Os 10 mamíferos mais criativos na defesa contra predadores

Por , em 27.05.2010

O mundo animal apresenta uma enorme variedade de métodos de atacar outra espécie, seja para se defender, proteger os filhotes ou caçar. Mas nem todos se limitam a fugir ou enfrentar fisicamente o oponente. Alguns vão bem além disso. E olha que só estamos falando de mamíferos!

10. Fingir de morto

Você já ouviu falar no Possum? É um bicho parecido com o gambá, mas está na subclasse dos marsupiais, a mesma do canguru. E é perto deles que o Possum vive, países como Austrália e Papua Nova Guiné. Por essa razão, é chamado de “esquilo do hemisfério sul”.
Pois bem, o Possum tem uma tática muito peculiar para espantar os predadores: se fingir de morto. Mas não é simplesmente cair no chão e fechar os olhos, alguns animais seriam espertos o suficiente para descobrir a encenação. O Possum realmente entra em um estado de morto, babando e exalando cheiro do seu cadáver. Como a maioria dos predadores só consome o que eles mesmos matam, o Possum é deixado em paz. E o mais impressionante é que esse recurso não é consciente, o animal “cai morto” quando seu organismo detecta uma situação de perigo.

9. “Pescoçada”

Outro animal pouco conhecido. É um primata, com nós, mas tem cara de urso, e só encontrado em florestas na África Central. O nome dele é Potto, e seu método de defesa é muito heterodoxo. Devido a seu corpo lento e desajeitado, seriam presa fácil para carnívoros, não fosse por um porém. Quando está ameaçado, o Potto faz suas vértebras saltarem, se sobressaindo sob a pele na região da nuca. Essas vértebras são pontiagudas, e dão ao Potto uma arma poderosa e uma forma de dar golpes de nuca nos seus oponentes. Mesmo que ele não consiga atingir o predador com uma “nucada”, as vértebras o tornam muito difícil de se engolir. Osso duro de roer.

8. Enrolar-se

Agora achamos um nome um pouco menos estranho aos nossos ouvidos: é o Pangolim. Trata-se de um mamífero disponível em sete espécies na Ásia e na África. O Pangolim é coberto de escamas, e tem um grande arsenal de defesas. Sua preferida é enrolar-se sobre si mesmo, formando um corpo coeso, coberto por suas duras escamas, impossível de penetrar. Mas ele tem outras cartas na manga contra os predadores. Pode exalar um cheiro forte, tática usada por muitos companheiros de floresta, ou rolar como uma bola. Isso mesmo, ele pode se transformar numa bola e rolar ladeira abaixo se estiver ameaçado.

7. Transformar-se em bola

Aqui temos um ilustre amigo: o querido tatu-bola, que vive na Argentina, Bolívia, Paraguai, e aqui no Brasil, especialmente no Estado do Mato Grosso. Nem é preciso dizer qual é sua tática de defesa: ele se transforma numa bola. Aqui vemos que o Pangolim, do item anterior, não é nada original. E muita gente pensa que a carapaça do tatu-bola é dura, e por isso os predadores não podem atacá-lo. Ledo engano. Sua pele é relativamente macia, e esse recurso existe justamente para compensar essa desvantagem. E ele tem dois trunfos: pode se enrolar como bola em um instante, fazendo um barulho que assusta o predador. E, ao contrário do que se poderia pensar, ele não fica lá parado em forma de bola. Pode se mover e se move, rolando para longe do perigo.

6. Soltar espinhos

Esse não vive no Brasil, mas é famoso como se vivesse. É o porco-espinho. Seu método de defesa é muito curioso. Para começar, ele adota uma filosofia de “quem avisa, amigo é”. Quando o predador se aproxima, ele balança os espinhos da parte de trás do corpo (os mais pontiagudos e perigosos), fazendo um barulho que pretende afastar o inimigo. Se o oponente não leva a sério e ataca o porco-espinho, este se vira de costas para o golpe ou a mordida, e deixa os espinhos entrarem no corpo do agressor. Alguns espinhos são longos, e, dependendo da profundidade com que penetram ou do tamanho do predador, o atacante pode até morrer por causa das feridas. Alguns espinhos chegam a perfurar órgãos e vasos sanguíneos.
E a natureza pensou em tudo: como eles vivem em árvores, às vezes caem dos galhos, de grandes alturas, enquanto fogem de alguém, e na queda podem se ferir com seus próprios espinhos. Por isso, o organismo do porco-espinho tem fortes antibióticos, sem os quais o animal poderia pegar uma infecção por causa das suas próprias armas.

