Foto: o misterioso hexágono de Saturno

Por , em 21.02.2013

Durante um voo até os arredores de Saturno na década de 1980, a sonda espacial Voyager registrou uma estranha nuvem hexagonal no pólo norte do planeta. Quase trinta anos se passaram e ninguém ainda pode afirmar com certeza o que há por trás do fenômeno.

A imagem acima foi obtida pela sonda espacial Cassini e, comparada com os registros feitos pela Voyager, mostra como a nuvem se manteve relativamente estável mesmo após mais de duas décadas – neste filme abaixo é possível ver como a nuvem mantém a forma mesmo em rotação.

PIA09187

Pesquisadores simularam hexágonos e outras formas poligonais com um turbilhonamento de líquido dentro de um tanque em velocidades variáveis, sugerindo que o hexágono de Saturno pode ser uma esquisitice da mecânica dos fluidos de corpos em rotação. No entanto, a longevidade e estabilidade desta corrente de jato de Saturno vão deixar os cientistas coçando suas cabeças nos próximos anos.

Especialistas acreditam que o formato foi criado a partir de ventos conhecidos como “correntes de jato”, correntes de ar velozes que acontecem nas camadas mais altas da atmosfera.

Para se ter uma ideia das dimensões da nuvem, basta dizer que nela caberiam “quatro Terras”. [NASA, HypeScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,50 de 5)

9 comentários

  • Sebastiao Filho:

    Comparar laboratório com um planeta do tamanho de Saturno é forçar as leis da física. Até porque as leis da física mudam de acordo com o sistema e com os planetas. É uma característica do ser humano adaptar o que ele não conhece ao que ele conhece. Analogia. Prepotência??

  • Josney:

    Aqui tem uma explicação bem interessante a respeito:
    http://www.youtube.com/watch?v=2NogyJ0k8Kw&list=PLsOB2sORa1o4DRyOWnFLV5s85tGCTJCss

  • Austregon:

    De misterioso não tem nada!já foi recriado em laboratório: Hexagon

    • Guilherme de Souza:

      Achei o experimento muito interessante, Austregon, mas o fato de terem conseguido reproduzir o fenômeno em um laboratório, com condições controladas, não tira totalmente o “mistério” do fenômeno, que ocorre numa escala muito maior e de modo natural em outro planeta (essa é a minha opinião, ao menos)

  • Jonatas:

    Imagine um rasante por cima desse sistema de nuvens no polo de Saturno, tendo no horizonte o esplendor dos anéis vistos de cima. 😀
    Essa forma geométrica é única, um espetáculo cósmico – vai ver os Saturninos gostam tanto de hexágonos quanto nós de pirâmides.., 😉

    No final do artigo, acho que existe um erro de tradução, a sombra de Júpiter na verdade é a sombra do Planeta-Joviano, que se refere ao próprio Saturno, e não a Jupiter. 🙂

    “Imaged from the side, the dark shadow of the Jovian planet is seen eclipsing part of its grand system of rings, partly visible on the upper right”

    • Brian Carvalho:

      como uma “esfera” faz sombra nela mesmo?! ou a sombra pertence aos aneis?

    • Jonatas:

      É a sombra do Planeta Saturno sobre seus próprios anéis.

    • Brian Carvalho:

      valeu ae champz!

  • WalterZ:

    O realidade sempre é surpreendente.
    A minha teoria a respeito é que trata-se de uma espécie de ressonancia. Imagina um aro de metal bem fininha girando solto . Então alguma coisa bate em um ponto do aro no sentido de seu raio, fazendo com que o aro naquele ponto flexione um pouco na direção do centro. A flexão para o centro, fará com que outro ponto do aro seja flexionado para fora e sucessivametne até completar a volta inteir ano aro. A elasticidade do aro tenderá a fazer os pontos voltar para a posição inicial, mas devido a inércia, eles passam do ponto inicial e inicia-se um movimento de pêndulo naqueles pontos.
    Caso, ao completar a volta o ponto que inicialmente foi perturbado receber um impulso do aro que está oscilando, o aro entra em ressonância e poderá ficar oscilando muito tempo. Caso isso não ocorra o fenômeno será amortecido rapidamente.

    Na minah analogia cada ponto oscilente do aro correspondo a um vértice do Hexagono de Saturno.

    Abraços

Deixe seu comentário!