Nosso universo foi criado por um buraco negro de quatro dimensões?

Por , em 18.09.2013

Com base no que sabemos do nosso universo, muitos cosmólogos – e um popular seriado de televisão – acreditam que tudo começou com o Big Bang. Entretanto, muitas questões permanecem. É por isso que um astrofísico canadense sugeriu que há uma outra possibilidade: talvez nosso universo tenha começado com um buraco negro 4D.

Escrevendo na revista Nature, a jornalista especializada em ciência Zeeya Merali explica a teoria sugerida pelo astrofísico Niayesh Afshordi, do Instituto Perimeter de Física Teórica.

Segundo ela, o modelo padrão do Big Bang indica que o universo explodiu a partir de um ponto infinitamente denso, também conhecido no meio científico como uma “singularidade”. “Ninguém sabe, porém, o que teria provocado essa explosão: as leis conhecidas da física não podem nos dizer o que aconteceu naquele momento”, escreve.

Afshordi e seus colegas acreditam que o nosso universo tridimensional é apenas uma membrana que flutua através de um universo maior – este com quatro dimensões espaciais. A equipe de Ashfordi percebeu que, se esse universo maior contém suas próprias estrelas de quatro dimensões, algumas delas podem entrar em colapso, formando buracos negros 4D, da mesma forma que as estrelas maciças do nosso universo o fazem: elas explodem como supernovas, violentamente ejetam suas camadas exteriores, enquanto as camadas interiores se transformam em um buraco negro.

Em nosso universo, um buraco negro é limitado por uma superfície esférica chamada de horizonte de eventos. Enquanto que, no espaço tridimensional comum, é preciso um objeto bidimensional (uma superfície) para criar uma fronteira dentro de um buraco negro, no universo maior, parte do horizonte de eventos de um buraco negro 4D seria um objeto 3D – uma forma chamada de hiperesfera. Quando a equipe de Afshordi estudou o modelo da morte de uma estrela 4D, eles descobriram que o material ejetado formaria uma membrana tridimensional que envolveria o horizonte de eventos 3D, e se expandiria lentamente.

Os autores argumentam que o universo 3D em que vivemos pode ser apenas uma espécie de membrana, cujo crescimento é detectado pelos cientistas como expansão cósmica, de uma estrutura maior. “Os astrônomos medem essa expansão e extrapolam ao afirmar que o universo começou com um Big Bang – isso é apenas uma miragem”, afirma Afshordi.

A teoria de Afshordi poderia ajudar na explicação da temperatura uniforme do universo (que permanece sendo um mistério). Suas ideias também podem fornecer pistas para a compreensão do famoso evento do Big Bang. O que desencadeou esse hipotético evento, que teria transformado uma singularidade em uma enorme explosão, sempre em expansão?

“Pelo que todos os físicos afirmam, dragões poderiam ter surgido voando para fora dessa singularidade”, diz Afshordi. O ponto positivo da nova teoria do canadense é de fato explicar a explosão inicial e suas consequências. [io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (18 votos, média: 4,39 de 5)

15 comentários

  • William Andrews:

    Acho que matéria errou, o buraco negro tem 5 dimensões.

  • Sílvio Pereira Filho:

    Nosso universo é 4D. O tempo conta como dimensão, mas com a particularidade de ter apenas um sentido por causa da entropia.

  • Andre Luis:

    Será? Para mim isto não interessa agora, porém, sempre fico muito feliz quando vejo uma nova teoria tentando explicar o início do universo, e talvez a chave para entendermos isto esteja já disponível em nossas mãos, basta saber usar, aplicar e entender!

    • Galmont Da Catalunya:

      Que profundo!

  • Daniel Malaquias da Silva:

    Acho meio loucura isto que pensei agora, mas ainda assim preciso dizer para ver o que alguem com mais conhecimento tem a dizer sobre a ideia que tive. Enquanto eu lia a materia pensando nesta historia de universo 3D e 4D, pensei se não seria possivel o nosso universo gerar um universo 2D, segundo esta teoria, so que para quem vivesse no universo 2D ele parecesse 3D, e para eles nosso universo 3D parecesse 4D, e assim tambem para quem estivesse no universo que o cientista supos sendo 4D, tambem o enchergasse como apenas 3D…

    • Gabriel Fernandes:

      Isso de perceber as dimensões diferentemente de acordo com o ponto de vista parece ser muita besteira, mas quando a isso do nosso universo criar um outro em 2D pode muito bem ser. Pode ser que ele já criou milhões nos desenhos, jornais etc..

    • ayronD12:

      bem, vou exemplificar as vistas, 1D: seria você vendo uma linha se que tenha volume algum, no caso seria invisivel, 2D é como um quadrado numa folha, tem largura e altura mas não profundidade, o 3D é como um cubo, o 4D de acordo com os cientistas é o tempo, o tempo na minha opinião não só é abstrato mas tambem inesistente como as unidades de medida, o tempo é so uma forma criada para poderem fazer calculos por cima disso, se tudo é feito a partir de um mesmo termo, e o termo estiver correto, então tudo estara correto. Os cientistas e eu acreditam que existam outras dimensões aqui mesmo em nossa humilde vida, mas desconhecemos estas dimensões por sua complexidade existencial, ou seja, pode estar em nossa frente mas não podemos exchergar.

    • Galmont Da Catalunya:

      Você é um gênio!

    • Oceano Da Silva Palhano:

      Existem várias dimensões superiores e inferiores, tudo isso é debatido nos vídeos do Professor Laercio Fonseca no youtube. Esclarecedor!

    • Cesar Grossmann:

      “Professor” Laércio Fonseca? Pseudociência.

      http://universoracionalista.org/refutando-o-professor-de-fisica-quantica-laercio-fonseca/

    • Sílvio Pereira Filho:

      Só tem um pequeno detalhe que deixaram escapar na matéria: nosso universo é 4D, não 3D. O tempo conta como dimensão também.

  • André Arantes:

    Buraco negro é causa, e não consequência. Trata-se de um buraco num campo original de força, donde saiu energia para cria um corpo material e, portanto, esse campo sempre atua no sentido de dissolver o corpo material para se recompor. Tenho um artigo que explica esse mecanismo: Campo Quasênico: o Interior do Buraco Negro. Se alguém se interessar em conhecer,basta me informar que eu mando. André.

    • Cesar Grossmann:

      Tem algum artigo publicado em um periódico científico de renome, revisado por pares?

    • Galmont Da Catalunya:

      Olá, André, tudo bem? Eu gostaria de ler seu artigo. Meu e-mail é galmont@gmail.com

      Obrigado, abraços!

    • Francisco Gomes:

      mandar pra mim andre meu email e ernandesazul@hotmail.com

Deixe seu comentário!