Mulheres obesas ou com outros problemas de saúde tem 60% mais chance de ter filhos autistas

Por , em 11.04.2012

Já se sabia que diabetes e pressão alta são dois quadros de saúde que, durante a gravidez, aumentam a chance de complicações no período da gestação e no parto. Um novo estudo, conduzido pela Universidade da Califórnia (EUA), vai além: os pesquisadores afirmam que tais condições aumentam em 60% os riscos de o bebê nascer com autismo.

Mulheres obesas têm mais chances de ter filhos autistas

Mil crianças, com idades entre 2 e 5 anos, foram avaliadas no estudo. Destas mil, 517 tinham autismo e 172 apresentavam outros problemas de desenvolvimento. Com base nos dados das mães de cada criança, descobriu-se que há 60% a mais de chance de gerar um bebê com autismo entre as mulheres obesas.

Estes números são alarmantes quando analisados junto a outra informação: segundo os pesquisadores, 34% das mulheres em idade fértil dos Estados Unidos são obesas, e 8,7% sofrem de diabetes. Combinado a isso, o número de crianças autistas no país cresceu em 78% desde 2002.

Mas por que estas duas coisas teriam relação? Ainda não há consenso entre os cientistas. A teoria mais aceita defende que o quadro de saúde da mãe diabética agrava certas condições imunológicas e metabólicas que, segundo estudos recentes, estão relacionadas ao autismo no nascimento.

Por esta razão, os cientistas acreditam que há uma ligação entre a piora nos hábitos de vida – alimentares, especialmente – da população com o autismo. Não seria surpreendente, segundo eles, que o aumento de mães obesas fosse parte da “culpa”. Mesmo assim, são necessários mais estudos para que este vínculo possa ser confirmado. [Web MD]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!