,

Sintomas de depressão: 11 sinais de que esse mal está dominando você

Por , em 1.04.2014

De uma maneira geral, os sintomas de depressão se confundem bastante com sintomas de outras doenças. E saber qual a diferença entre um quadro de tristeza, por exemplo, e um caso real de depressão não é a tarefa mais simples do mundo. “Tristeza é uma emoção, enquanto depressão é uma doença”, explica o psiquiatra Ken Robbins, da Universidade de Wisconsin-Madison – nos Estados Unidos.
E verdadeira depressão difere da tristeza em dois pontos-chave:

Sintomas de depressão

A. Severidade

Os sintomas da depressão são severos o suficiente para dominar sua vida e interferir profundamente em sua rotina diária. É como se você estivesse atolado em um mar de areia movediça e, não importa quanta força faça, apenas não consegue sair dali.

B. Duração

A tristeza com certeza faz parte da lista de sintomas de depressão. Mas, quando é “só” tristeza, o sentimento acaba passando em alguns dias e a vida volta a ser como era antes – o que não acontece em uma caso de depressão, quando a pessoa fica triste o tempo todo e por mais de duas semanas.

E, ao contrário do que muitos pensam, os sintomas de depressão vão muito além da tristeza. A seguir, vamos apresentar 11 sintomas de depressão que são os mais comuns. Mas, antes de falar mais sobre cada um deles, vale um alerta: é possível que uma pessoa deprimida não tenha os 11 sintomas de uma só vez, e a intensidade de cada um deles pode variar. O importante, e fundamental, é verificar se vários desses sintomas estão presentes por mais de duas semanas em você, ou em alguém que você conheça. Nesse caso, talvez seja hora de procurar ajuda médica especializada.

Vamos aos sintomas:

11. Baixo astral generalizado

Quando o baixo astral domina todos os seus momentos, talvez seja hora de ficar em estado de alerta. Perda de interesse na vida, incapacidade de sentir ou expressar felicidade ou outras emoções também fazem parte do pacote. Como dissemos, é normal se sentir assim quando alguma coisa que não gostaríamos acontece com a gente. Como ser demitido, ou terminar um relacionamento, por exemplo. Mas, o normal é que essa melancolia seja passageira. Quando ela insiste em ficar e anula todas as possibilidades de sorrir e sentir qualquer tipo de alegria, ela não se torna apenas um sintoma, mas também uma das evidências mais fortes de que se trata de um quadro real de depressão.

Se você está em dúvida sobre estar ou não nessa situação, pergunte a você mesmo: “quando foi a última vez que eu fiquei feliz?”.

10. Sentimento constante de desesperança, inutilidade ou desamparo

Quando uma pessoa está com depressão, ela não consegue deixar de sentir que está tudo errado e a culpa de todos os problemas do mundo é dela. A pessoa parece incapaz de ver qualquer lado positivo ou luz no fim do túnel. E então começa a se fixar em erros do passado, ficando horas, dias e semanas remoendo um sentimento de culpa infinito. Falas como “eu não tenho escolha”, “eu não posso fazer nada”, “ninguém se importa” são comuns de se ouvir de alguém que se encontra nessa situação.

9. Choro frequente

Quando o choro é frequente e aparentemente não tem uma causa que o justifique, vem “do nada”, ele pode entrar para a lista de sintomas de depressão. Mas é importante ressaltar que nem toda pessoa deprimida chora. Na verdade, algumas nunca choram. E, segundo um estudo feito na Universidade de São Francisco (Estados Unidos) em 2001, a quantidade de choro não está diretamente relacionada à gravidade da depressão. Contudo, pode ser a pontinha do iceberg.

8. Inquietação e agitação constante

Pessoas com depressão podem se sentir incapazes de relaxar. Podem ter também um sentimento constante de irritação e raiva de tudo e de todos.

7. Cansaço exagerado e perda de energia

Normalmente, quando uma pessoa está com depressão e não mostra a agitação de que falamos no item anterior, ela tende a ficar mais quieta e se queixar constantemente de cansaço e falta de energia para tudo. Daí vem uma onda implacável de improdutividade que atinge desde o trabalho até as atividades mais rotineiras. Esse sintoma pode ser tão forte a ponto de a pessoa não conseguir mais nem sair da cama.

