Mais de mil novas espécies são descobertas em Nova Guiné

Por , em 1.07.2011

A segunda maior ilha do mundo, Nova Guiné, só fica atrás da Amazônia e do Congo na extensão de sua floresta tropical. Lá, 1.060 espécies foram descobertas, ao longo de uma década de investigação. A grande quantidade de mata verde da ilha abriga diversas formas de vida, e é possível que muitas delas ainda nem tenham passado perto de algum ser humano.

A pesquisa que listou essas espécies, realizada pela WWF, teve início em 1998 e foi até 2008. Durante o período, os cientistas encontraram a surpreendente média de duas espécies por semana. Entre elas, há 580 invertebrados, 218 plantas, 134 anfíbios, 71 peixes, 43 répteis, 12 mamíferos e 2 pássaros novos.

Espécies exóticas não faltam: um dos mamíferos encontrados é um rato gigante que vive dentro de um vulcão. Outro, um golfinho que tem uma face engraçada.

As florestas, somadas com os recifes da ilha, somam cerca de 6% a 8% das espécies da Terra. Mais de dois terços delas não são encontradas em mais nenhuma outra região. Por isso, os pesquisadores e ambientalistas da WWF temem a sobrevivência dessas espécies, agora em perigo.

Apesar da localização remota, os habitats dos animais e plantas que vivem em Nova Guiné estão sendo devastados em uma taxa alarmante, principalmente pela exploração madeireira, mineração, implantação de agricultura e comércio ilegal de animais.

Em três décadas, entre 1972 e 2002, 15% das florestas da Nova Guiné sumiram do mapa. A ilha por vezes parece um continente pela inumerável diversidade ecológica. Mas é preciso que a mata nativa seja preservada, ou muitas outras espécies podem desaparecer antes mesmo de serem conhecidas. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

13 comentários

  • Campos:

    Quem pode confiar na conscientização das pessoas. Existem pessoas sem conciencia alguma. São egoistas por natureza e se não forem obrigadas a fazer direito, fazem o errado propositalmente. Estão pouco se lichando com as outras, querem mais é saciar seu egoismo. Tem pessoa que não cuidam da propria saude, quanto mais a dos outros e muito menos do planeta. Destroem o mais que podem como se o mundo fossa acabar amanhã. Não se iluda voce não conhece a raça humana. O escesso de liberdade para agir é que faz a diferença.

  • Pablo Hnerique:

    Devem existir milhoes de espécies que a ciência ainda nao descobriu minha teoria e que eu alguns lugares como cavernas subterraneas se forem cavadas esploradas completamente ajam animais “novos”.

  • Campos:

    Uma coisa muito dificil é confiar na concientização das pessoas. Existem pessoas que se deixam engravidar, mesmo sabendo que são soro positivas, que tem problemas mentais, que são pobres demais, etc. Um país que só aprove o aborto tem este problema. Tem que ser radical. A china tomou uma providencia radical, o aborto obrigatório e hoje assusta o mundo com seu progresso. Isso, apenas em menos de 20 anos. Caso contrário teria que esperar centenas de anos. Singapura é outro exemplo e muitos outros paises que deveriam servir de modelo para o Brasil. A justiça deveria indicar quem teria direito a ter filhos. O governo teria que sustentar os debeis mentais, aleijados, os mais necessitados, etc. Tudo esto é atualmente jogado para a sociedade. Ter um filho não é como criar um cachorrinho. Isto pesa muito para a sociedade e é um crime maior que o aborto. Deixar uma criança na miséria é muito penoso. Qualidade de vida depende de tudo isso. Não sejamos hipócritas e egoistas temos que enfrentar a realidade. É preferivel evitar que nasçam a assistir seus sofrimentos e suas mortes prematuras. É preferivel evitat seu nascimento a ter que matar um adulto. Quem já sofreu violencia de marginais alegram-se com sua morte, mesmo que sejam contra o aborto.

    • Cesar Crash:

      Liberdade para conduzir nossas vidas é o que queremos! LIBERTAR! Nossas correntes, esquecer o que sofremos!
      O governo decidir quem pode ter filhos? Sai pra lá! Vodu é pra jacú! Abaixo a ditadura! Abaixo a repressão! Quer dizer que pobre não tem vez? Não pode ter filhos? É esse mesmo governo que você clama para que oprima mais a população aquele que nos marginaliza! (A)!

  • luciana:

    Concordo em parte com Campos. Quanto mais filhos, mais dificuldade em manter uma vida digna para a família. Mas a solução não está no aborto, e , sim na conscientização.

  • Gabriel:

    Mas é triste saber que em pouco tempo um idiota vai lá e vai destruir tudo é sempre assim….:(

  • Tulio Gabriel:

    tem algum lugar onde eu possa ver as imagens dos animais descobertos?

    • Garcia da Montana:

      Entre no youtube faça pesquisa usando ingles , vai aprecer animais de varias localidades do mundo inclusive de nova guiné

    • yagor ribeiro:

      verdade, fiquei curioso tbm :]

  • Campos:

    O importante para o planetaé que pare de nascer pessoas indiscriminadamente. É necessário uma limitacão mundial de nascimentos e não regional como agora. O planeta tem escesso de habitantes sem a minima condição de se sustentar quanto mais preservar a natureza. conclusão: depredação. Temos mais de 8 milhões de mendingos, só no Brasil (porque permitiram que eles nascessem). Nossas leis estão totalmente erradas. Proibir o aborto é uma delas. países do primeiro mundo praticam o aborto e não são catigados por deus. Pelo contrario, vivem com ótima qualidade de vida.

    • Carlos F.:

      Quem destrói a natureza não são os mendigos nem superpopulação, e sim a ganância de algumas pessoas.

  • marcio:

    Imagina o tanto que ainda nao foi descoberto..

  • claudemir da silva:

    nosso planeta é fascinante com suas e as varias espécie ainda mais vamos salva o nosso fragil ecossistema para q no futuro outras gerações vejas essas espécies na natureza

Deixe seu comentário!