Robô alemão é programado para ficar “feliz” quanto mais trabalha

Por , em 26.12.2010

Esse pequeno robô, além de ter as pontas dos dedos sensíveis e prometer tornar a indústria européia mais competitiva, sorri para seus colegas de trabalho quando completa uma tarefa. Ele foi batizado de pi4_workerbot e é tão sofisticado que pode pegar em algo tão delicado com um ovo sem quebrá-lo e também produz uma grande variedade de expressões faciais.

Ele é equipado com três câmeras e tem a altura de um humano então, de acordo com seus criadores da empresa Fraunhofer, é útil para entrar em qualquer linha de produção.

As câmeras com que ele é equipado são 3D, então ele possui uma percepção de profundidade e precisão maior até do que o olho humano.

A idéia dos criadores não é retirar nenhum humano do mercado de trabalho, mas oferecer mão de obra barata para indústrias pequenas. O robô pode trabalhar até 24 horas por dia e prefere ficar ocupado.

Quando ele está ocioso, reproduz uma expressão de tédio. O pi4 sorri quando está trabalhando, como se estivesse satisfeito em pegar no batente.

Qual é sua opinião, leitor? Será que, mesmo que não seja o objetivo do invento, a mão de obra humana poderia ser substituída por um robô incansável que só fica feliz quando está trabalhando? Deixe sua reflexão nos comentários. [PopSci]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

19 comentários

  • karlloz:

    Só vou me preoculpa quando fizerem um robô
    para fazer robô.

  • Davidson Lima:

    Errata: hesitou, Nikola Tesla.

  • Davidson Lima:

    É aí que vocês se enganam sobre o “benefício” à população mundial. A robotização da mão de obra acaba iniciando um processo sedentário, e isso é prejudicial à manutenção da vida. Aliás, qualquer tecnologia que vise diminuir esforços (alguns simples) acabam tornando o utilizador sedentário. Exemplo: controle remoto. Ok, se Nikola Tesça estivesse vivo o agradeceria por criar o princípio deste utensílio, no entanto nos torna demasiado preguiçosos, ou vai me dizer que você jamais exitou em pegar um controle a poucos centímetros de distância?

    A evolução tecnológica que o mundo necessita é esta: desenvolvimento sustentável. Fora isso, tudo seria melhor caso houvesse interesse em melhorar as seguintes áreas:

    • educação (pública, privada e federal);

    • saúde (não é apenas construir novos hospítais ou UPA’s, mas sim cuidar das já existentes);

    • transporte (diminuir a produção em larga escala de automóveis com o intuito de favorecer o transporte público para reverter a poluição do ar);

    • ciência (vamos valorizar o pesquisador, o cientista, dar incentivos financeiros a Universidades!!!!);

    Apenas isso. Somente. O estopim para alterar o abismo que se encontra esta nação brazuca. Quero estar vivo para ver mudanças REAIS.

    ACORDAAAAAAAAAA BRASILLLLLLLLLLLLL

  • felipebleichvel:

    o robo sorri quando trabalha, e quando para faz cara de quem comeu e nao gostou, trabalha 24 horas por dia, consegue efetuar serfiços com perfeição….

    depois dizem que nao querem que tais robos desempregue seres humanos, que tem familia, sentimentos, fome e necessidades.

    acho que deveriam aperfeiçoar a capacidade humana, dando estudo, melhor qualidade de vida .. assim todos sorriam enquanto trabalham sem precisar de maquinas para substituir.

  • Victor:

    Assim como o Algures eu também acho que com a substituição do trabalho braçal por robôs irá obrigar as pessoas a especializar-se em outras tarefas, fazendo com que a população se especialize em trabalhos que exijam mais a mente. Isso é muito bom, pois estimula o governo a investir na educação, afinal, sem o trabalhador braçal, na qual se encaixa grande parte da população brasileira, haverá um numero menor de contribuites e inicalmente, um numero maior de desempregados.

  • Rodrigo Paim:

    Está na hora dos humanos pararem de se desgastar com serviços braçais ou perigosos…..

  • Rodrigo Paim:

    Está na hora dos humanos pararem de se desgastar com serviços braçais ou perigosos.

  • vdcvsd:

    ana paula
    podem ate tirar o emprego dos que thabalham na impresa
    mas tenque pensar tmbm nas pessoa que thabalham para fazer os robos, se tirarmos os robos estaremos tirando o emprego de varias pessoas do mesmo jeito.
    eh uma decisao mto dificil.

  • vdcvsd:

    só robos mesmo para ficarem felizes qnto mais trabalham
    ( eh um tipo de mortificação huehuehue… )

  • barbara:

    haha Lembrei do COLIN do guia mochileiro das galáxias huaHAUHUHA

  • Elizabeth:

    Tem de implantar um chip desses no trabalhador brasileiro :))

  • eduardo:

    Na Foxconn eles já fazem esse tipo de programação…. em humanos…. kkkkkkkkk

    Eu concordo com a ana paula… realmente a automatização trouxe como desvantagem a saída de vários empregados… eu voto pela automação sim mas com limitações q não faça dispensar o trabalhador da empresa…. por exemplo, a tecnologia dos exoesqueletos… essa sim é promissora e precisa de um humano para operá-la….

  • Eduardo:

    As pessoas ficam receiosas com essas tecnologias, com o medo de perder o emprego, mas não pensam que essas tecnologias libertam o ser humano. Abaixam os custos financeiros e custos humanos, como tempo e os riscos de acidente de trabalho. Essas tecnologias tem o poder de deflacionar a moeda, e num futuro talvez próximo, as pessoas poderão viver com alto padrão de vida sem necessitar de dinheiro.

  • Altair:

    O problema é que eles não compram e aí o capitalismo fica sem saída,tem um super trabalhador mas perde um consumidor.

  • Andrey Luiz:

    Ao contrario dos humanos, o filho da mãe gosta de trabalhar, e mais: não precisa de salário, não te incomoda com seguro desemprego e nem tem que ser indenizado se acontecer acidente de trabalho.
    É perfeito.
    😀

  • ana paula camoesas:

    Eles dizem que não é para tirar o emprego a ninguém,mas não tarda a ler-mos que várias grandes empresas despensaram milhares de trabalhadores porque as linhas de produção foram robotizadas.Vamos esperar para ver.

  • Tata:

    Eu também sorrio quando tenho algo para fazer e fico entediada quando não tem nada….
    Simpatizei!

  • Theo:

    Nessas horas que eu fico feliz por ser programador, pois (acho eu) será a ultima profissão que sera roubada pelas maquinas…

  • Algures:

    A idéia dos criadores não é retirar nenhum humano do mercado de trabalho, mas oferecer mão de obra barata para indústrias pequenas.

    Bom, mão de obra barata é mão de obra barata, se é mais barata que um funcionário humano, as grandes empresas não vão perder tempo em começar a substituir pessoal.

    De qualquer maneira, quanto mais robôs para fazer o trabalho braçal, mais as pessoas precisarão se especializar em outras tarefas que, espero, não sejam tão alienantes. Todos ganham, visto deste ponto de vista.

Deixe seu comentário!