5. Soltar pigmentos na água

Sabem a Cachalote, aquela Baleia gigante que pode medir até 20 metros de comprimento? Existe uma rara espécie, chamada cachalote-pigmeu, que não passa de 1,20 metros. Considerando seu desavantajado tamanho em relação às parentes, a cachalote-pigmeu usa uma forma de defesa parecida com a dos polvos: solta pelo ânus uma substância avermelhada que se espalha rapidamente, formando uma nuvem na água e despistando o predador. Curiosamente, os polvos, de quem a ideia do pigmento foi “plagiada”, é a principal presa das baleias-pigmeu!

4. Deixar a cauda para trás

Um pequeno roedor, chamado no Brasil de Arganaz, prefere fugir de seus inimigos correndo mesmo. Quando isso não é possível, no entanto, ele tem uma última alternativa. Quando o predador o agarra pela cauda, ele simplesmente livra-se dela e foge. Mas essa é uma alternativa extrema, porque a cauda não se regenera. Uma vez perdida, a cauda não volta, por isso essa fuga só pode ser usada uma vez na vida do pequeno roedor. Sabendo disso, ele prefere despistar seus inimigos com a própria cauda, fazendo-a parecer com a cabeça, o que os confunde.

3. Glândulas malcheirosas

O gambá merece uma menção honrosa nessa lista, pela destreza com que usa o seu método. O mau cheiro que ele exala para se defender vem de um fluido produzido por glândulas na região anal. Quando está ameaçado, ele solta o seu fluido com impressionante força e precisão. O jato pode atingir mais de 3 metros de distância e geralmente acerta o inimigo direto na face. Se o predador leva a rajada sobre os olhos, pode até ficar cego. Contudo, é uma última alternativa para o gambá, já que a glândula precisa de 10 dias para recarregar. Mesmo com esse poder de fogo, uma espécie de coruja se atreve a enfrentar o gambá, já que faz um ataque aéreo, pelas costas, antes que o mamífero tenha tempo de se defender.

2. Garras venenosas

Ninguém imaginaria que o Ornitorrinco, aquele bicho de aparência tão inofensiva e esquisita, pudesse ter um meio de defesa tão agressivo. Ameaçado, ele pode fincar no predador suas garras afiadas, com veneno na ponta. Alguns humanos já tiveram a infeliz experiência de sofrer esse ataque do ornitorrinco. Em animais até do tamanho de um cachorro, o veneno das garras dele podem até matar. No caso dos humanos, não chega a tanto, mas causa uma dor lancinante, que deixa a vítima incapacitada de movimentar o local atingido por vários dias. Essas garras venenosas são apresentadas apenas pelos machos. Isso sugere que esse sistema de defesa do ornitorrinco seja também usado para duelos pelas fêmeas.

1.Passar veneno pelo corpo

Quem já assistiu ao filme Madagascar pode achar esse bicho familiar. Esse primata tem cara de lêmure, o corpo é parecido com o de um lêmure, mas não é um lêmure. É um Lóris, animal pouco conhecido que vive no sudeste asiático. O que o torna notório é seu sistema nada ortodoxo de defesa. Ele tem glândulas venenosas em seus cotovelos. Com isso, ele fica continuamente lambendo os cotovelos e espalhando o veneno pelo corpo, que pode causar dores fortes e inchaço no predador. As mães espalham esse veneno nos filhotes antes de deixá-los para sair caçar. E o Lóris, ao passar o veneno na boca, torna sua mordida igualmente venenosa, deixando a sua arma duplamente letal. É claro que o mais impressionante nisso tudo é que ele pode, ao contrário de você, lamber o próprio cotovelo. [Listverse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,83 de 5)

46 comentários

  • Vitor Jesus:

    natureza simples e perfeita

  • May:

    Engraçado… tem algo meio errado ai no meu ver…
    O Possum(inglês)na verdade tem o nome original de Gambá no Brasil. Acontece que em vários lugares do Brasil, ele recebe outros nomes como “Sariguê” ou “Raposinha”. Ele é um marsupial e onívoro.
    Já o famoso Gambá que conhecemos, tem o nome original de Cangambá. É um carnívoro nato e ele não tem nenhum parentesco com o verdadeiro Gambá.
    Os dois animais não pertencem a mesma classe como marsupiais.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Gamb%C3%A1
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cangamb%C3%A1

    Sei que é Wikipedia, mas de fato ha extremas diferenças. A única semelhança entre eles é o uso de glândulas de mau-cheiro e pronuncia fonética.

    Deixo a critério de vocês.

  • Vii:

    Ameiii o site

  • Vitória:

    Gente, todos nós sabemos que este site é bom.
    Mas tem GENTE QUE VE ISSO PARA FAZER SUAS “QUERIDAS” TAREFAS DE CASA. São uns preguiçosos que nao querem estudar.

