Impressionante foto mostra momento exato em que rebeldes da Síria são atingidos por projétil de tanque

Por , em 10.09.2012

Essa sequência de imagens chocante é protagonizada por quatro rebeldes na Síria. A primeira foto mostra o momento em que eles percebem um tanque do exército sírio. A segunda mostra uma granada disparada pelo tanque explodindo no reduto. A terceira foto mostra a fumaça logo depois da explosão.



A fotógrafa Tracey Shelton sobreviveu a este ataque do exército sírio a um dos postos dos rebeldes na cidade de Aleppo. A Síria passa atualmente por uma guerra civil, resultado da Primavera Árabe (onda de revoltas contra governos ditatoriais no mundo árabe). Ela acompanhava os rebeldes do batalhão Noor Den al-Zenke, que protegia duas quadras de ruas laterais que agora são a linha final entre as tropas do governo e as forças da oposição.

Tomando como base a primeira foto, o homem da esquerda é Sheihk Mamoud, 42 anos, pai de um menino recém-nascido. O rapaz com o lança-rojão é Ahmed, 17 anos, irmão do homem de camiseta branca, Issa Aiash, 30 anos, que tinha três filhos. Poucos segundos antes, eles riam e contavam piadas enquanto limpavam seu posto. Depois da granada, os três morreram.

O homem que aparece em pé na terceira foto, em meio à fumaça, foi o único sobrevivente, apesar de ter sofrido ferimentos.

A sequência de fotos recebeu o título de “Vida e Morte em Aleppo”. Além das fotos, há também um vídeo que mostra uma criança que sobreviveu à explosão que matou toda a sua família, também em Aleppo.[Gizmodo, GlobalPost]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,00 de 5)

6 comentários

  • Valdeir:

    Rebeldes é uma coisa, mercenários pagos são outra coisa. Esses se fuzilaram merecidamente.
    Certamente algum deles deve ter trabalhado na Líbia. Mas o que não contaram para eles é que a Síria tem míssil de defesa aéreo. Logo eles não tem suporte de defesa aéreo como fizeram na Líbia.
    Esses dias quando um caça Turco recém entrado na fronteira Síria foi derrubado, deu um recado aos ladrões de petróleo que entrar lá vai custar um pouquinho mais caro.
    É claro as superpotências tem muita ficha para queimar em contratar mercenários, além da mídia comprada e apoio dos satélites dando as coordenadas das forças sírias. Mas mesmo assim vai sair mais caro vai.

  • Léo Ramos:

    Curioso que os caras estão exatamente na mesma posição nas três fotos!! Montagem???

    • Murilo Mazzolo:

      São poucos segundos de diferença entre as imagens, nesse minusculo tempo, o impacto da explosão e da locomoção de ar não os faria ser jogados tão rápido… e na terceira imagem, percebe-se que o homem de pé começa a mover-se por conta do reflexo ainda, isso sugere que as três fotos acontecem em (eu acho) 1 segundo ou menos!!!

    • Marcelo Ribeiro:

      Nem um segundo de diferença. Câmeras profisisonais podem tirar entre 3 e 5 fotos em um único segundo.

  • Mari:

    Parece jogo.

    • Cesar Grossmann:

      Só que não dá para jogar duas vezes…

Deixe seu comentário!