Planetas do tamanho da Terra são mais comuns do que se pensava

Por , em 2.11.2010

Pesquisadores americanos fizeram uma nova estimativa do universo e descobriram que quase uma em cada quatro estrelas como o Sol podem ter planetas do tamanho da Terra.

Esta estimativa é baseada em observações de estrelas próximas tomadas por telescópios no Havaí. Ela significa que, em média, os planetas rochosos de pequeno porte, como a Terra, são muito mais comuns do que planetas gigantes semelhantes ao tamanho de Júpiter.

Os pesquisadores estimam que cerca de 1,6% das estrelas semelhantes ao sol têm planetas do tamanho de Júpiter e 12% têm as chamadas “super-Terras”, que são planetas 3 a 10 vezes maiores que a Terra.

Os telescópios não são poderosos o suficiente para detectar planetas menores, por isso os cientistas supõem que a tendência seja existirem mais planetas menores. Eles estimam que 23 das estrelas observadas tenham planetas do tamanho da Terra.

Por enquanto, é impossível apoiar essa estimativa usando dados existentes. No entanto, essa é a primeira estimativa que foi obtida por meio de observações de planetas relativamente pequenos. Pode ser que um em cada oito seja pequeno, ou um em cada dois. Mas os pesquisadores já têm certeza de que não são poucos, não é 1 em 100.

Em breve haverá mais dados. Um telescópio espacial da Nasa deve fazer um levantamento de 156.000 estrelas para detectar entre 120 e 260 “mundos plausivelmente terrestres”. Os cientistas acreditam que, se há vida lá fora, é mais provável que ela exista em planetas rochosos como a Terra. Portanto, se há mais planetas rochosos pequenos lá fora, então, parece mais provável que haja vida lá fora também.

Até agora, a maior parte dos planetas rochosos previstos estão próximos demais para serem habitáveis. Segundo os pesquisadores, provavelmente levará mais tempo para que se encontre um número significativo de “Terras” em zonas habitáveis de suas estrelas-mãe. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • Maarina >.< ':

    Geente, Deve existe muitos planetas como o nosso, por que não estamos só, agora é só agente saber se os Et’s são inteligentes! *-*
    Ogs, obgs :*

  • Leones Traspadini:

    Acredito que, no futuro, encontraremos muitos tipos de seres pelo universo afora. Com suas capacidades vitais desenvolvidas de forma característica aos ambientes em que viverem, então teremos uma variedade infinita de formas de vida. Mas o que mais creio é que a nossa forma de vida é a mais facilmente encontrada nesta imensidão. Gostaria muito de ainda estar “nesta consciência” quando isto acontecer, mas principalmente, gostaria muito mais que conseguíssemos transpor o alvorecer de nossa civilização e chegarmos a um nível superior de consciência individual e coletiva que viabilize a sustentabilidade e a manutenção da vida (aqui e onde mais chegarmos).

  • Rafinha:

    O ser humano já poderia ter encontrado “vida” em outros planetas, não-rochosos. Isso porque só conhecemos a vida do jeito que ela é atualmente e queremos somente procurar em planetas semelhantes ao nosso. Achamos que a vida só pode existir com água, oxigênio e terra… Conhecer uma nova forma de vida causaria um impacto muito grande para a sociedade. Contudo ainda somos ignorantes demais para aceitar novas civilizações e isso é o que dificulta o avanço da ciência.

  • lipp:

    Aaaaah… eu acho que se houver uma civilização inteligente em outro planeta eles nao vão querer se meter com uma raça tão encrenqueira como a nossa.

  • Marcos:

    Olá a todos !
    Wanderson, compartilho totalmente o que voce disse.
    Só acho que a revelação desta descoberta não será tão fácil, uma vez que a Igreja e os governos temem tal revelação porque acham que isto iria subverter a “ordem dominante” …
    Abraços

  • Ninja:

    O homem que quer habitar outros planetas é como uma bactéria daqui que deseja infectar uma pessoa lá no Japão.

  • Farofa:

    Wanderson tem algum palpite para esse dia?
    quem sabe 27 de dezembro de 2012

  • Willian:

    É como sempre falo, não é ataque, mas se não fosse a implantação da religião em nossa civilização, estaríamos 5 mil anos à frente e essa descoberta não seria novidade, seus filho de 6 anos chegaria da escolla dizendo:

    – Papai, mamãe, hoje na escola decobri um planeta igual a terra.

    – É filho, mas que legal, parabéns!

  • Manuel Bravo:

    Ainda vai aparecer um planeta habitado com vida animal e
    vegetal como a nossa querida Terra, tenho fé.

  • Wanderson:

    É gente.Planetas como o nosso é feito capim.Tem em qualquer lugar.

    Imaginem quando descobrirmos um planeta igualzinho a Terra,intocado,sem nenhum vestígio de civilização porém com vida?
    O impacto que isso vai causar na mente da sociedade e nos conceitos filosóficos e religiosos será tão grande que nunca mais serão os mesmos.
    Com certeza,a partir daí,o maior sonho do homem será chegar lá.Toda a ciência será voltada para isso numa corrida quase obssessiva,sem dúvida alguma.

Deixe seu comentário!