Primeiras estrelas do universo podem estar visíveis até hoje

Por , em 15.02.2011

Segundo uma nova pesquisa, as primeiras estrelas do universo se formaram em grupos, e não isoladamente. Mais do que isso: algumas dessas primeiras estrelas podem ser vistas ainda hoje.

O estudo usou supercomputadores para simular a formação das primeiras estrelas do universo. Os pesquisadores recriaram um sistema de “proto-estrelas”, precursores de estrelas, criadas a partir da mesma nuvem de gás quase ao mesmo tempo.

A simulação revelou que uma proto-estrela central seria criada antes, e se tornaria a mais maciça. Um número de proto-estrelas menores se seguiria. Às vezes, a força gravitacional de outros astros “catapultaria” e ejetaria um dos membros do sistema.

Segundo os cientistas, a estrela ejetada teria de ser muito jovem, cerca de 100.000 anos de idade. Como a idade de uma estrela e sua massa estão ligadas – quanto mais maciça a estrela, mais rápido ela tende a envelhecer – uma massa baixa o suficiente na nova estrela significa que ela ainda teve uma vida bastante longa para ser visível hoje.

Porém, essa estrela teria que ser expulsa enquanto sua massa fosse de uma faixa muito estreita. O universo é estimado em 13,7 bilhões de anos. Para sobreviver os 13 bilhões de anos desde o fim da Idade das Trevas, quando se formou, o astro não poderia ter tido mais do que a massa solar. Mesmo um pouco de massa a mais já forçaria os limites de sobrevivência.

Por isso os pesquisadores acreditam ser um desafio encontrar uma estrela assim entre as bilhões que vieram depois. O lugar ideal para a pesquisa seria o centro da Via Láctea. No entanto, apenas algumas centenas ou algumas milhares podem existir, misturadas com os bilhões de estrelas que se formaram desde então.

Mas a situação não é completamente impossível. Projetos com telescópios da NASA estão previstos para procurar galáxias e estrelas precoces, e espera-se que sejam capazes de examinar como nunca o início do universo.

Localizar uma estrela primordial, conhecida como estrela de População III, forneceria aos astrônomos dados sobre o universo em seu início. A abundância de deutério e lítio – que o Big Bang teria criado – poderia ser medida diretamente, em vez de deduzida. Da mesma forma, essas estrelas fornecerão dados consistentes para modelos teóricos. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

21 comentários

  • Campos:

    As estrelas se formaram em grupos. Isto está certo,porque uma enorme quantidade de matéria (gases e poeira), se concentrou, pela força da gravidade, para dar origem as estrelas. Não foram criadas ao mesmo tempo (instantaneamente). Foram criadas cada uma em seu tempo particular. Isto levou talvez,bilhões de anos para acontecer.
    Alem do mais, as estrelas do universo se atraem e se agrupam, formando um agrupamento estelar que se transformam em um quazar e mais tarde em uma galáxia e assim segue a entropia do universo.

  • Navathumini:

    Isso é uma boa notícia para a ciência! Quer dizer então que tambem podem ver Adão e Eva!

  • FA:

    Na quantica acontence coisas que são fisicamente impossivel, coisas que não sabemos explicar, assim como nem unindo religião e ciência estamos perto da verdade, porem continuamos evolindo, e subistitundo teorias por verdades nem sonhadas, isso e fascinante!!!

  • Alex Lekko:

    No entanto de acordo uma noticia publicada pela EFE e segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira (09.03.11) pela American Association for the Advancement of Sciences (AAAS, na sigla em inglês), galáxias maduras, ou seja, bem velhas, já existiam quando o universo tinha apenas 3 bilhões de anos. Isso significa dizer que todas as teorias que tentam explicar o nascimento do universo, estão totalmente erradas.

  • Pensador®:

    Os cientistas não sabem de droga nenhuma. São uns idiotas!

  • daniel:

    Interessante essa conversa.

    O ser humano, como a própria natureza visível ao ser humano, não tem dificuldade nenhuma de compreender aquilo que não tem fim, mas é totalmente complicado lidar com o que não tem começo…

    Por isso que Fibonacci foi um gênio. Por descobrir como a natureza lida com as coisas que não tem fim, dotando-as de início.

    1,1,2,3,5,8,13,21,44,65,109,174,283………………………….

