Honestidade pode fazer bem à saúde

Por , em 18.08.2012

Mentiras aparentemente inofensivas podem, sim, prejudicar sua saúde: de acordo com estudo feito recentemente por pesquisadores da Universidade de Notre Dame (EUA), pessoas mais honestas tendem a ser mais saudáveis do que aquelas acostumadas a mentir – mesmo quando se trata de mentiras “pequenas”.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores acompanharam por 10 semanas 110 participantes com idades entre 18 e 71 anos. Enquanto metade foi orientada a não mentir durante o período do estudo, os demais não receberam nenhuma instrução específica.

Semanalmente, todos passavam por uma avaliação de saúde, falavam sobre seus relacionamentos e diziam se haviam contado mentiras (e quantas) – por garantia, nessa hora eles passavam por um polígrafo (“detector de mentiras”). Em média, eles mentiram cerca de 11 vezes por semana (considerando exageros, distorções da realidade e mentiras “deslavadas”).

Honestidade saudável (literalmente)

Durante o estudo, os participantes orientados a não mentir, embora não tenham seguido o pedido à risca, contaram menos mentiras e relataram menos incômodos físicos (como tensão) e mentais (como tristeza e apatia). Esses benefícios eram maiores do que entre os participantes do outro grupo que inconscientemente mentiram menos durante determinados períodos.

“Nós vimos que os participantes poderiam, de modo intencional, reduzir suas mentiras diárias, e que essa atitude estava relacionada com uma melhora significativa em sua saúde”, conta a pesquisadora Anita Kelly. Muitos passaram a ser sinceros a respeito de seus feitos, ao invés de exagerá-los, enquanto outros pararam de inventar desculpas para atrasos ou para falhas cometidas.[Daily Mail UK]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • Medicina Integrativa:

    Com certeza faz bem:
    – Viciados deixam de se interessar em drogas ao praticar atos voluntários de ajuda humanitária
    – O bem gera mais bem, o sono é bem mais reparador
    – O bem se multiplica

  • jodeja:

    Mentiras aparentemente inofensíveis podem prejudicar a saúde, é, e as ofensivas, cabeludas, escalafobéticas e sujas contadas por muitos e principalmente pelos políticos, fazem bem à saúde? Eu acho que não, só não entendo.

  • Jonatas:

    É por isso que os políticos garantem para si um plano de saúde bem grande. 😉

  • Vera Lucia Guedes:

    Praticar a HONESTERAPIA faz bem a saúde, experimentem, e seja mais saudável. Achei a reportagem excelente e muito apropriada.

  • Luiz Fernando Pegorer:

    No Brasil, ser honesto quando se é honesto e se lida com proteção, fiscalização ou aplicação do erário público pode ser fatal e muitas vezes é assassinado pelos corruptores com a anuência dos corruptos graduados. A corrupção é institucional aqui. Os corruptores patrocinam candidaturas de diversos candidatos garantindo vencer as licitações de obras reais ou imaginárias.
    Se não mata, a vítima vive com a carreira bloqueada, sofrendo bullyng, sendo “jogado” em regiões distantes e desertas, não raro sofre assédio moral e agressões verbais e físicas. Acaba sobrevivendo pobre em uma total inversão de valores morais.
    Lamentável, mas real.
    Com isto, a corrupção se torna comum em todos os níveis, pois os funcionários honestos, são vítimas de intrigas e os próprios “colegas” acreditam na “postura segura” de um chefe e eventualmente de sua tropa de intriguentos. Já os que colaboram com a intriga são promovidos a cargos raramente alcançados por funcionários de carreira.

  • Ghy:

    Por acaso as pessoas mais mentirosas que conheço são realmente bem fragilizadas.

Deixe seu comentário!