Por que você não vai ler esse artigo sobre o “Dia da Terra” (e por que isso não importa)

Por , em 26.04.2011

Há 41 anos, em 22 de abril, cientistas criaram o “Dia da Terra”. Desde então, a consciência das pessoas parece ter aumentado: segundo pesquisas, 48% dos americanos agora acreditam que os perigos da mudança climática são reais, mais do que os 41% em 2009 e os 31% em 1997.

Enquanto isso, as preocupações ambientais estão na oitava posição da lista de preocupações dos americanos, atrás do terrorismo, imigração ilegal e poder do governo federal.

Conseguir que as pessoas se preocupem com as ameaças ambientais, especialmente as “distantes”, como alterações climáticas, não é tarefa fácil. E, segundo os especialistas, pode nem importar muito, já que muitas pessoas fazem coisas consideradas ambientalmente saudáveis, mas não por razões ambientais.

A pesquisa foi focada em entender o que o público pensa sobre a mudança climática. Os cientistas descobriram que 18% dos americanos estão alarmados, convencidos da gravidade do aquecimento global, e tomam medidas para alterar o seu comportamento. Outros 33% estão preocupados, mas não agem.

19% das pessoas estão cautelosas, ou seja, acreditam que a mudança climática é um problema, mas não sentem senso de urgência sobre o assunto. Os não engajados (12%) e duvidosos (11%), por outro lado, ou não sabem muito sobre a mudança climática ou não acham que é um grande problema. E 7% das pessoas estão ativamente fazendo campanhas contra as alterações climáticas.

Surpreendentemente, todos os grupos de conservação consideram a energia um grande problema. A conservação e economia de energia são os focos. E as ações estão aumentando.

Parte da razão para isso é que as pessoas alarmadas estão apenas começando a fazer algo a respeito. Outra razão é que para muitas pessoas, a conservação é um meio para outro fim além do ambientalismo, como economizar dinheiro. Outros vêem o petróleo como questão de segurança nacional. Alguns religiosos acreditam que proteger a Terra é um mandamento bíblico.

Por essa razão, convencer mais pessoas de que a mudança climática está acontecendo pode não ser tão produtivo como tornar mais fácil para as pessoas serem ambientalistas, mesmo que elas não saibam disso.

Quase todo mundo pensa que andar de bicicleta, em vez de dirigir, reduzir o lixo e outros comportamentos são importantes. Mas há muitas lacunas entre o que as pessoas acreditam e o que realmente faziam. Cerca de 72% das pessoas disseram que é importante pegar carona ou utilizar transporte público, mas apenas 12% disseram que realmente fazem isso, e outros 2% disseram que não era importante, mas que faziam de qualquer jeito. Em contraste, as pessoas tendem a se envolver em atividades simples. 95% das pessoas disseram que desligar luzes desnecessárias é importante, e 90% realmente o faziam.

Há muitas, muitas coisas que qualquer pessoa pode fazer para controlar os impactos ambientais. E o dia 22 de abril é um bom passo para lembrar as nossas responsabilidades. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

21 comentários

  • Moizés Montalvão:

    Natasha quando começou tinha 21 anos, hoje tem 23, como o tempo passam, hem?

    • cleber ramalho:

      Por que sem por quê? Por quê?

  • UMA_MENINA:

    MUITAS PESSOAS FALAM FALAM E FALAM SOBRE, MAS NUNCA FAZEM NADA! OU AINDA TEM AS Q DIZEM Q É FRESCURA E TAL! ISSO ME IRRITA DUM TANTO! DÁ NERVOSO QUANDO VC SE DEDICA A ALGO E UMA PESSOA DO NADA ESTRAGA TD, TIPO, SOU DO GREMIO DA MINHA ESCOLA, E FAZEMOS UM PROJETO D LIMPEZA, E MESMO ASSIM TEM PESSOAS IGINORANTES DA MESMA SALA Q TACA LIXO NO CHÃO SEM A MENOR CERIMONIA! E ESTOU ORGANIZANDO UM PROJETO D RECICLAGEM! ACHO Q A UNICA MANEIRA D FAZE ESSE BANDO Q GENTE FAZE ALGO É CONVENCE-LOS D Q ISSO É PARA BEM PRÓPRIO!!

  • Luiz:

    A COMUNIDADE EM GERAL ENCARA A ESTA QUESTÃO AMBIENTAL COMO POLÍTICA, TODOS FALAM MAL DOS POLÍTICOS MAS ELEGEM OS MESMOS TODOS OS ANOS, POR PIOR QUE SEJAM.
    QUERO FALAR QUE TODOS ESTÃO PREOCUPADOS COM O MEIO AMBIENTE MAS POUQUÍSSIMAS PESSOAS FAZEM ALGUMA COISA NO DIA/DIA, SÓ PREOCUPAÇÃO NÃO RESOLVE.

  • Que pena…:

    que agora estão moderando os comentários…

  • Churrasquinho:

    Não ia ler não, não, mas acabei lendo agora já era ta lido!

  • Dr Provasi:

    Infelizmente poucos estão preocupados com o futuro. Afinal, eles não irão viver para sempre.

  • Filipa:

    Eu li porque 22 de Abril é o meu dia de anos. xD
    E foi também a sexta feira santa

  • Ladislau Neto:

    noticias.uol.com.br/…/nao-existe-aquecimento-global-diz-representante-da-omm-na-america-do-sul.jhtm

  • jeronimo vitorino:

    Em mais de um ano leno estas materias, e a mais importante que eu ja vi. a final este saite deveria servir exclusivamente para isso.

  • Patrix:

    Eu li…
    Natasha sua linda.. 😛

  • Paul:

    Ah, vai, deixa isso pra essa galerinha do futuro que hoje usa fraldas. Pelo menos eles terão vidas mais interssantes que a nossa geração, afinal, lutar contra a própria extinção é mais interessante do que engordar e reproduzir.

  • Alter ego: Pessimista:

    As pessoas não se preocupam com algo com que não estão afetando suas vidas – por enquanto.

  • Marcel:

    Rola um resuminho? hahahah

    Não, falando sério, não é muito surpreendente que as pessoas realmente se preocupem mas não ajam para mudar algo, hábitos não se mudam com facilidade, isso é triste e perigoso.

  • Rodolfo:

    Li bem rapidamente 😛

  • Vitor:

    Só vim ver a escritora..linda ela….texto?não ví

  • Raffael Chacon:

    Linda, a escritora! kkk

  • cybergirl:

    só vim aqui para confirmar que não li. Tchau!

  • Morgana:

    Eu li, acho interessante, mas o título poderia ser diferente pra mais pessoas lerem… (imaginei que vc quizesse usar psicologia reversa, mas num colou muito!)

  • Dener F.:

    texto grande!

  • bronce:

    Eu não li.
    Juro!

Deixe seu comentário!