Perder peso: 4 razões surpreendentes de porque mulheres não conseguem

Por , em 14.08.2010

Você já tentou de tudo – desde ir a academia até a Dieta do Abacaxi – e não conseguiu emagrecer? Talvez você não conheça seu corpo tão bem! Confira 4 razões pelas quais as mulheres não conseguem perder peso e saiba como contorná-las.

Por que você não consegue perder peso?

1) Tireóide inativa
perder peso tireóide inativa

 

A glândula tireóide produz hormônios que regulam o modo como o corpo usa a energia. Uma tireóide hipoativa (hipotireoidismo) perturba o seu metabolismo, assim como muitos outros aspectos de sua saúde. Alguns estimam que até 10% dos adultos têm hipotireoidismo, que é mais comum em mulheres e é mais frequentemente diagnosticada entre os 40 e 50 anos.

Será que eu tenho? Além do ganho de peso ou incapacidade de perder peso, os sintomas incluem fadiga, perda de cabelo, pele seca, dores articulares e fraqueza muscular, aumento da sensibilidade ao frio, e até mesmo depressão. Muitas pessoas com hipotireoidismo de baixo grau apenas se sentem desligados, sem sinais de estarem realmente doentes.

Como fazer o teste: Há testes que revelam seu TSH (hormônio estimulante da tireóide). Em geral, quanto maior seu nível de TSH, mais lenta é a sua tireóide. Os valores “normais” estão entre 0,45 e 4,5, e se o nível for superior a 2, você pode lutar para perder peso. Seu médico também pode querer verificar os seus níveis de T-3 e T-4, os dois principais hormônios da tireóide.

Como é tratada: Há remédios que o seu médico pode prescrever.

2) Ovário policístico

Uma em cada dez mulheres em idade fértil tem a síndrome dos ovários policísticos, uma condição na qual os ovários da mulher produzem um excesso de hormônios masculinos. Além de causar problemas de ovulação e infertilidade, a doença pode ir de mãos dadas com a resistência à insulina, uma falha no modo como o corpo processa o açúcar do sangue, que é frequentemente associada com o armazenamento de gordura em excesso, especialmente em torno da cintura. Se a resistência à insulina não for tratada, pode levar a diabetes tipo 2.

Será que eu tenho? Sim, se você tiver períodos de menstruação irregulares, acne facial e pêlo em excesso no corpo, calvície de padrão masculino e problemas para engravidar, juntamente com o ganho de peso inexplicável (embora nem todas tenham problemas de peso).

Como fazer o teste: Seu médico ginecologista pode testar seus níveis de hormônios sexuais para ver um desequilíbrio de testosterona, progesterona e estrogênio. Também pode testar o seu açúcar no sangue e os níveis de insulina ou realizar uma ecografia para verificar se há cistos em seus ovários.

Como é tratada: Mudanças no estilo de vida são geralmente o primeiro passo. Se você já come em uma dieta saudável e faz exercícios regularmente, pode ter que tentar outra coisa pra ver como saem os resultados. Se você tiver resistência à insulina, também vai querer cortar carboidratos refinados e açúcares adicionados. Se você fez essas alterações e ainda não percebeu diferença, o médico pode prescrever um remédio usado para tratar a resistência à insulina, bem como auxiliar na ovulação (se você estiver tentando engravidar).

3) Alergia a alimentos

A maioria das pessoas sabe se é alérgico a determinados alimentos como frutas ou marisco, mas muitos não estão cientes de suas intolerâncias alimentares. Uma verdadeira alergia alimentar acontece quando o sistema imunológico identifica erroneamente um alimento como nocivo e monta uma resposta imediata. Intolerâncias alimentares podem ter uma variedade de causas, incluindo a falta de uma certa enzima digestiva (como intolerância à lactose) ou sensibilidade aos aditivos alimentares, e tendem a se manifestar com o tempo. Comer um alimento “problema” – os mais comuns são laticínios, glúten, ovos, soja, milho e nozes – pode levar ao inchaço e ganho de peso de água, entre outros sintomas. Especialistas estimam que as intolerâncias alimentares afetam mais de uma em cada dez pessoas.