6. Perda de interesse em atividades e hobbies que gostava

Esse é um dos sintomas de depressão mais reveladores da doença. A pessoa não tem mais vontade alguma de fazer coisas que antes adorava. E essas coisas podem ser as mais variadas possíveis, como passear com os cachorros, se exercitar, ou tomar conta dos seus sobrinhos. E, assim, a pessoa depressiva vai lentamente se isolando do mundo, recusando convites e qualquer outro motivo para sair de casa.

5. Dificuldade de concentração

Esquecer compromissos e recados, cometer erros bobos, não se lembrar de nomes e evitar fazer planos ou adiar decisões. A pessoa considerada “deprimida” é vítima constante de “pensamentos confusos”. Entre os sintomas de depressão, esse é aquele que começa virando motivo de piada, mas pode ficar sério a ponto da pessoa começar a escrever lembretes para ela mesma.

E atenção: essas falhas mentais associadas à depressão podem se parecer muito com “demência”. E, de fato, as pessoas com esta condição são propensas à depressão, e vice-versa.

4. Dormir demais ou problemas de sono

Falta de sono, ou sono em excesso, e a depressão estão intimamente relacionados. Em algumas pessoas, a depressão se manifesta com insônia, enquanto em outros acontece exatamente o contrário: tudo o que a pessoa quer é dormir. De um jeito ou de outro, a rotina de sono é interrompida e a pessoa nunca se sente descasada o suficiente. Importante saber: a depressão é uma das principais causas de problemas de sono, porque ela interfere nos ritmos biológicos naturais.

3. Falta de apetite ou comer compulsivamente

Esse é mais um caso em que o sintoma tende a aparecer como um extremo ou outro: a pessoa depressiva pode perder totalmente o interesse na comida, ou começar a comer descontroladamente. De um jeito ou de outro, é relativamente fácil detectar um comportamento anormal, principalmente porque nesse caso, um pouco mais que nos outros, os resultados desse comportamento é geralmente visível.

2. Pensamentos suicidas

A depressão é uma das condições mais comumente associadas ao suicídio. Ele começa com o que parece ser uma solução lógica para toda a dor e sofrimento que uma pessoa depressiva sente. De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, 90% das pessoas que cometem suicídio tem um quadro clínico de depressão, estão sob efeito de drogas ou ambos.

Quem tem esse tipo de pensamento geralmente fala coisas como “eu queria morrer”, “eu quero acabar com tudo” e por aí vai. O perigo é que muitas pessoas podem pensar que essas são palavras ditas “da boca pra fora”, mas a verdade é que elas realmente sentem essa vontade de colocar um ponto final na vida. E esse, mais do que todos os sintomas, é um indicador de que a ajuda profissional não só é necessária, como é urgente.

1. Dores persistentes, dores de cabeça, cólicas ou problemas digestivos que não melhoram com tratamento

A depressão é estressante. Os efeitos físicos do estresse crônico, somado à falta de cuidados com si mesmo, provocam uma série de problemas de saúde, como os que enumeramos acima. Obviamente, alguns destes sinais físicos podem ser pistas para problemas de saúde não relacionados à depressão. O importante é perceber se isso está acontecendo junto com outro(s) sintoma(s) que listamos neste artigo.

Dica: levar uma pessoa ao médico sob o pretexto de avaliar sintomas crônicos permite que você tenha uma chance de fazer um relatório completo de outros sintomas preocupantes que podem levar ao diagnóstico de uma depressão. Isso pode ser muito importante porque pessoas com depressão costumam negar essa condição e todos os possíveis sintomas relacionados a ela. E, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental, até os casos mais severos de depressão costumam responder muito bem ao tratamento adequado. [Health]

Teste de Depressão Gratuito: descubra aqui se sofre deste distúrbio

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (57 votos, média: 4,23 de 5)

74 comentários

  • Sydmar Menza:

    olá, ultimamente passo o dia com sono mas quando chega a hora de dormir, eu não consigo, pode ser depressão?

  • Ellen:

    tenho 13 anos , ja falei uma vez com uma psicologa e ela afirmou depressao , nao falei com meus pais o que devo fazer ? sinto que to louca

    • Cesar Grossmann:

      Ellen, o que a tua psicóloga aconselhou? Eu não sei, mas acho que é preciso que os pais acompanhem o que está acontecendo com os filhos, leve tua mãe para conversar com a psicóloga, para entender o que é depressão e por que o tratamento é importante.

  • Lah Mota Ccb:

    Olha eu tenho 11 anos choro frequentemente eu acho que as pessoas não me amam sempre fico sozinha no recreio me acho inutil o que faço?

