Google quer criar algoritmo vidente para descobrir o que você quer saber antes mesmo de fazer uma pesquisa

Por , em 29.11.2012

No mês passado, cerca de 150 pessoas receberam mensagens do “gigante das buscas”, perguntando “o que você quis saber recentemente?”.

As mensagens foram enviadas em horários aleatórios durante três dias, e faziam parte do Daily Information Needs Study (“Estudo das Necessidades Diárias de Informação”) do Google.

Com essas informações, a empresa pretende criar um mecanismo de busca que dê ao usuário informações de que ele precisa – antes mesmo que ele procure por elas.

O mecanismo deve ser desenvolvido para dispositivos móveis (como tablets e smartphones) e poderá, a princípio, aproveitar informações contextuais dadas pelos aparelhos (onde a pessoa está, por exemplo) para descobrir o que o usuário quer. “Nós sempre dissemos que o mecanismo de busca perfeito irá lhe dar exatamente o que você precisa saber no momento certo, possivelmente sem que você precise pedir por isso”, diz Jon Wiley, um dos principais designers de experiência de usuário do Google.

E que tipo de informação o usuário quer, mas não a ponto de pesquisar? Talvez dados sobre o trânsito local, a previsão do tempo ou a quantidade de pessoas que estão em determinado shopping – saber que o estacionamento está lotado pode evitar uma viagem perdida, por exemplo.

Poucas informações foram divulgadas sobre o projeto, contudo, o que dá margem a muitas especulações.[Gizmodo, TR]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Falcone Big:

    E provavelmente funcionará como um vidente, ou seja, não prevê seu futuro, apenas diz coisas que lhe induz a seguir por um determinado caminho.

  • Joaquim Guedes Batista:

    Esta resolução, pode ser uma icógnita, mas pode ser possível, pra se chegar numa casa, deve se ter um endereço, pra se ter uma ideia de uma pessoa, veja onde mora, pra saber o que ele pode fazer, estude a região onde ele convive, junte as observações e qualifique a pessoa, o seu erro poderá ser muito pequeno e se aproximaré muito do verdadeiro.

Deixe seu comentário!