Modificações corporais que realmente mudam suas habilidades físicas

Por , em 21.05.2015

Biohacking é um desses termos guarda-chuva usados ​​para descrever todo um espectro de maneiras pelas quais as pessoas modificam ou melhoram os seus corpos – e não necessariamente por razões médicas. Algumas dessas mudanças vão de experiências bastante tranquilas, como beber café com manteiga, até modificações mais intensas, como “cultivar” orelhas extras nos seus braços.

Implantar ímãs e chips de identificação por radiofrequência debaixo da pele para fazer experimentações já é algo relativamente comum. Mesmo que seja arriscado fazer esses procedimentos sem um médico, eles são realizados com frequência suficiente para que não sejam mais qualificados como “extremos”. Ímãs de orelha feitos em casa e colírios de visão noturna, no entanto, vão aos limites de como as pessoas cortam seus corpos para aprimorar suas capacidades.

Não me interpretem mal: não estamos julgando a comunidade “grinder” – pessoas que fazem biohacks experimentais em seus próprios corpos. Afinal de contas, o que foi Jonas Salk, o criador da vacina contra poliomelite, que testou o medicamento em si mesmo, se não um grinder das antigas? Dispositivos como marcapassos e implantes cocleares são exemplos de biohacks valiosos utilizados pela comunidade médica, e o movimento de biohacking está explorando a cibernética de maneiras que poderiam levar a avanços significativos.

Contudo, a grande parte das modificações corporais acontece fora da comunidade médica e, por necessidade, têm uma natureza de “faça você mesmo”. Alguns dos biohacks mais arriscados praticamente abrem mão do autoaperfeiçoamento arriscado para automutilação quase certa. Por exemplo:

Colírios de visão noturna

modificacoes corporais 1
Obviamente, visão noturna é legal. Não são poucas as pessoas que pagariam uma bolada em dinheiro para conseguir enxergar à noite, tanto para parar de tropeçar no pé da cama na hora de ir ao banheiro quanto para enfrentar monstros malignos. Então, dá para entender o apelo deste biohack. O grinder Gabriel Licina foi um dos que já o testou. Ele colocou clorina e6 (Ce6) e lentes de contato pretas em seus globos oculares. Segundo Licina, a alteração funcionou temporariamente, mas foi um teste totalmente subjetivo.

No entanto, questionada sobre esse projeto, a oftalmologista Jacque Duncan, da Universidade da Califórnia em San Francisco (EUA), desaconselhou fortemente tentar isso em casa. Ela observou que mesmo uma única aplicação de Ce6 pode causar hemorragia e oclusão da veia central da retina.

Implantes de fone de ouvido

modificacoes corporais 3
O conhecido grinder Rich Lee sabia que estava ficando cego, então decidiu implantar ímãs em suas orelhas para melhorar a sua capacidade de processar o som. Lee tomou precauções, contratando um artista profissional de modificação do corpo, mas ainda é um procedimento arriscado, que poderia levar a uma infecção grave ou amputação.

Termogênese antecipatória

modificacoes corporais 2
Quando o corpo está frio, ele amplifica a produção de calor. Este processo é chamado termogênese, e alguns biohackers estão tentando usar esse processo para perder peso e tornar-se melhor adaptados ao clima frio.

Cientistas do exercício têm usado banhos de gelo para induzir a termogênese fria e preparar os nadadores de longa distância para temperaturas de água frias. Porém, é perigoso tentar esse procedimento em casa, algo que o grinder Dave Asprey descobriu em primeira-mão quando deixou compressas de gelo em seu corpo por muito tempo e acabou se queimando.

“Esse é um exemplo da vida real no qual o biohacking deu errado. Levei semanas para me recuperar e minha última rodada de exames de sangue ainda mostram níveis altos de inflamação (proteína C reativa ou CRP) como resultado”, escreveu ele.

Enorme chip biométrico de computador

1808_1

Não que a gente precise te dizer, mas isso não foi feito por um médico.

A ideia por trás de ficar com um retângulo enorme no seu braço é ter um rastreador implantável que mede seus dados biométricos. A execução, no entanto, deixa muito a desejar. Obter mais dados sobre a sua saúde nunca vale tanto quanto parecer que o seu braço engoliu um VHS.

Nulificação

modificacoes corporais 4
Um “nulo” é um homem cisgênero que escolhe remover seus órgãos genitais. Já foram feitas cirurgias seguras para atingir esta intensa modificação do corpo, mas amadores aspirantes a eunucos ainda estão se machucando com tentativas de castração feitas em casa.

Este tipo de modificação é uma biohack no sentido de que nulos estão passando por esses processos para melhorar seus corpos ao removerem partes indesejadas. A comunidade nulo é separada e muito distinta dos grinders, mas é um exemplo extremo de como a modificação do corpo na busca de um físico aprimorado pode significar coisas muito diferentes.

Anulação genital não deve nunca, jamais, ser tentada em casa. [Gizmodo, Motherboard]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • Dinho01:

    Remover os genitais de um homem cis serve para que mesmo?!

    • Cesar Grossmann:

      Anular o sexo da pessoa?

    • Amom Mandel:

      César, creio que a autora do artigo tenha se expressado equivocadamente…o correto, no contexto, não seria “ASSEXUAL”?

Deixe seu comentário!