    • Marcelo Ribeiro:

      Lah, você deve procurar um terapeuta ou um psiquiatra. Com certeza receberá ajuda.

    • Eduardo Gomes:

      Procure ajuda da sua família, minha querida, para que eles te direcionem a um profissional. Tudo na vida tem o seu devido jeito. Paz e luz!

  • Larissa Nascimento:

    Até agora eu queria saber o motivo de eu começar a chorar quando estava lendo os sintomas….Eu não consigo controlar o choro até agora

    • Brenda Stephany:

      Eu também chorei

  • Leunamme:

    Eu moro em Santo André e gostaria da indicação de algum profissional que possa me ajudar, não sei mais o que fazer?

  • cyntia mayara:

    Olá me chamo cyntia e tenho trinta anos, acabei de descobrir que tenho fibromialgia ,agora estou depressiva, tomo amitripitlina e dorene.

  • Thiago Nasareth:

    César tem algum contato q posso fala com vc melhor ??
    Tem umas dúvida q preciso esclalecer

    • Cesar Grossmann:

      Eu tenho Facebook, mas não sei se posso esclarecer alguma coisa…

  • Brunna Estevanam:

    eu tento me matar direto busco ajuda mas ninguem ajuda ninguem acredita nao sei o que fazer tenho todos os sintomas

    • Cesar Grossmann:

      O caminho é procurar ajuda profissional. Você tem acompanhamento de fisioterapeuta ou coisa do tipo? Veja se ele pode indicar um psiquiatra para te ajudar.

    • Leunamme:

      Estou com o mesmo problema que você já procurei ajuda profissional, mas não deu certo, não sei mais o que fazer.

    • Cesar Grossmann:

      Continue insistindo. Não desista, alguém vai te ajudar. Se ficar muito difícil, entre em contato com a CVV (http://www.cvv.org.br/) pelo 141 (onde tem), ou pelo chat, ou Skype, eles podem ajudar.

  • Brunna Estevanam:

    ola meu nome e bruna, eu sou cadeirante sou casada e tenho 20 anos, e eu sofro dimas uma hora eu to bem e outra hora nao eu choro dimas

    • Cesar Grossmann:

      Brunna, já tentou procurar ajuda profissional? Esse sofrimento pode ser aliviado.

  • Geisa Inacia:

    Tenho cintomas sei q preciso de orientação medica cinto medo e vergonha e só agr tive coragem de conversa com familiar sobre oq to passando

    • Cesar Grossmann:

      Geisa, que bom que você se abriu com alguém. Mas tem que seguir adiante, tem que procurar ajuda profissional.

  • Wylona Tsubasa:

    Fui diagnosticada com depressão mas os tratamentos n estão ajudando. Eu menti que n tinha problemas em dormir. Será que isso tem algo a ver?

    • Cesar Grossmann:

      Provavelmente. Procure um médico e conte tudo. Não se mente para médico, mentir é esconder o problema e atrapalhar o diagnóstico. Com diagnóstico errado, as chances do tratamento não dar certo são maiores.

  • Ben Vortex:

    Eu tenho todos os sintomas e inclusive já tentei suicídio 3 vezes e não consegui, já falei com as pessoas + próximas + não levam a sério

    • Cesar Grossmann:

      Ben, a maioria das pessoas não está preparada para lidar com portadores de depressão. Você DEVE procurar ajuda profissional.

  • Nãovou Dizermeunome:

    Parece que não tenho depressão

  • Thaynara Natália:

    tenho os principais sintomas adicionado de cortes. oq eu faço ?

    • Cesar Grossmann:

      Thaynara, procure ajuda profissional. É o melhor caminho e o que dá melhores resultados.

  • Leoneide Lima:

    Bom eu não tenho vontade de sair ,não tenho vontade de me arruma,quero dormir o tempo todo,as vezes digo que quero dormir e não acordar mais

    • Cesar Grossmann:

      Leoneide, isto parece depressão, mas eu sou leigo. Acho que você deveria procurar um profissional. É importante buscar ajuda, para que você consiga mudar sua vida para melhor.

  • Calebe Martins Munhoz:

    Tenho 16 anos, sinto alguns dos sintomas mencionados, principalmente a insônia, falta de interesse em antigos hobbies, angústia entre outros

    • Cesar Grossmann:

      Calebe, procure ajuda profissional. A gente aponta os sintomas, mas quem pode fazer o diagnóstico e prescrever tratamento são só os profissionais de saúde.

