Nesta cidade, com 18 milhões de habitantes, você pode ir para a cadeia se for pego usando sacola ou garrafa plástica

Por , em 26.06.2018

Mumbai tornou-se a maior cidade indiana a proibir plásticos de uso único. Segundo a nova lei, locais que forem apanhados com sacolas, garrafas ou copos descartáveis podem receber multas de até 25.000 rúpias (cerca de R$ 1.385) e ainda ir parar na cadeia.

Inspetores foram postados em toda a urbe para flagrar empresas ou indivíduos utilizando produtos plásticos. Diversas empresas, incluindo McDonald’s e Starbucks, já foram supostamente multadas.

As penalidades variam de 5.000 rúpias (cerca de R$ 277) para primeiros infratores até a ameaça de três meses de prisão para aqueles que forem flagrados repetidamente usando plásticos descartáveis.

Lixo plástico mal gerido: a situação dos países

A Índia foi a mais recente anfitriã do Dia Mundial do Meio Ambiente, que este ano se concentrou na epidemia do lixo plástico. Aproximadamente 6,3 bilhões de toneladas de plástico foram descartadas globalmente no meio ambiente desde 1950, a maioria das quais não irá degradar por pelo menos 450 anos.

Metade do plástico do mundo, no entanto, foi criado apenas nos últimos 13 anos. Cerca de metade também é provavelmente descartável, ou seja, produtos plásticos utilizados apenas uma vez e jogados fora, como copos de café para viagem e canudos de refrigerante.

A atitude de Mumbai é muito interessante. Enquanto o uso de plástico na Índia é menos da metade da média global – cerca de 11 kg por ano per capita, em comparação com 109 kg nos EUA -, a Índia tem uma das maiores taxas de má gerência do lixo plástico no mundo todo, de acordo com um estudo de 2015 publicado na revista Science.

A pesquisa classificou os 20 piores países em massa de resíduos plásticos mal geridos, e a Índia apareceu em 12º lugar. O Brasil se encontra em 16º. O primeiro lugar é da China, enquanto o 20º pertence aos EUA.

Pânico em Mumbai

O problema do lixo plástico é bastante visual no país asiático. Embalagens, copos e sacolas espalhadas pelas ruas das cidades e praias indianas são comuns e ocupam papel central nos cenários dos aterros sanitários nas montanhas das principais áreas metropolitanas, como Déli.

“Para a situação da poluição, é bom fazer isso, mas para as pessoas é um grande problema”, disse Kamlash Mohan Chaudhary, morador de Mumbai, em relação à proibição. “As pessoas aqui carregam tudo em sacolas plásticas”.

Chaudhary, que é motorista de táxi, disse que começou a usar uma sacola de pano e que seu vendedor local de carne de carneiro agora embrulha seus produtos no jornal, em vez de folhas de plástico.

A mídia local relatou reclamações de fornecedores, contudo, alegando abuso por parte de inspetores que estão usando a confusão inicial sobre a lei para extorquir dinheiro das empresas.

O descontentamento com a proibição foi agravado na última segunda-feira por chuvas torrenciais que, segundo Chaudhary, encharcaram as sacolas de pano que muitas pessoas passaram a levar como alternativa. Mensagens estão sendo circuladas pela plataforma WhatsApp com histórias de pessoas que foram multadas, gerando medo e cumprimento à nova lei. [TheGuardian, EarthDay]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (10 votos, média: 4,30 de 5)

1 comentário

  • Alex Freiria:

    moro na china e a quantidade de plástico utilizado aqui é insana, frutas embaladas, algumas vezes individualmente e mais uma embalagem para o conjunto, esta na hora de dar um basta nisso, há diversas maneiras de nao utilizar plástico de uso único, basta não sucumbir ao comodismo.

Deixe seu comentário!