  • Pedro Brunizo:

    Pessoal,
    No dia 29/09/2011, à noite, matei um aranha de tamanho médio, sem pelo (lisa)e pernas longas. O problema que ela axalou um forte mal cheiro, contaminado toda a casa.
    Moro numa área rual em Campor Grande RJ.
    Será que ela era venenosa? O que devo fazer, pois, tenho filhos e netos pequenos?
    Obrigado
    Pedro

  • flavia:

    bichos e especies venenozas cada um com seu argumento

  • Evylin Dias:

    Meus Parabéns, achei a lista fantástica e muito impressionante conheci mais animais suas defesas e suas diferenças.

    • flavia:

      eles tem cada argumento diferentes

    • Ezio José:

      Deveriam ter colocado a Viúva Negra.

  • bianca:

    depois que eu li o ultimo eu fiquei um tempão tentando lamber meu cotovelo nao consegui acho que eles são de borracha (:b)

  • paula da silva:

    adorei muito tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo . Achei muito interessante o modo em que ele esplica os animais claramente AMEI TUDO

  • Chafin:

    essa parada e pra filho da puta

  • Hermes:

    Mto legal ! Isso me ajudou mto no meu trabalho.
    Vlw **

  • calboy:

    ai que masssa sao os mamiferos tem ccada bixo fei

  • claudemir da silva:

    a natureza é sábia cada um com sua defeza

  • ODAIR:

    QUEM DISSE QUE O PORCO ESPINHO NÃO VIVE NO BRASIL?, ESTA NOITE PARECEU UM LÁ EM CASA E DEU TRABALHO PRA ELE IR EMBORA, LEVEI UM BASTA DE UM SUSTO QUANDO VI AQUELA COISA FEIA

    • MORTE AOS PORCOS ESPINHOS:

      HOJE APARECEU UM AQUI EM CASA E É HORRIVEL MESMO..SE EU TIVESSE UMA ESPINGARDA NÃO PENSAVA DUAS VEZES..METIA BALA MESMO..

  • Leonardo:

    É claro que o mais impressionante nisso tudo é que ele pode, ao contrário de você, lamber o próprio cotovelo.

    kkk
    tava faltando a piadinha…kkk

  • Amy:

    pasmem, o homem é o animal q Deus escolheu para reinar sobre os outros!

    • Ezio José:

      É!
      Eu que não sento no trono de um apartamento
      Com boca escancarada, cheia de dentes
      Esperando uma caça pra assar

  • Gus:

    calu, o animal do artigo não é o gambá a que vc se refere, é um cangambá, que não é marsupial.

  • FLÁVIO:

    ta bom, ta bom, eu tentei lamber meu cotovelo…

    -.-‘

  • Ezio:

    O item 6, porco-espinho é encontrado no Brasil e é conhecido por Luis Caixeiro. Conta a história que Luis Caixeiro era um mascate que vendia bigingangas pelo interiores do Brasil e naqueles tempos as agulhas, linhas e outras necessitades domésticas eram supridas com a presença desse vendedor ambulante.
    Outra curiosidade que ainda não nalisaram sobre os espinhos do porco-espinho é que essas células pontiagudas guardadas em àlcool ou água cresce e reproduzem com um certo tempo armazenados em garrafas de vidro sob proteção da luz. Façam a experiência e veja os resultados.

  • adrielle:

    adorei a reportagem,é de importancia de todos de ter informação deces animais inocentes q uns estão em extinção e e direito ao ser humano preservar a natureza , é onde os animais vivem.

  • Daniel:

    Eu consigo lamber meu cotovelo. rs Parabéns HS, você estão fazendo um excelente trabalho.

  • Jorginho:

    …Que a cobra e a coruja enxergam também por infravermelho.
    Que os cães ouvem um pouco mais que nós (16khz) para próximo de 30khz e os morcegos mais ou menos 75 kHz.
    Que o gato controla ou polariza sua visão diurna, verticalmente.
    Que os elefantes comunicam-se a quilômetros por infra-som.
    Que águias e algumas aves têm visões privilegiadas, enxergando com nitidez a quilômetros.
    Que o lobo e alguns animais marinhos teem faro de causar inveja a muitos equipamentos eletrônicos, tais como os analisadores químico-moleculares.
    Que a aranha pode sentir o mínimo de vibração e saber que haverá tremores (terremotos) à distância e com horas de antecedência.
    Que o pássaro ‘’João- de- barro’’ faz sua casa, prevendo a direção da porta para que chuvas não entre e sua casa pode durar dezenas e dezenas de anos.
    Que a lagartixa solta sua calda em caso extremo e sua calda se rebate (pulando) em todas as direções e enquanto isso ela estará bem longe de seu predador… e , depois de alguns dias ela ganha uma nova calda.
    Que algumas aves se orientam pelo campo magnético da Terra.
    Aff! A lista é longa.
    Parabéns pelo artigo e participantes que complementaram o artigo.