  • Viviane Eloy:

    eu sinto alguns sentimentos que me da vergonha um odio das pessoas que eu mais amo sinto muita raivas as vezes deles isso também é da depre

  • Anna:

    Tenho 14 anos, possuo baixa autoestima,me sinto feia e inútil. As pessoas criticam mt minha aparencia,me colocando mais p baixo. SOCORRO

    • Cesar Grossmann:

      Anna, procure a ajuda de um profissional no mundo real, não na internet. Boa sorte e força.

  • JanAt1:

    Já estou com 22 anos e ainda não consegui superar isso. Acho que no meu caso é suicídio ou nada.

    -Não saio de casa há 6 anos.
    -Não estudo

    • Cesar Grossmann:

      Saia de casa, procure ajuda. A vida pode ser melhor, mas você precisa procurar ajuda profissional.

    • daniel_vieira30:

      Procure ajuda profissional meu caro, passei por isso ha uns anos e a ajuda profissional me foi extremamente útil.
      Hj estou muito bem!

    • daniel_vieira30:

      obs: saia ao sol com maior frequência, a fototerapia é ótima para aumentar seus nível de neurotransmissores que melhoram seu humor

    • Cesar Grossmann:

      Daniel, não é legar dar uma de médico na internet, onde você não examina o paciente e não tem responsabilidade nenhuma sobre os resultados.

    • daniel_vieira30:

      Valeu César, não faço isso cara, sei o tnt q pode ser perigoso, mas um solzinho, na qnt certa, sempre faz bem ( comprovado cientificamente)

    • josieliton lima:

      boy, vou te dar duas dicas.confia em deus ele e seu unico amigo e verdadeiro sempre está ao seu lado.entra na academia e muda seu corpo

    • Cesar Grossmann:

      Você está disposto a assumir a responsabilidade pelo que acontecer a alguém que seguir teus conselhos? Por exemplo, ser preso por incentivar alguém a não procurar ajuda profissional?

  • Petrus Slandge:

    Eu mudei minha vida abandonei minha família,
    Amigos já faz 1 ano que ñ saio de casa, não saio sim uma vem no mês
    Fico jogando o dia t

    • Cesar Grossmann:

      Petrus, procure ajuda profissional. Eles podem te ajudar, mas você tem que dar o primeiro passo.

  • josi:

    Sinto tristeza profunda.geralmente de madrugada.
    me sinto inútil
    Sinto q não deveria estar nessa vida.devo procura psicólogo ou psiquiatra?

    • Cesar Grossmann:

      Procure um psiquiatra.

  • Helena Antunes:

    Eu ja andei em psicologas eem psiquiatras por depressao mas sai eu fiz o teste e deu depressao severa e so tenho 14 anos, o que devo fazer?

    • Cesar Grossmann:

      Retornar. Veja se a depressão não voltou.

  • Jackson Santos:

    Eu tou com 99% sinto muita
    A doença pode da citomas que a gente pensa que tá?
    Eu penso muito não tenho animo mais pra nada ??

    • Cesar Grossmann:

      Procure ajuda profissional. Um psiquiatra pode te ajudar.

  • Daniela Rocha Dutra:

    Acho que estou começando a entrar em depressão , mais não sei oque fazer , eu estou perdendo o animo pra tudo.

    • Cesar Grossmann:

      Procure ajuda profissional. Depressão é doença séria, precisa ser tratada.

  • Kell:

    Alguns desses sintomas me fizeram chorar, pois me fez lembrar de muitas coisas que estão acontecendo na minha vida que coincidem com aquilo

    • Cesar Grossmann:

      Não deixe de procurar ajuda. A vida pode ser melhor.

  • Dominika:

    Tenho 13 anos, e me identifiquei com 90% dos sintomas, não sei como falar a respeito disso com minha mãe. O que faço?

    • Cesar Grossmann:

      Sua escola deve ter um serviço de orientação educacional ou coisa que o valha, com um psicólogo, não? De qualquer forma, fale com sua mãe. Talvez ser direto seja um boa ideia, “mãe, eu me sinto assim e assim, acho que tenho depressão, gostaria de buscar ajuda.”

  • Nathy Lopes:

    Me indentifiquei muito com os itens acima , fiz o teste e deu “Depressão Severa”. Não sei o que fazer tenho apenas 13 anos. me ajudem.

