Novo medidor de glicose não precisa de furo no dedo

Por , em 30.09.2017

Você já conhece o novo medidor de glicose que não precisa da convencional gotinha de sangue da ponta do dedo para fazer a leitura do nível de glicose no sangue? Ele já é vendido no Brasil e em vários outros países do mundo, mas ainda não estava liberado para venda nos EUA até agora. A agência FDA acaba de liberar o Freestyle Libre, considerando-o seguro e eficaz.

Nele, o próprio usuário aplica um filamento de 5mm de profundidade e 0,4mm de espessura na região posterior do braço. O sensor que fica colado na pele tem o tamanho de uma moeda de R$1. Segundo a fabricante Abbot, o desconforto da aplicação é semelhante ao furo no dedo que os leitores convencionais exigem, e que a maioria dos usuários não sente o filamento na pele durante as atividades do dia a dia.

O sensor dura até 14 dias e deve substituído. Uma das vantagens desse sistema é que o leitor registra as leituras antigas e é capaz de prever como a alteração de glicose deve acontecer nos próximos momentos. Ele é usado com mais rapidez que o medidor convencional e de forma mais discreta, e pode ser usado no banho, em piscinas rasas e durante exercícios físicos.

O escâner deve ser posicionado entre 1 e 4 cm do sensor, e funciona por cima de roupas finas.

Se o sensor cair, ele deve ser substituído por outro, e em alguns casos ainda é necessário realizar a leitura convencional, como quando a pessoa sente sintomas de hipoglicemia; para confirmar uma hipoglicemia registrada pelo sensor; e durante períodos de rápida alteração nos níveis de glicose. O equipamento foi projetado para pessoas com mais de 18 anos. [Fresstyle Libre, Engadget]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 3,67 de 5)

Deixe seu comentário!