  • Eduardo:

    sobreira, não.

  • ^^:

    Eu tambem nao posso ficar sem comentar::

    sabiam que os
    peixes-prego-com-cabeça
    peixe-prego-sem-cabeça
    peixes-taxinha

    ficaram em extinção graças ao tubarão martelo e o antigo tubarão marreta que atacava preferencialmente os peixe-pedra

    ^^

  • sobreira:

    pasmem, o homem é o animal q Deus escolheu para reinar sobre os outros!

  • alvaro:

    o tubarao martelo tem 7 sentidos!

  • Beatriz Helena de M.Leme:

    Formidável mesmo, e eu concordo com Ildemar, na casa de campo de meus pais em Atibaia, nossos cães pegaram várias vezes porco espinho, dava dó , tínhamos que chamar o veterinário pois os espinhos tinham uma rebarba ao contrário que, quando vc puxava,
    vinha a carne junta e geralmente eram dentro das mandíbulas dos cães, fucinho etc…..
    Beatriz Helena.

  • Ederson:

    Quem disse que porco espinho não tem no Brasil??
    Só se for aí em SP. Aqui no sul ainda tem desses bichos pelos matos.

  • jose nilson:

    as baleias e os golfinhos tem um sistema de comunicação e orientação que impressiona até os mais destacados tecnólogos da atualidade. Os pombos correio, se orientam pela declinação magnética?

  • jose nilson:

    defesa contra o predador?
    mais impressionante que isso é voce saber que a cobra que nao tem tato, consegue detectar a diferença de temperatura de ate
    dois milésimos de graus centigrados. Pasmem, o morcego conse
    gue ënxergar¨o mundo captando o eco do ultrassom que ele emite com os seus guinchos. É uma espécie de sonar ou o sonar
    foi inspirado nele? Pasmem ainda, a borboleta macho consegue
    captar o cheiro, odor, da femea a dois quilometros de distancia, isto é que é feromônio…E, finalmente impressiona saber que o zangão (macho da abelha) acasala e fecunda a femea durante o
    voo nupcial, os machos que a fecundam morrem apos o ato.
    E o mais curioso é que o macho do cavalo marinho é que fica
    grávido, interessante né?
    ainda nesse contexto, o escorpião pica matando o macho que
    a fecunda. e por ai afora, nao é interessante?

  • Diego Uchiha Doppler:

    Só porque é tão perfeito não quer dizer que deus tenha feito…(Momento hachibi)
    Leia ”O rio que saía do éden”, é muito bom e explica bem isso.

  • diego:

    é possível encostar todos os dentes com a língua !

  • IDELMAR:

    O PORCO-ESPINHO É ENCONTRADO SIM NO BRASIL SENDO CONHECIDO TAMBÉM COMO LUÍS CAIXEIRO

  • Bruno Juncklaus (bruno_tankian@hotmail.com):

    É claro que o mais impressionante nisso tudo é que ele pode, ao contrário de você, lamber o próprio cotovelo.

    me rachei!

    não é mais uma daquelas pegadinhas como: Ninguém consegue encostar em todos os dentes da boca com a língua né? ¬_¬’

    haeiooiaeaeio

  • Ana:

    Mais uma vez está comprovado o poder da natureza, como Deus o onipotente soube fazer tudo com tanta perfeição. Imagine só se esses animais assim como tantos outros não tivessem nenhuma opção de defesa, tudo estaria perdido e somente os animais de grande porte reinariam no meio ambiente.

  • Emmet:

    “Os animais, tem uns bicho interessante…imagine só como é o sexo dos Elefantes…”

  • Joanna:

    Ficaram mto interesantes essas curiosidades sobre os animais amei

  • Laboceta:

    um monte de bichinho feio!
    ta vendo ser feio nem sempre é desvantagem na natureza

  • Luiz Carlos:

    Não tentei lamber o cotovelo! kakakakaka! rs….

  • alessandro zapani:

    Adorei a reportagem, é de importancia de todos ter informação sobre estes animais desconhecidos, é de interesse de todos preservar a flona e flora mundial.

  • sergio:

    bem que os humanos podiam ter uma defesa como estas tambem. claro….. menos soltar gases venenosos, sem veneno ja e terrivel…..

  • calu:

    só pra constar… o gambá também é marsupial…

Deixe seu comentário!