Será que eu tenho? Sim, se você tiver regularmente inchaço, gases, diarréia e constipação, assim como sintomas aparentemente não relacionados, como asma leve, eczema, dores de cabeça, dores musculares e articulares e fadiga.

Como fazer o teste:
Um gastroenterologista pode ajudar a diagnosticar o problema, mas você pode começar a descobrir por si mesmo através de uma dieta de eliminação. Comece a remoção do glúten e laticínios (estes são os maiores culpados) de sua dieta por 2 a 3 semanas. Se você não notar uma diferença, elimine também ovos, milho, soja e nozes, e considere aditivos como corantes e conservantes alimentares. Depois de algumas semanas, lentamente reintroduza os possíveis culpados a sua dieta, anotando todas as reações.

Como é tratada: Se a reação for grave, você precisa cortar o alimento agressor de sua dieta. Para reações leves, tente um suplemento diário de probióticos, que restaura as boas bactérias no seu intestino necessárias para a digestão e pode ajudar a prevenir o inchaço e ganho de peso. Médicos recomendam suplementos com pelo menos 10 bilhões de bactérias vivas por pílula.

4) Remédios que engordam

O ganho de peso pode ser um efeito colateral indesejável de alguns medicamentos, incluindo antidepressivos, esteróides, e, mais raramente, pílulas anticoncepcionais (devido a um aumento temporário de retenção de água).

Será que está acontecendo comigo? Você pode perceber o ganho de peso dentro de poucas semanas que começou a tomar um novo medicamento, embora possa demorar vários meses antes de ver algum efeito.

Como fazer o teste:
Nenhum teste especial é necessário, você sabe se está ganhando peso.

Como é tratado: Converse com seu médico, que poderá prescrever uma alternativa. No caso dos anti-depressivos, a bupropiona foi identificada como a que causa menor ganho de peso e possivelmente até mesmo leva à perda de peso. Com pílulas anticoncepcionais, a mudança para uma versão com menor dose de hormônios pode minimizar o ganho de peso. Mas lembre-se tratar a condição pela qual você está tomando a droga como sua maior prioridade; você nunca deve parar de tomar um medicamento por conta própria.[CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

32 comentários

  • Núbia:

    Boa tarde!
    Bia D`Angelo , PARABÉNS pelo seu comentário, foi perfeito.Assino em baixo.

  • Bia D`Angelo:

    Geeeente!!!
    Estou perplexa com a total falta de tolerancia de algumas pessoas!!! Estamos discutindo e problemas de dieta ou equivocos de grafia? Francamente, sugiro que quem alfinetou erros gramaticais va atualizar-se e ler os livros do Professor Doutor (em Lingua Portuguesa) Marcos Bagno!!!
    A proposito, alergia nao deixa de ser uma forma de intolerancia, se aplicarmos o termo do ponto de vista sintatico-semantico. Portanto, antes de ridicularizar alguem por ter aplicado um conceito de maneira inadequada em determinada ciencia, ou contexto, sugiro que a diferenca seja explicada com educacao, que deveria ser requisito basico dos “cultos” e “donos da verdade”.
    Bia – Cidada Brasileira, Professora de Portugues Brasileiro, que esta, literalmente, ha 500 anos de distancia do portugues de Portugal!!!

  • Eva:

    intolerância é SUPER diferente de alergia ok, inclusive as reações…

    pelamordedelz cuidado com a próxima pérola da medicina.