  • anonimo:

    as estrelas nascem de nebulosas

  • Augusto Paiva:

    Nosso Amigo Andril, logo abaixo de vc disse tudo Caro Pensador.
    Lógico que nem pra tudo há uma resposta exata, mas respostas muito próximas…
    Antes respostas próximas do que nenhuma.
    Melhor ter uma idéria básica a respeito do que não ter nehuma.
    Tudo é um começo, por menos completo que seja.
    Seja mais Pensador como diz e menos auto-crítico sobre as mais diversas coisas que há no Universo.
    Convenhamos que melhor termos respostas próximas do que nenhuma. Isto apenas ja basta por hora.
    Há pessoas que tem que aprender a coordenar seu senso de auto-crítica, olhar um pouquinho pra fora de si…
    Vamos vc consegue… ; )
    Grande Abraço!

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Leiam “olhando o universo” e terão outra noção do que pode ser o universo.

  • Pensador:

    Nem a idade e nem o tamanho**

  • Pensador:

    Augusto Paiva, é claro que eu penso. É por isso que não consigo aceitar. Pode dizer que sou ignorante, pode dizer o que quiser.

    Não há estudo, não há pesquisa que consiga provar a idade do universo que dizem por aí. Como calcular uma idade para o desconhecido?!

    Abraço do ignorante. 🙂

  • Andril:

    Com uma imagem gerada pelo Telescópio Hubble foi possível identificar o brilho de uma estrela formada apenas 400.000 anos após o Big Bang. Vamos esperar pelo Telescópio Espacial James Webb que promete ser 100x mais potente que o Hubble, com ele poderemos “olhar” o início e a formação do Universo.

  • Augusto Paiva:

    Pensador… já que vc é tão pensador assim me diga…
    Você já estudou como os cientistas da NASA?
    Você tem o mesmo nível de conhecimento que eles?
    Você conhece a respeito de medições astonômicas?
    Este nível de conhecimento que vc tem te proporciona o grau preciso para poder ter este pensamento como correto?
    Você é o sabe tudo?
    Já estudou Matemática, Engenharia, Física Astronômica, entre outros afins?
    Você já é graduado?
    Você estuda coisas relativas ao Universo há quanto tempo?
    Você é bitolado na Bíblia?
    rsrs
    Pelo amor de Deus!!!
    Como um ser como você que se entitula Pensador pode ter um Pensamento assim tão ínfimo, mesquinho, egoísta, sem horizontes nem fundamentos?
    Já que vc é um pensador, sugiro que vc pense mais.
    Sem mais…
    Abraço a Todos!

  • Pensador:

    O ser humano é engraçado, acha que sabe a idade do universo. 🙂

  • Pensador:

    Muitos dizem sobre a idade do universo. Jamais iremos saber a idade da nossa galáxia, muito menos a idade do universo.

  • Litelton:

    o sol eh o fim da via lacta

  • anonimo:

    Em meu entender, a teoria da criação do universo atual está invertida. Vejamos o seguinte: No centro do universo só existem galáxias antigas e na periferia só existem galáxias novas. Tudo que é antigo, como estrelas, galáxias, etc, está no centro. Então todos voces estão raciocinando errados. Saiba como,lendo o blog: “olhando o universo”.

  • Juliano:

    Na verdade a Via Láctea tem a mesma idade do que foi calculado para o Universo. Mas, como o centro da nossa galáxia é muito instável, eu creio que estrelas que se formam lá não sobrevivem tanto tempo assim.
    Se a massa tem de ser igual a do nosso Sol, eles deveriam procurar em estrelas que se formaram de nebulosas planetárias (nebulosas remanescentes de Super Novas), porque estrelas como as da região Nebulosa de Órion, por exemplo, são muito maiores e têm tempo de vida curtos. Talvez as Anãs Brancas possam ter nascido no início de tudo, pois são o estágio final da vida de estrelas semelhantes ao Sol.

  • Marte:

    “O lugar ideal para a pesquisa seria o centro da Via Láctea.”
    Posso estar redondamente enganado, mas achei estranho esse comentário: pelo que sei, a Via Láctea é – relativamente – jovem… então, como poderia abrigar uma proto-estrela?
    De resto, muito interessante essa matéria.

  • orlando julio da silva:

    COMO PODE SABER QUE ELAS SÃO AS PRIMEIRAS ESTRELAS DO UNIVERSO?É DIFICIL DE ACREDITAR.MAS…..

  • Diego:

    O problema está em conseguirmos capturar luz enviada por essas estrelas há bilhões de anos. Ainda dentro dessa “captura”, reside o problema da geometria que pode ser desfavorável a encontrá-la.
    enfim, reportagem interessantíssima!

Deixe seu comentário!