Marcapasso wireless recebe aprovação europeia

Por , em 17.10.2013

Uma boa notícia para as pessoas que utilizam marcapassos: o dispositivo desenvolvido pela empresa norte-americana Namostin acaba de ser comprado pela St Jude Medical por 123,5 milhões de dólares (cerca de R$ 270 mi).

Este novo marcapassos é uma grande esperança da medicina, pois tem 10% do tamanho dos aparelhos convencionais e ainda inova no processo de implante: enquanto os tradicionais necessitam de procedimento cirúrgico, com a formação de um “bolso” para alojar o dispositivo e ligar os fios ao coração, este poderá ser implantado direto no coração, utilizando apenas um cateter.

O processo deverá reduzir o risco de infecção e também acelerar a recuperação, já que não deixa cicatrizes e é muito mais simples. Outro ponto positivo é a bateria, projetada para durar entre nove e treze anos.

O novo marcapasso deve ser lançado nos países europeus em breve, mas nos Estados Unidos ainda aguarda por uma aprovação, e deve demorar mais algum tempo para chegar ao Brasil. [Medical Xpress]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!