Personalidade: homens e mulheres são totalmente ou quase nada diferentes?

Por , em 8.01.2012

Um novo estudo sugere que os homens podem mesmo ser de Marte e as mulheres de Júpiter. Psicologicamente falando, há grandes diferenças entre as personalidades masculina e feminina. Mas há controvérsias.

Os resultados de uma pesquisa mostram que cerca de 18% das mulheres compartilham personalidades parecidas com os homens, e 18% dos homens compartilham personalidades parecidas com as mulheres.

Mas a maioria das mulheres têm traços de personalidade que são bastante distintas das dos homens, e vice-versa.

Segundo os pesquisadores, os homens tendem a ser mais dominantes (fortes e agressivos) e emocionalmente estáveis, enquanto as mulheres tendem a ser mais sensíveis, atenciosas (com os outros) e apreensivas.

“Psicologicamente, homens e mulheres são quase uma espécie diferente”, disse o pesquisador Paul Irwing.

As descobertas podem explicar por que algumas carreiras são dominadas por homens (como engenharia) e outras por mulheres (como psicologia).

No entanto, o estudo atraiu críticas de outros especialistas que afirmam que os métodos que os pesquisadores usaram para computar seus resultados são falhos, e que homens e mulheres não são tão diferentes assim.

Os cientistas analisaram informações de mais de 10.000 pessoas nos Estados Unidos entre as idades de 15 e 92 anos que fizeram um teste de personalidade. Os testes foram projetados para medir 15 facetas da personalidade, incluindo estabilidade emocional, dominância, vivacidade, audácia social, sensibilidade e abertura à mudança.

Em seguida, os pesquisadores combinaram a pontuação nessas facetas de personalidade para calcular o que chamaram de “diferença global” na personalidade entre homens e mulheres. A “diferença global” é essencialmente uma soma de todas as diferenças.

Os resultados vão contra a opinião dominante entre os psicólogos de que, em geral, os homens e as mulheres são mais semelhantes do que diferentes em uma série de maneiras, incluindo traços de personalidade.

Uma falha do estudo é que os homens e mulheres participantes avaliaram os seus traços de personalidade sozinhos. As pessoas são inclinadas a se classificar de uma forma que está de acordo com os estereótipos de gênero. Não é muito viril para um homem dizer que é sensível, por exemplo.

Também, usar 15 facetas de personalidade para calcular uma “diferença global” gera um valor que não tem qualquer significado real.

Essa “diferença global” não ficaria maior se mais fatores de personalidade fossem adicionados, além de 15. Ou seja, como muito mais características existem, é mais provável que homens e mulheres não sejam assim tão diferentes mesmo.[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 3,00 de 5)

13 comentários

  • pedro:

    o fator social e educativo,por exemplo os pais se for menino,compram roupa azul e rosa se for menina,condiciona muito alguem que queira fazer um estudo objectivo .

  • Lucas Rodmo:

    Ah, eu não acho que existam tantas diferenças entre homens e mulheres. Acho que é basicamente cultural. Existem comunidades na China, por exemplo, em que os homens são dominados pelas mulheres, e já se tem esse costume a muito tempo, e posso garantir que os traços de personalidade que definem os homens e as mulheres da tribo são completamente diferentes das presentes na sociedade ocidental padronizada atual, porque o formador é cultural.

  • Ligia:

    Não só há diferença na personalidade de um homem para uma mulher, como também há mais de 7 bilhões de personalidades diferentes no mundo todo, com alguma coisa ou outra parecidas por questões básicas regionais, interpessoais, etc…
    A diversidade é a beleza da vida!

    • Ezio Jose:

      Filosofou nas esferas!….

  • António Francisco Da Franca Ribeiro:

    Há anos que conheço essa realidade. Não é necessário grandes testes. Basta saber que um só gene pode diferenciar duas espécies, animais ou vegetais.Ora entre homem e mulher existe um cromossoma, o Y, de diferença, logo centenas de genes nos separam.Lembro que a adição de um cromossoma no par 21 – trissomia 21- provoca uma abissal diferença psicomorfológica, gerando aquilo a que se chama doença de Down.Só um igualitarismo grosseiro, de origem ideológica e não científica, pode justificar que alguns psicólogos sejam defensores, como humanitaristas acérrimos, do paradoxo ” todos iguais todos diferentes”.Da mesma argila mas de moldes diferentes? Talvez.

  • Guilherme:

    Se nós não somos iguais fisicamente, é bem provável que nós não sejamos iguais psicologicamente também.

    De qualquer maneira… O que aconteceu com o esquema de poder colocar um “Dislike” nos comentários? Ele era meio importante para filtrar comentários estúpidos.

    • Amélia Nunes:

      Sua hipótese corrobora a já descartada cientificamente eugenia. Homens altos, fortes e cabeludos diferem dos nanicos, magros e carecas?

  • Bovidino:

    Em suma. Não chegaram a nenhuma conclusão.

    • MIG10:

      E hoje é muito comum homens quererem ter personalidade de mulheres e mulheres quererem ter personalidade dos homens. Está tudo dos avessos.

    • Ezio Jose:

      O intragável até que não é o “ter personalidades do gênero oposto”. O intragável é isso e mais ainda ter o “caráter do gênero oposto” adicionados às aparências.

  • Rafael:

    Homem e mulher só são diferentes na biologia e algumas necessidades. Por outro lado não há diferença.
    O grau de inteligencia não é dado pela matéria e sim pelo espírito.

    • Ezio Jose:

      Seria um motor de Scania num Fusca ou vice-verso?

  • Roberval:

    teste de QI tb e falho e e aceito.

Deixe seu comentário!