Inédito: NASA descobre dois planetas dividindo a mesma órbita

Por , em 2.03.2011

O telescópio Kepler, da NASA, fez uma descoberta incrível: em episódio inédito, dois planetas foram flagrados compartilhando a mesma órbita.

Os planetas descobertos co-orbitando se localizam no sistema de quatro planetas KOI-730.

Além da teoria não comprovada de que a nossa lua foi criada quando um corpo partilhou a órbita da Terra, chocando-se com ela, até agora ninguém tinha encontrado evidências de planetas co-orbitantes em outros lugares do universo.

Segundo a ciência, é possível que tal fenômeno ocorra quando a matéria em torno de uma estrela recém-nascida forma planetas.

Na órbita de um planeta em torno de uma estrela, há dois lugares onde um terceiro corpo poderia orbitar com segurança. Estes pontos, conhecidos como pontos de Lagrange, são 120 graus para a frente e para trás do corpo menor.

Os plantes co-orbitantes estão sempre a 120 graus de distância, objetos permanentes nos céus noturnos um do outro.

Tal ideia dá gás à teoria da nossa lua. 50 milhões de anos após o nascimento do nosso sistema solar, a lua pode ter sido formada a partir dos restos de uma colisão entre a Terra e um corpo do tamanho de Marte, chamado Theia. Para que isso seja verdade, Theia teria de ter batido na Terra a uma velocidade relativamente baixa.

Isso só poderia ter acontecido se Theia tivesse se originado em um ponto de Lagrange. A descoberta dos planetas KOI-730 mostra que isso é possível.

Talvez um dia estes co-orbitais se colidirão e formarão uma outra lua. Mas isso não vai acontecer tão cedo, já que as simulações dos cientistas mostram que os planetas continuarão a compartilhar órbita durante pelo menos 2,22 milhões de anos, ou mais. [POPSCI]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

21 comentários

  • karol:

    todos os planetas tem uma orbita ou alguns ficam vagando solitarios por ai?

    • Thel Martins:

      Alguns vagam sozinhos por ai, existe uma teoria que diz que existe um planeta chamado Nemesis, a 1 Ano Luz do sistema solar, na nuvem de Orth… Esses planetas tem um nome específico, mas eu esqueci qual é o nome. E eles são difíceis de serem detectados afinal de contas eles não causam diminuição na luz de uma estrela e não causam alteração na gravidade de uma estrela, porque eles não orbitam uma…

  • Navathumini:

    Nao esta explicito! o certo e que o planeta maior esta perseguindo o de tamanho menor e nofim de algums milhares de anos vai haver choque so que aqui os cientistas ainda nao sabem calcular quanto tempo isto ira levar!

  • Isabella:

    Ameii esse site,tem mts curiosidades.
    Ele me ajudou mt nos trabalhs de casa.
    Um bj para tds.

  • adilson:

    e onde foi parar o tal de theia???????????????????????

    • Daniel Freire:

      Parte na Lua, parte dentro da própria Terra… com o impacto de Theia (que tinha o tamanho de Marte!)sobre a Terra, parte da superfície dos dois planetas foram arremessada para o espaço, enquanto o núcleo de Theia mergulhava em direção ao centro da Terra… Os pedaços que orbitavam a terra se conglomeraram na nossa bela e querida Lua.

  • prego mestre:

    coabitando… tipo… os crentes acreditam em nimbirus(o planeta chupão e invisível) e a Terra? que colidirão em dezembro de 2012? no alinhamento da Terra, Sol e centro da Galáxia Via Lactea?

    • Giselle Hannah:

      Não, os crentes não acreditam nisso. Quem acredita nessas coisas são ocultistas.

    • Matheus Andrade Rodrigues:

      Está enganado. Os conspiracionistas acreditam nisso. O Ocultismo tem relação com o misticismo e o esoterismo, mas também com a ciência. Os conspiracionistas não tem nenhum cunho racional, são só pessoas desinformadas e adolescentes sem ter nada o que fazer.

  • Balacobaco:

    concerteza vão pechar. buummmm

  • Juliani:

    eu estou fazendo um trabalho de ciencias sobre a Terra e o Universo e o site está me ajudando muito,inclusive este artigo

  • alberto:

    Gente eu estudo ciencias e minha professora faz nos pesquisar nesse site toda semana, é legal porque eu to descobrido em primeira mão tudo oque acontece e todas as descobertas…
    Obrigado

  • Jadson:

    Calma Bruno. A lua se formou 50 milhões de anos após o nascimento do sistema solar e não a 50 milhões de anos atrás. Dá uma revisada no artigo que você percebe. Falou?

  • Eterno leigo:

    Brono, vc apenas leu este artigo errado

  • Robson Gomes da Silva:

    ” Tal ideia dá gás à teoria da nossa lua. 50 milhões de anos após o nascimento do nosso sistema solar… ”
    Ou seja, 50 milhões de anos após o nascimento do sistema solar e não 50 milhões de anos atrás dos dias atuais. Falta de interpretação resulta nisso.

  • bruno:

    na reportagem mostra que a lua se originou a 50 milhoes???
    mas os dinosauros nao estavam já a 165 milhoes!!!! será que alguem errrou ai ou é eu que estou desinformado?!!!?!??

  • Pedro Vaz_De_Angola:

    A única coisa que os cientístas, astrónomos, astrofísicos, etc deveriam preocupar-se é lidar com o TEMPO. Como podemos avançar no tempo e como podemos recuar no tempo. Só assim teremos sucesso na exploração do universo, da origem e destino da vida.

    Beijos e abraços!

    • Thel Martins:

      Ao que parece isso é coisa que vai ficar para sempre na Ficção cientifica amigo! Se existissem viajantes do tempo, você não acha que eles já não teriam nos visitado?

  • Juliano:

    Já tinha ouvido falar em satélites artificiais orbitando nos pontos de Lagrange, mas planetas é a primeira vez. Será que estamos perto de saber com certeza de onde realmente veio a Terra e a Lua???

  • EP:

    E vai saber quantas surpreendentes coisas o universo ainda esconde…

  • Diose:

    com o tempo vai se descobrindo cada coisa!!!! bacana!

Deixe seu comentário!