, ,

A internet enlouqueceu ou as pessoas realmente estão conseguindo ouvir uma imagem animada?

Por , em 5.12.2017

A soma das altas velocidades de internet com o aumento substancial na comunicação on-line dos últimos fez com que as GIFs virassem uma onda que não parece ter hora para acabar. As imagens animadas curtas que se repetem em loop são silenciosas por definição, afinal, sequências de imagem com som recebem outro nome – vídeo.

Mas a internet está em polvorosa por causa da GIF abaixo, que, segundo muitas pessoas, tem som. Faça o teste.

A soma das altas velocidades de internet com o aumento substancial na comunicação on-line dos últimos fez com que as GIFs virassem uma onda que não parece ter hora para acabar. As imagens animadas curtas que se repetem em loop são silenciosas por definição, afinal, sequências de imagem com som recebem outro nome – vídeo.

A postagem, feita no Twitter, vem acompanhada da frase “Por que eu consigo ouvir essa GIF?” acompanhada de muitos emojis chorando. Assim como qualquer outro arquivo do gênero, a GIF criada pelo usuário Happy Toast não possui faixa de áudio, então, o que estaria atordoando as pessoas?

Enviar essa GIF para certas pessoas pode te colocar na cadeia

A cientista Lisa DeBruine, pesquisadora na Universidade de Glasgow, ficou intrigada com a situação e fez um apelo aos colegas da área de percepção visual que pudessem explicar o fato. Além disso, lançou uma enquete que, até agora, aponta que 70% das pessoas que interagiram com o tweet ouvem um som de batida, somados a outros 3% que dizem escutarem outros sons.

Essa não é a primeira vez que a questão surge. Outros exemplos de GIF, como essa abaixo, que mostra dois elefantes brincando em uma espécie de gangorra, também já foram alvo da polêmica em relação ao suposto som que as pessoas estariam ouvindo.

GIF

Essa GIF induz alucinações em 20 segundos: tem coragem?

Isso tudo tem a ver com nossa percepção do som, que pode ser influenciada por informações visuais. Um fenômeno relacionado – quando o componente auditivo de um som é combinado com o componente visual de outro som, criando a percepção de um terceiro – recebeu o nome de Efeito McGurk e foi descrito pela primeira vez em 1976, em um artigo do psicólogo Harry McGurk publicado na revista “Nature”.

Além disso, no início do ano, uma equipe da Unidade de Pesquisa de Neurociência Cognitiva da City University of London, no Reino Unido, publicou um estudo afirmando que 22% dos participantes conseguiam “ouvir” sons discretos quando viam um flash de luz, mesmo que não ocorresse som algum. Ou seja, o número de pessoas que recebem informações por um sentido, mas que são interpretadas por outro pode ir além dos 5% de sinestésicos que acredita-se existir no mundo.

Um usuário do Twitter sugere que som que as pessoas ouvem vindo da GIF pode também ser resultado da atividade neuronal correlacionada. Segundo esse fenômeno, uma expectativa seria preenchida pelo cérebro, que esperava que a imagem de enormes torres de energia pulando e se chocando com o chão produzisse um barulho devido ao impacto. Assim, o cérebro dispara a informação esperada para os outros sentidos – o que pode ser reforçado pelo fato que a câmera treme levemente, dando a impressão que o choque realmente existiu. O movimento de câmera também levou várias pessoas a dizerem que, ainda que não estejam ouvindo coisa alguma, sentem o tremor.

Essa GIF acaba de um jeito muito inesperado

Somado a tudo isso existe, ainda, o poder da sugestão: as pessoas acham que estão ouvindo alguma coisa porque alguém já sugeriu que elas deveriam estar ouvindo. Logo, se a imagem não estivesse acompanhada pelo comentário afirmando que é possível escutar o barulho das torres de energia pulando corda, pode ser que quantidade de pessoas afirmando que estão ouvindo algo fosse bem menor – ou até inexistente.

E você, consegue ouvir alguma coisa? [I Fucking Love Science, Nature, Scientific American Brasil]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (10 votos, média: 4,90 de 5)

Deixe seu comentário!