunidade dos cientistas de preencher detalhes e conhecer esse mundo incrível. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • LORRAINE:

    NOSSA COMO ISSO E MUITO LEGAL

  • Juliano:

    Fio
    A Sonda Messenger, que é a que tirou essas fotos, está indo para a órbita de Mercúrio. As câmeras estão na “parte de trás” da sonda onde não é possível ver o Sol.

    Paulo
    As câmeras são calibradas para tirar fotos dos planetas, não para fotografar estrelas. A magnitude aparente de um planeta é muito maior que de um estrela. Experimente pegar uma câmera convencional e tirar um foto do céu. Não vai aparecer absolutamente nada, malmente aparece a Lua.

    Victor
    No texto fala: “devido à inclinação da órbita da sonda em relação à órbita eclíptica – plana ou geral – do sistema solar”, ou seja, Urano não está abaixo de Júpiter, mas sim, ao lado.

  • Victor’:

    Meio confuso já que Urano está mais abaixo que Júpiter, mas muito bem feito =)

  • Guilherme:

    vou fazer de conta que não li o comentario do “cade as estrelas”.

    imagem linda(:

  • Felipe:

    Fio e Paulo. O texto já responde.

    ” A foto família é na verdade um mosaico de fotografias planetárias, ou seja, a reunião de 34 imagens individuais que foram tiradas durante um período de duas semanas em novembro passado. “

  • Bruno Juncklaus:

    detalhee cade as estrelas???Ja que esta no espaço devia de dar pra ver as estrelas

    Noob.

  • Paulo:

    detalhee cade as estrelas???Ja que esta no espaço devia de dar pra ver as estrelas

  • Fio:

    Opa… Mas cadê o Sol? Estamos sem Sol?

Deixe seu comentário!