  • Gwenny:

    Realmente a questão da obesidde é muito séria.
    Afeta a mulher em vários aspectos.
    Eu tenho SOP (ovarios policístios)e há anos tenho que tomar anticoncepcional (yasmin) que me deixa igual a um paninho de chão jogado no canto. (fico com muita tontura, dore de cabeça, enjôo) e ainda tomo cloridrato de metformina para auxiliar na resistência à insulina.
    Pelo fato de estar bem acima do peso, me sinto constantemente deprimida, sem ânimo para fazer nada. Ainda pra piorar me mudei para uma cidade onde as pessoas são extremamente esquisitas. Parei de trabalhar desde janeiro então imagina como estou. A única coisa que me ajuda muito é a dança do ventre que faço há 6 meses.
    Deviam estudar melhor o metabolismo das magras e nos ajudar com uma vacina, ou algo assim.
    sonho com isso.

  • Antonia:

    Eu tenho alguns desses sintomas, e muita gordura na região abaixo do umbigo, para ficar magra e “reduzir a barriga” preciso fazer uma dieta bem restrita de calorias o que eu não consigo manter por muito tempo.Obrigada vou pedi exames para os médicos e quase não vou ao banheiro, sou viciada em laxante e quando não posso tomá-lo fico parecendo mulher grávida de 5 meses.

  • Raquel:

    Achei muito interessante esse artigo. Eu ja tenho tendência a ganhar peso facilmente, então me controlo bastante com academia e alimentação. Mas no início do ano meu médico prescreveu o anticoncepcional Yas pq disse q era o q menos causava reações. Só q depois q comecei a tomar, engordei 8 quilos! No princípio pensei q era pela ansiedade ou pelos estresses q estava tendo, mas depois percebi q podia ser do anticoncepcional. em julho parei de tomar e ja comecei a emagrecer…. o negocio agora é usar camisinha ne senao vou engordar de outro jeito rsrs

  • Aline:

    Ah, amigas não consigo emagrecer…já tentei de tudo, no inicio eu até consiguia perder alguns quilinhos, más agora tá impossivél!!!!! Oque faço???????

  • Maria Paixão:

    tem muitas mulheres que comem demais e são magras já outras comem menos e são gordas ,por isso o mito de fechar a boca para não ficar gorda nem sempre funciona , o melhor é procurar ajuda de um profissional ,essas glândulas não são mitos elas existem são fatos Alessandra procure se informar ao
    invés de criticar ok?

  • Rosângela:

    Excelente artigo Natasha.
    Bom ler alguns comentários inteligentes.
    Acredito que comentar erros gramaticais é a atitude correta.
    Se você expõe a sua opinião, algumas vezes você vai receber uma resposta.
    Então…..quem está na chuva, está para se molhar.

  • fernando:

    anonima voce a falar assim ainda esta a ser mais ignorante que a patricia, eu vivi em portugal 10 anos e até eles erram seja professor ou não.uma coisa é corrigir um erro para melhorarmos,outra coisa é criticar e por em causa as profissões das mesmas.

  • Anônima:

    Veronica, espero que você não seja professora de português.

  • alessandra:

    patricia e kell ja ouvio falar que boca fechada não entra mosquito…o erro é humano e não tem religiao,profissão ou classe social ok.

  • VERONICA DUARTE:

    REGINA,KELL,E PATRICIA,O ERRO ORTOGRAFICO(NA ESCRITA)PODE ACONTEÇER EM TODAS CLASSES SOCIAS,EM TODOS ESTATUTOS,EM QUALQUER PROFISSÃO…QUERIDAS O ERRO É HUMANO.É LAMENTAVEL PÓR EM CAUSA UMA PROFISSIONAL POR CAUSA DE ERROS,QUEM A ESCREVER NUNCA ESQUEÇEU DE UM PONTO,UMA VIRGULA,UMA TROCA ATÉ MESMO DE UM ESPAÇO,EU MESMA SOU PROFESSORA E JA ERREI,ERRO E VOU ERRAR SEMPRE,SABEM PORQUÉ?PORQUE SOU HUMANA E COMO TAL ERRO!

