“Relógio biológico” do DNA nos deixa mais próximos da imortalidade

Por , em 22.10.2013

Há diversas hipóteses científicas sobre a causa do envelhecimento e, entre as principais, está o processo de “metilação”, que desgasta o DNA com o passar dos anos. O geneticista Steve Horvath, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, encontrou um jeito de reverter esse processo – algo que pode nos deixar mais perto da imortalidade.

Depois de analisar quase 8 mil amostras de 51 tipos de células e tecidos, tanto saudáveis como cancerosos, Horvath percebeu que a metilação do DNA variava consideravelmente de acordo com o tipo de material, mesmo que fosse da mesma pessoa. Em outras palavras, seu corpo é formado por tecidos de diferentes “idades biológicas”. Ou seja, diferentes partes do nosso corpo envelhecem mais rápido do que outras.

“Tecido de seios, mesmo saudáveis, aparentam ser mais velhos do que outros tecidos do corpo humano”, exemplifica Horvath. “Isso é interessante, considerando-se o câncer de mama, o tipo mais comum entre as mulheres: a idade é um dos principais fatores de risco; assim, esses resultados podem explicar por que o câncer de mama é tão comum”. O tecido saudável em torno de um tumor desse tipo de câncer é, em média, 12 anos “mais velho” do que o resto do corpo. Já o tecido do coração é, em média, 9 anos “mais jovem”.

Além de ser um possível indicador do desgaste de um tecido, o “relógio biológico” pode ser “resetado”, graças a um processo que transforma células adultas novamente em células-tronco.

Resta saber, contudo, se a metilação é uma causa da velhice ou apenas uma consequência – o que exige mais estudos. Seja como for, podemos estar diante do caminho para a mítica Fonte da Juventude. [Gizmodo; The Guardian]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,75 de 5)

5 comentários

  • Ana Rosa Teixeira Rodrigues:

    O RELÓGIO BIOLÓGICO DA IMORTALIDADE SE CHAMA: TELOMERASE, A ENZIMA QUE REFAZ O DNA! QUEM CONSEGUIR FAZER COM QUE ELA NÃO PARE DE FUNCIONAR, CONSEGUIRÁ A IMORTALIDADE!

  • Hercules Lima:

    Quer gostem ou não, mas a melhor forma de obter a imortalidade é deixando que Jesus nos conduza a ela.

  • Dos Santos Rômulo:

    Energia, somente energia. Temos instrumentos para medir? Apenas o próprio corpo físico, psíquico mental. Existem cálculos e soluções exatas? Não sei, talvez sim. Esvai-se a energia processa-se a desagregação das partículas e por fim a desmaterialização e o que veio do pó retorna ao pó. Deus… Além de um nome, tudo que enxergamos. E o que enxergamos? Como enxergamos? E para que enxergamos? Seria talvez a benevolência de um Ser Supremo ou obra prima da natureza evolutiva? Eis a questão. (Sete Vidas – Adriana Mezzadri)

  • Edir Marcelo Zucolli:

    Se Deus existe, a morte tem causas morais e jurídicas (como sugere o relato de Adão e Eva) e sua eliminação não está ao alcance do homem. Se Deus não existe, a morte coopera com o processo evolutivo para a preservação da nossa espécie (não dos indivíduos) e, no empenho de elimina-la, por fim causaremos o fim da civilização ou, pior, da humanidade.

    Pena que muitos não reconhecem este raciocínio básico e se prestam a devaneios científicos e tecnológicos. Não são melhores que aqueles que um dia acreditaram na Pedra Filosofal, no Elixir da Longa Vida e na Fonte da Juventude.

  • Dos Santos Rômulo:

    Sou apenas um semi-analfabeto funcional muito suspeito da minha parte afirmar ou negar a imortalidade, me desculpem, mas não existe imortalidade na matéria e isso é um fato, porém, como cientistas que são, pesquisem física quântica, psicologia humana, astronomia,sol, lua, sistema neorológico, sistema circulatório humano, campo magnético terrestre, átomos, elétrons, fótons, cristais, espectro eletromagnético, arco-iris, água, sentimentos humano, no fim de tudo vocês assistem Pato Donald no pais da Matemágica e abram a bíblia sagrada para saber se conseguem entender alguma coisa que nela lerem. Bons estudos e boa sorte. e outra, isso não é pegadinha. Aqueles que tiverem olhos de ver verá.

Deixe seu comentário!