Nano-robôs são popelidos por bactérias

Por , em 19.05.2009

O canadense Sylvain Martel construiu uma máquina muito pequena que pode ser propelida e guiada através de uma colônia de três mil bactérias.

Apesar de medir apenas 300×300 micrometros, contém célula solar, circuito de comunicações e sensor. O dispositivo funciona medindo os níveis de pH e, através do circuito de comunicações, compartilha a informação através de pulsos eletromagnéticos até um computador a ele conectado.

Desta forma, os pesquisadores conseguiram controlar bactérias influenciadas de maneira magnética para precisamente mudar de lugar para um ambiente com um pH mais alto. A criação de Martel é tida como uma espécia de robô nanométrico.

Para melhor compreender o seu funcionamento, ele é comparado com o brinquedo dos anos 50, Wooly Willy. O brinquedo consiste em partículas metálicas que podem ser organizadas através de magnetismo sob o rosto do personagem Wooly Willy, desenhando sobre a figura de seu rosto. Da mesma forma, através do computador que monitora o pequeno robô, é possível conduzi-lo pelo magnetismo através das bactérias. [Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!