  • fcfabiana:

    Eu sabia da tireoide minha irma, minha sogra sofrem com isso ganham peso rapidamente fazem tratamento e levam a vida. É bom saber desses outros fatores, porque as pessoas acham e até mesmo nós q somos incapazes ou não temos força de vontade. O melhor é fazer uma avaliação detalhada com um médico. Gostei da matéria.

  • edilson:

    O mehlhor remedio: auto estima + otimismo = sexo + academida + nutriçao saudevel todo dia = saude completa. Agora vai!!!
    A vida é simples.

  • Regina:

    Oi Mércia, realmente você viajou na batatinha…rsrsrs…Existem diversos fatores que contribuem com o ganho de peso, além do Big Mac, é claro…(rsrsrsrs)

  • Marcos:

    Olá a todos !
    Minha filha tem ovários policísticos mas não apresenta algumas das características descritas, como acne no rosto, pelos no corpo e calvície. Ela está com um pouco de sobrepeso mas não alarmante. O problema dela é, principalmente, a falta de exercícios e dieta pobre em fibras e vitaminas.
    Bem, de qualquer jeito, torço para que todos nós alcançemos uma saúde regular e o mais próximo possível da normalidade.
    Abraços

  • Kell:

    E Emagrecer é com E e não com I. ahha

  • Patricia:

    Querida Mercia,
    Não, não são mitos.

    E se você fosse realmente uma nutricionista saberia que “conselho” é com S e não com C.

  • MERCIA:

    tudo isso não passa de mitos… quer imagrecer coma menos e mexa mais.as pessoas comem de mais abusam dos doces, das carnes, das gorduras,comem centenas de calorias e não queimam 1 se quer, esquece-se que excesso dos mesmos são um risco para a saude…e existe quelas desculpas dos gordos que é ter o metabolissmo lento ou tiroide, isso não existe se tem lento trata de acelerar com exercicios…se tem tiroide a alimentaçao tem que ser mudada…o meu concelho como nutricionista é comer sim, mais com moderaçao e muita disciplina,acompanhado de um bom exercicio fisico.tem 2 ditados que aprendi na faculdade que é bom sempre termos em mente para termos uma vida saudavel sem peso a mais sem excessos alimentares aqui vai 1-“somos o que comemos” 2-“comam para viver e nunca vivam para comer” pensem nisso e guardem vale a pena!

  • gilmara:

    quero saber do paroxetina se ajuda na ansiedade e emagrecer

    • Carolina Marinielo:

      Paroxetina ajuda na ansiedade a longo prazo. Se você só tem isso pra tratar ela pode te ajudar a emagrecer. Depende de vários fatores.

  • gilmara:

    o paraxetina faz ganha ou perde peso

  • Adriana:

    Quero dar os parabéns ao Ézio José pelo comentário – concordo com tudo! Isso é sinal de que ainda há pessoas de bom senso, e perspicazes! Ainda bem!!!

  • Ezio Jose:

    Acho engraçado como a mídia popular que vive de propagandas, leva as mulheres ao desespero de seguir certos padrões alimentares sem conhecimento de causas e efeitos. Até outrora não entendia os comportamentos irritados de certas mulheres que conheço. Foi então que passei a observar a forma como elas alimentam-se para concluir meu raciocínio.
    Geralmente, as mulheres que se preocupam com suas formas e seguem os ditames de revistas e televisão são as mais irritadas em seus comportamentos e relacionamentos tornando-se feias as belezas que compõem seus espectros físicos. E quanto mais se preocupam em selecionar os alimentos, mais se parecem gordas.
    Costumo frequentar, pelo menos duas ou três vezes por semana, restaurantes self-service com bastantes variedades alimentares. Foi partindo dessa frequência que observei como se servem as ditas preocupadas com o que a propagando incute. Elas servem carnes de panela gorda e outros alimentos tipo feijoada e etc e na sequência pede ao garçom uma coca-cola light ou diet. Ufa! isso é de matar. Mas acontece diariamente. Atente para ver! Ainda sem contar que esses produtos diet e light são compostos de substâcias que faz muito aml para a saúde.
    Na Europa não tem essa onda de diet e light como aquí na América. As pessoas só usam esses produtos por orientação médica. Sem frescura e sem hipocrisia.
    Na verdade, nosso organismo precisa de todos os tipos de alimentos desde os mais variados tipos de carnes (somos carnívoros- temos dentes caninos) aos cereais, e dos lactos aos vegetais.
    O que não pode ocorrer é o exagero de alguns tipos de alimentos em prejuizo da carência de outros. Ademais, são disfunções glandulares as responsáveis pelo desiquilíbrio corporal.