    • Marcelo Ribeiro:

      Você deve procurar um terapeuta urgente para que te ajude a sair dessa. Um psiquiatra poderia prescrever medicação e fazer Terapia Cognitiva Comportamental pode ter fantásticos resultados.

    • Cesar Grossmann:

      Procure ajuda profissional. Depressão é doença séria.

  • RafaelaC:

    100% identificada quanto aos sintomas. Procurarei um psiquiatra depois do natal e ano novo. Fiz o teste: depressão severa …

    • Cesar Grossmann:

      Que bom que você já tem o diagnóstico e pode começar o tratamento.

  • janajubi:

    Faz anos que faço tratamento com psiquiatra e psicologo e não tenho retorno de melhoras. Já tomei vários remedios e não fazem efeitos.

    • Cesar Grossmann:

      Não desista. A depressão não é fácil de vencer, é preciso persistência.

  • Jose Manuel Pereira:

    Eu tenho todos esses sintomas e já tive quase a me suicidar mas não sei onde e como dizer aos meus pais que preciso de ajuda.

    • Marcelo Ribeiro:

      Faça isso Jose. Explique para eles como se sente e peça para consultar um psiquiatra.

  • rosarica:

    Eu me identifiquei com 99% dos sintomas e não posso ir ao psicologo por questões financeiras alguém me indica um site que possa me ajuda a lidar com isso? Obs: Eu penso muito em me matar mas tenho muito medo da morte e por isso ainda não me suicidei.

    • Marcelo Ribeiro:

      Procure por “apoio psicológico gratuito” (sem aspas) no Google e o nome da sua cidade. Geralmente as universidades possuem clinicas-escolas que ajudam a população. Postos de saúde talvez atendam. Se não atenderem o médico pode encaminhar: http://goo.gl/UjjDPe

      Você também tem esta opção que pode ser útil: http://a.ciencia.vc/1fFGCQM

    • Cesar Grossmann:

      Na cidade em que moro existe o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), que atende pessoas com problemas de saúde mental gratuitamente, pelo SUS. Geralmente isto começa com uma consulta normal pelo SUS em que o clínico geral dá o encaminhamento para o CAPS.

      Depressão é uma doença séria, e pode causar a morte, não deixe de procurar ajuda. Normalmente o tratamento que alivia os sintomas envolve medicação e psicoterapia.

  • Dani Flores:

    Estou com 99% dos sintomas de depressão, já vai fazer 7 meses. Eu não tinha todos os sintomas, até aí tinha apenas 6 sintomas. Tudo se complicou após o falecimento do meu pai dia 16-02-2014. Os sintomas aumentaram. Estou fazendo tratamento com psicólogo e psiquiatra, nem fez 1 mês que comecei o tratamento. Até agora não melhorei em nada. A onde eu sinto que estou melhor: não tenho mais crises de choro. Só isso.
    Eu tenho salvação?

    • Marcelo Ribeiro:

      O médico te passou algum medicamento? Caso não o tenha feito você pode e deve pedir. Caso tenha pode demorar algum tempo até ver os resultados, mas ele vai saber te dizer. As vezes o medicamento deve ser ajustado ao paciente. Alguns dão o efeito oposto do esperado em certas pessoas e isto pode levar alguns meses.

      Pergunte também para ele sobre terapia cognitivo-comportamental. Tem muita evidência científica de que funciona bem. Força aí.

  • daniel_vieira30:

    Ótimo artigo, eu já sofri de depressão e esta descrição se encaixa muito bem no que eu senti naquela época.
    Para quem se identificou com os sintomas, eu recomendo q vcs conversem com um amigo próximo, ou parente próximo (no meu caso eu conversei com minha irmã) esta pessoa poderá te avaliar de uma maneira que vc mesmo não é capaz na situação q vc se encontra.
    Recomendo tbm algumas visitas ao psicólogo, e se este achar necessário, ele te encaminhará ao psiquiatra.
    Desejo o melhor a todos!!!!

    • Richard:

      Eu quero digitar sobre mim aqui mas não tem como só tem 140 caracteres disponíveis o que tenho que fazer?

    • Cesar Grossmann:

      Procure ajuda de um profissional. Expor-se aqui provavelmente não vai te ajudar, é melhor procurar um profissional, um psiquiatra, que pode te ajudar a controlar a depressão.

Deixe seu comentário!