NASA lança sondas gêmeas à Lua

Por , em 13.09.2011

A NASA lançou duas sondas lunares gêmeas construídas para mapear a gravidade da lua em detalhes sem precedentes. O lançamento foi adiado duas vezes: primeiro devido às más condições atmosféricas, depois devido a uma falha no sistema de foguetes propulsores Delta 2. Na terceira tentativa, mesmo com fortes ventos, as sondas partiram à sua missão.

As duas naves espaciais não tripuladas devem chegar à lua por volta do dia do Ano Novo, quando começarão a investigar a composição da lua, da crosta ao núcleo. As observações devem ajudar os cientistas a entender melhor como a lua se formou e evoluiu.

A missão vai revelar pistas não só da história da lua e da Terra, mas irá fornecer dados importantes para uma futura exploração lunar.

Uma vez lançadas, as sondas gêmeas embarcam em uma tortuosa viagem de três meses e meio para a lua através de um ponto gravitacionalmente estável entre nosso planeta e o sol. Esta rota é eficiente em termos energéticos e, assim, ajuda a manter os custos da missão abaixo de R$ 830 milhões.

Quando elas chegarem à vizinha mais próxima da Terra, as duas sondas GRAIL irão se acomodar em órbitas polares apenas 55 quilômetros acima da superfície lunar.

Uma sonda perseguirá a outra em torno da lua, mantendo um controle rígido sobre a distância entre elas. Esta distância vai mudar um pouco durante a viagem, devido às diferenças regionais no campo gravitacional.

Ao analisar essas variações de distância, os pesquisadores serão capazes de determinar o campo de gravidade lunar em grande detalhe. E essa informação, por sua vez, trará ideias sobre a estrutura da lua e sua história evolutiva.

Saber como a lua se formou e se modificou ao longo de bilhões de anos também deve dar aos cientistas uma melhor compreensão de outros grandes corpos rochosos do sistema solar – Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.[Space]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

7 comentários

  • Thiago_czz:

    Foram raras as vezes na minha vida que eu tive a oportunidade de ler tanta B*$#@ sendo escrita em uma única página. Um grande facepalm para os comentários, esses mereceram…

  • adelimar:

    nos nunca fomos a lua , quando nos irmos e tivermos um projeto bem elaborado ,o pais que investir na viagem ,consequira reaver os gastos com a viagem e de quebra bilhoes de dolares mundo a fora ,se planejarem bem a ida,tipo planejar inplantar la ,um laboratorio subterraneo ,porcausa de provaveis choques de asteroides ,sei que se um asteroide acerta diretamente o alvo nao ,nao havera chance ,mas se estiver subterraneo as ondas de calor se dissiparao ,de modo nao afetar o laboratorio subterraneo .

    • Romário Huebra:

      Cara vc naum sabe nada de astronomia, primeiro qe o homem já foi na lua, qe é mais dificil colocar um satelite em orbita do qe mandar um fuguete a lua, qualqer calculo errado a velocidade ou a altura do satelite pode estar errada e sairá tudo errado, o homem só naum manda mais gte pra lua pq é tempo e dinheiro perdido, naum há oqe ficar esplorando na lua, o novo objetivo é marte isso deve ser pra 2030. E segundo qe naum chove asteroides na lua, o máximo é um meteorito ou outro.

    • Murilo Mazzolo:

      Nós nunca fomos á Lua, eu nunca sai do Brasil, os que foram á Lua são os astronautas Americanos!!!

  • Brasileiro2012:

    O gelo encontrado na Lua é dióxido de carbono. A pouca quantidade de água, congelada, existente veio de cometas que se chocaram com a Lua ao longo do tempo. A atividade sísmica da Lua é inexpressiva. Podemos afirmar, a Lua é morta geotermicamente.
    Por que então este súbito interesse na Lua? Simples, é comercial. Quem detiver a posse deste pedaço de chão, tem garantido reservas de ferro, cobre, prata, ouro e mais alguns minerais. A exploração destas riquezas hoje é proibitiva, mas não no futuro próximo.

  • Mário Simão:

    Eles vão descobrir que já houve uma éra do gelo na Lua, mas agora não vão achar uma gota se quer de água…por que a lua ficou como testemunha de um astro desprotegido contra os perigos do espaço…quando o sol explodiu a lua tinha uma grande camada de gêlo, mas o sol não encontrando proteção derreteu o gelo e dissipou no espaço e ainda torrou o solo..ok?

    • Jonatas:

      Existem regiões do pólo da Lua que nunca viram a luz do Sol. E já confirmada como quase certa a presença de gelo.

Deixe seu comentário!