Novo satélite descobre 10 novos planetas fora do sistema solar

Por , em 15.06.2011

A França liberou recentemente uma lista com 10 planetas descobertos pelo seu satélite Corot, elevando o número total de exoplanetas conhecidos para 561.

Corot, lançado pela agência espacial francesa CNES em 2006, encontra planetas através da medição da diminuição pequena de luz estelar que ocorre quando os planetas passam entre as estrelas e a Terra. Ele já adicionou 23 sistemas planetários para a lista cada vez maior.

O satélite entrou em órbita pouco antes de Kepler, uma missão semelhante da agência espacial americana NASA. Originalmente programado para ser executado apenas até meados de 2008, sua missão já foi prorrogada para 2013.

Desde então, estabeleceu-se não só como caçador de planetas, mas também como instrumento preciso de astrosismologia, o estudo da composição das estrelas com base na luz que emitem.

A lista mais recente de Corot inclui um planeta que orbita uma estrela muito nova, e dois planetas do tamanho de Netuno orbitando a mesma estrela.

Também se encontram sete chamados “Júpiters quentes”, planetas gigantes gasosos semelhantes ao nosso próprio Júpiter, mas muito mais perto de suas estrelas-mãe (e assim completando suas órbitas em poucos dias).

Os dois planetas que orbitam a estrela Corot-24, um com diâmetro igual e outro com diâmetro cerca de 1,4 vezes o de Netuno, completam as suas órbitas em 5 e 12 dias, respectivamente.

Um dos planetas “Júpiter quente” que orbita a estrela Corot-18 é pensado para ter apenas 600 milhões de anos. Isso é de particular interesse dos astrofísicos, porque muita coisa pode ser aprendida nesses primeiros estágios da formação do planeta.

“Se quisermos compreender as condições em que os planetas se formam, precisamos pegá-los nos primeiros cem milhões de anos”, disse Suzanne Aigrain, astrofísica da Universidade de Oxford.

No caso do Corot-18, formas diferentes de determinar a idade das estrelas dão resultados diferentes, mas é possível que ela tenha apenas umas poucas dezenas de milhões de anos. “Se isso for confirmado, então nós poderíamos aprender muito sobre a formação e evolução inicial dos planetas gigantes de gás quente, comparando o tamanho de Corot-18b com as previsões dos modelos teóricos”, complementa.[BBC]

CONTINUA EM “ENCONTRADO O MENOR PLANETA ALIEN CONHECIDO”

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

15 comentários

  • Luizinho Zk:

    Pra min Os Cientistas e os Geograficosdeviam ver se o universo tem realmente esses Outros planetas do nosso universo!

  • brendo:

    eu acho que daqui a alguns anos os sientistas vam descobrindo mais e vam acabar descobrindo os alienigenas porque nao faz sentido em toda via lactea ter varios planetas e so na terra essisti vida

  • savério vaz:

    Acredito que a terra tem muito mais de seis mil anos alguns milhões talves mas sem a existencia humana, na minha opinião a existencia humana existe a aproximadamente uns 12a20 mil anos; ___tenho base pra isso.

  • camila:

    NOSSAA QUE LOUCO

  • rener g p do nascimento:

    achei mo fera esse assunto mais pÔ acha mais uns planeta ai truta ta ligado meu parcero falo

  • larissa de souza:

    pra mim tem q estudar e geografia é o mais emportante
    pq ele esplica sobre plano,planaltos,seturnos,netunos,vulcoes,e sobre tudo aquilo q aconyeceu e o q acontece na terra

    • Ezio José:

      Para mim o importante é estudar um pouco mais a língua pátria, aprender escrever só um pouquinho melhor e procurar se expressar de acordo com o assunto em discussão ou exposto para os fins.

  • alison:

    Um dia o mundo acabara tem sido revelado que o sol vai morrer isso leva ele antes de morrer esquemtar muito ou seja se nao morreremos de calor ou vamos morrer de frio.

  • Mario:

    não vejo graça nestas descobertas, qual a influência na vida por aqui?

  • Ezio José:

    Muitas coisas existem entre o céu e a terra e graças a ciência nós vamos tomando conhecimento aos poucos deste universo maravilhoso. As descobetas teóricas ou práticas que são vislumbradas hoje podem ser questionadas pelos ignorantes como foram as de Galileu, Copérnico e outros em suas épocas. O que faz o hoje a ciência pode nã ter muito sentido para as pessoas de mentes atrofiadas, dogmáticas e outros adjetivos daqueles estagnados no presente e acomodados no passado.
    Que seja a ciência vitoriosa para o futuro ser melhor ainda do que o presente que foi construído pelos nossos antepassados.

    • gargwlas:

      falou bem, falou bonito e falou o necessário =)

  • Pensador®:

    Provavelmente o número de planetas, somente na Via láctea, deve ser de centena(s) de bilhões. Isto é assustador!

    • willian:

      Haverá um tempo na nossa rápida existência, em que tudo será explicável.
      Bilhões de planetas, logo, milhões de vidas.

  • Adauto Leite:

    Fantastico

    • Ezio José:

      Fantástico! Globo Rural, Globo Esporte!
      A vida é uma novela e quando a vela se apaga numa força de expressão é porque bufamos: FANTÁSTICO!

Deixe seu comentário!