O horrível tubarão-cobra que atrai vítimas com seus dentes brilhantes

Por , em 17.11.2014

O tubarão-cobra, também chamado de tubarão-enguia, possui uma das bocas mais grotescas do mundo animal, com centenas de dentes que lembram agulhas, cada um bifurcado em três pontas desagradáveis.

Pior: em contraste com sua pele marrom ou cinza escura, seus dentes brilham e servem quase como uma isca para atrair presas que veem sua iluminação clara. No momento em que percebem a armadilha, é tarde demais.

tubarao-cobra (1)

Como se tudo isso não bastasse, o animal possui espinhos extras que se alinham com a boca, conhecidos como dentículos dérmicos. Eles são escamas que foram modificadas em pseudodentes.

Você também pode ter notado que a forma da boca do tubarão-cobra é um pouco peculiar, mais parecida com a de uma serpente do que com a de um tubarão, o que lhe deu seu nome. Conforme explica o biólogo David A. Ebert, diretor do Centro de Pesquisa de Tubarões do Pacífico, “isso não é nenhum acidente. É provavelmente uma adaptação que permite que o tubarão abra a boca de forma muito mais ampla do que outro tubarão com uma orientação típica de boca”.

tubarao-cobra (3)

Por causa dessa configuração estranha, o tubarão-cobra pode comer presas com até a metade do comprimento de seu próprio corpo, incluindo outros tubarões. Isso garante que ele esteja pronto para enfrentar perigos de todos os tamanhos no ambiente desolado no qual vive, nas profundezas do mar.

“É uma espécie de contraste com, digamos, os tubarões brancos, que às vezes mordem e cospem as coisas”, disse Ebert. “Mas eles provavelmente têm uma melhor chance de descobrir uma comida nova. Tubarões brancos retornam aos pontos onde a caça é boa e, enquanto tubarões-cobra podem tentar fazer o mesmo, não há dúvida de que seus lugares cativos são muito menos produtivos do que um ecossistema de recife”.

tubarao-cobra (2)

Como resultado da relativa falta de comida, os filhotes desse tubarão tendem a crescer lentamente para economizar energia. Os jovens se desenvolvem dentro da mãe por dois anos (talvez até três anos e meio), tornando a sua gestação uma das mais longas do reino animal (a título de comparação, elefantes têm gestações de cerca de dois anos).

Esta gravidez é uma excelente estratégia, porque os bebês já nascem altamente desenvolvidos, como mais adequados para se virar no seu novo mundo.

Apesar de todas essas adaptações, o tubarão-cobra é uma espécie quase ameaçada de extinção, por conta dos… Sim, você adivinhou, seres humanos. Como muitas criaturas do fundo do mar, o tubarão-cobra leva tanto tempo para se desenvolver e têm tão poucos filhotes em sua vida que a pesca coloca uma tremenda pressão sobre suas populações.

Embora os pescadores não estejam, necessariamente, querendo capturar esses animais, eles ficam presos comumente em redes como um efeito colateral da pesca de outras criaturas. [Wired]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 3,00 de 5)

Deixe seu comentário!