  • Cla:

    O fato é que poucas realmente não conseguem perder peso por causa das doenças, a maioria usa a doença como desculpa pra ser gorda. Vejo amigas que estão de dieta.. A maioria para de comer sanduíches e chocolate ou comem menos, mas chegam nas refeições normais e comem alimentos muito gordurosos e muito carboidrato. Exemplo típico é o “bolinho de legumes”, que é uma massa com 10% de legumes de verdade, e ainda frito.
    A Alessandra foi drástica, mas concordo que as que fogem disso são exceção.

  • gloria:

    Destes,o pior é a alergia alimentar,eu sofro disso,há dias q ñ tenho o q comer,quando viajo!Todos os alimentos q eu como me fazem mal,só me sinto bem fazendo minha propria comida,mas viajando ñ dá,tomo anti alergicos e fico c/ muita agua retida no organismo,hipertensão,e dores nas articulações.Tento emagrecer e ñ consigo ,mesmo passando fome.

  • rachel castro:

    Cara Alexandra: que escreveu aí em cima.

    Por Deus, se vc é magra e não tem problemas com a tireóide, os tem com o português….

    Escrevi seu nome com X porque, “qual o probrema?!!!” Portuguez as letrinhas é tudo a mesma coisa sÔ! E o mió é que isso nem ingorda.

  • Terezinha M.Magri de Almeida:

    Observação para a Alessandra (15/08/2010): fiquei chocada com seu grau de intolerância!… pobres das mulheres com problemas reais: voce as diminuiu a preguiçosas sem -vergonha!… Tenho problema de tireoide e não sabia, e assim também tinha alguns pré-conceitos parecidos com os seus. Precisamos nos informamar melhor e não sair batendo duro como voce fez. Não é só correção alimentar que me faria emagrecer, nem horas de academia, se eu não conhecesse melhor minha individualidade (tireóide de hashimoto). Como nossas digitais são únicas, os métodos de emagrecimento também são muito particulares.

  • Suzana:

    Realmente é verdade!
    Tive tiroidite de hashimoto onde o corpo em uma reação auto-imune produz anticorpos que atacam a tireóide.

    Sempre fui uma pessoa altamente ativa e sempre fiz algum tipo de atividade física como bicicleta, natação, academia, etc… Mas sempre sem exageros!

    Aos 40 anos meu metabolismo mudou, sentia muito sono e cansaço e dores por todo o corpo, era como se depois de uma noite de sono eu não tivesse dormido.
    Demorei quase um ano para detectar minha doença e já havia engordado 10 Quilos.Assim falei para uma Médica Especialista da UNIFESP sobre os 10 quilos ela pediu o exame e acertou o diagnostico!
    Depois de um ano de medicamento, minha vida voltou ao normal.

  • Ariadni Speciale:

    Fiquei “bege” com a intolerância à alimentos. Não tinha idéia de que o corpo reage às intolerâncias dessa forma. VOu prestar mais atenção no que como para verificar porque alguns sintomas tenho.

  • Ludmilla:

    Que droga esses remédios que engordam serem tão necessários… rs

Deixe seu comentário!