Quem precisa de asteroides? A Terra fabrica a própria água nas profundezas

A vida na Terra depende da existência de água, mas apesar deste líquido cobrir 70% da superfície do planeta, cientistas nunca tiveram muita certeza de onde ela surgiu originalmente. Enquanto explicação mais aceita é que asteroides ou cometas formados por gelo podem ter trazido a água para a Terra há bilhões de anos, um novo estudo da Universidade de Saskatchewan (Canadá) mostra que regiões profundas do planeta contêm os “ingredientes” necessários para produzir a água aqui mesmo.

De acordo com novas simulações, reações químicas que acontecem no manto superior da Terra (que fica imediatamente abaixo da Crosta) poderia produzir água nas condições especiais. “Esta é uma maneira que a Terra pode formar água. Mostramos que é possível ter água se formando no ambiente natural da Terra ao invés de ter uma origem extraterrestre.”, explica o físico John Tse, um dos pesquisadores.

A razão para isto ser possível é o quartzo (dióxido de silício), uma forma comum de sílica que é abundante na crosta e manto. Este mineral é muito estável, mas no manto superior (que vai da crosta até uma profundidade de 410km) o calor e pressão corretos fazem com que o material reaja quimicamente.

As simulações da pesquisa mostram que ao atingir a temperatura de 1.400°C e pressão de 20 mil atmosferas, o quartzo reage com hidrogênio líquido para produzir hidreto de silicone e água líquida.

“Contanto que a oferta de hidrogênio seja suficiente, pode-se especular que a água formada neste processo poderia contribuir para a origem da água na formação da Terra”, afirmou Tse ao New Scientist.

Enquanto grupos de cientistas no Japão fizeram experimentos com este processo em 2014, o grupo de Tse obteve resultados surpreendentes de forma independente. Ao simular a reação, a água líquida não se formou da forma que eles esperavam. Ela surgiu dentro dos cristais de quartzo, e não em sua superfície, conforme se antecipava.

“Fizemos simulações no computador de forma muito parecida com as condições do experimento dos japoneses e simulamos a trajetória da reação. O hidrogênio líquido se espalha na camada de quartzo, mas acaba formando a água não na superfície, mas no corpo do mineral. Analisamos a densidade e estrutura da água presa ali, e descobrimos que ela é muito pressurizada”, descreve Tse.

Terremotos

Como não pode escapar do quartzo quando é formada, a água confinada pode causar atividades sísmicas violentas abaixo da terra. “Isso pode causar terremotos”, aponta o pesquisador. “No entanto, muita pesquisa aprofundada é fundamental para quantificar a quantidade de água produzida necessária para induzir um terremoto”.

Enquanto os terremotos causados por reações continuam uma hipótese por enquanto, as descobertas poderiam dar uma nova pista para geólogos que estão tentando explica os poderosos tremores que não se enquadram na norma.

Enquanto pesquisadores dizem que suas descobertas têm implicações para questões fundamentais da geociência sobre a origem da água na Terra, ainda precisamos descobrir exatamente o volume de água produzido nesta reação do quartzo. O estudo foi publicado na revista Earth and Planetary Science Letters. [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,50 de 5)
Curta no Facebook:

7 respostas para “Quem precisa de asteroides? A Terra fabrica a própria água nas profundezas”

    • Luiz Renato, quanto tempo você acha que durou o Bombardeio Inicial? O LHB aconteceu entre 4,1 e 3,8 bilhões de anos atrás, ou seja, 300 milhões de anos. A Terra Fria Primordial deve ter durado tempo semelhante, e também sofrido muito bombardeio de cometas.

      De qualquer forma, a origem da água no planeta ainda não foi desvendada pela ciência.

Deixe uma resposta