Teoria da conspiração: pegadas na lua não coincidem com os sapatos dos astronautas

Por , em 4.10.2018

Existem muitas teorias da conspiração sobre o pouso na lua. Como você deve saber, tem gente que não acredita que a humanidade realmente chegou lá.

Em 20 de julho de 1969, Neil Armstrong colocou seu pé esquerdo no nosso satélite, criando a primeira pegada humana na lua.

Agora, a mais nova teoria da conspiração sugere que ele sequer usava as botas necessárias para dar esse passo.

A teoria

A ideia surgiu da comparação de uma foto do traje espacial da missão Apollo 11, vestido por Neil Armstrong e exibido no Museu do Ar e Espaço do Instituto Smithsoniano (em Washington, EUA), com a foto da pegada na lua:

Enquanto Armstrong e os outros membros da missão de fato usaram o traje Skylab A7L na foto abaixo, eles tinham mais equipamento a sua disposição. Inclusive, cobre-sapatos que eram espécies de galochas com solas tratoradas.

Vale notar que a pegada na fotografia utilizada para espalhar a teoria da conspiração não é nem de Armstrong. Segundo a NASA, pertence a Buzz Aldrin.

Onde estão as botas?

As galochas proporcionavam proteção extra contra rasgos e poeira nos trajes espaciais básicos. Foram elas que deixaram as pegadas distintas que podem ser vistas em inúmeras imagens da missão.

E por que essas botas não estão no museu, como o resto dos equipamentos de Armstrong?

A tripulação da Apollo 11 deixou para trás cerca de 100 itens na lua, como uma medida de economia de peso. Para voltar com amostras, eles se desfizeram de alguns objetos, incluindo lentes de TV, fluidos corporais e as infames galochas.

Se você ainda estiver cético, vá até a lua para ver mais de perto. Voos comerciais devem se tornar uma realidade em poucos anos, e a NASA afirmou que “as primeiras pegadas na lua estarão lá por um milhão de anos. Não há vento para desfazê-las”. [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (25 votos, média: 4,76 de 5)

2 comentários

  • Guilherme Junqueira de Almeida:

    #PartiuLua

  • Beto Fukuji:

    Minha maior curiosidade na verdade é o porque teóricos da conspiração são mais críveis do que engenheiros aeroespaciais, cientistas, físicos e professores.

Deixe seu comentário!