10 mitos comuns de sobrevivência que podem te matar

Por , em 27.05.2009

A ficção na TV, no cinema e na internet vão matar você assim como pais e professores também, em alguns casos. Se você estiver em alguma situação de emergência e fizer algo que ouviu de alguma fonte dúbia, poderá não ter chance de contar a sua história.

Portanto seguem uma lista dos 10 maiores mitos sobre sobrevivência que a nós ouvimos por aí, mas segundo Neil Strauss podem colocar você em grande risco. Ele aprendeu, ao estudar estas situações junto de profissionais treinados para escrever o livro “Emergency: This book will save your life” (Emergência: Este livro salvará a sua vida, em tradução livre), como você realmente deve se comportar.

1.

Mito: Se perdido em um deserto, pode tirar água de um cacto.

Realidade: As chances é que não vai ser possível tirar mais do que algumas gotas, e serão amargas e pode levar a cólicas e vômito.

2.

Mito: Se atacado por um tubarão, dê um soco no nariz (do peixe).

Realidade: Você tem mais chances de machucar a sua mão do que o tubarão. Ao invés disso, ataque-o ferozmente nos olhos e nas brânquias com algo pontudo ou cortante, de preferência.

3.

Mito: Durante um terremoto, o lugar mais seguro é o batente da porta.

Mito alternativo: Durante um terremoto crie um “triângulo da vida” se encolhendo ao lado de um objeto grande que irá comprimir levemente, deixando um espaço vazio sobre você e os escombros.

Realidade: Ficar no batente da porta poderia ser a melhor solução em construções antigas, onde o batente de madeira, era o ponto mais forte da casa. Mas nos apartamentos modernos, esta parte da porta é a mais fraca do lugar. O “triângulo da vida” só é aplicável em casas com o telhado plano que caem diretamente.

4.

Mito: Se uma bomba disparar, ligue para o 190.

Realidade: Evite usar telefone ou celular num raio de 400m de um possível ataque com bomba, pois isto pode acionar um dispositivo secundário.

5.

Mito: Se mordido por uma cobra venenosa, chupe o veneno para fora, ou, corte um X sobre a mordida, para deixar o veneno sair.

Realidade: Você não vai poder chupar ou cortar o ferimento rápido o bastante para evitar que o veneno se espalhe. Além disso, colocar o veneno na boca, só irá criar um novo caminho de entrada para o veneno caso você tenha uma afta ou gengivite. O ideal é manter o local abaixo do nível do coração e procurar o serviço de emergência.

6.

Mito: Em um incêndio elétrico, desplugue o aparelho imediatamente.

Realidade: Tocar o aparelho pode te levar a ser eletrocutado. Deve-se desligar o disjuntor de energia, antes de ligar para a emergência.

7.

Mito: Guarde um galão de água por pessoa por dia suficiente para três ou sete dias na garagem ou porão.

Realidade: Isso é um fato. No entanto, muitas pessoas guardam a água em um ambiente com chão de concreto. Deixar os galões de plástico em contato com o concreto durante muito tempo pode gerar uma reação química que contamina a água.

8.

Mito: Se esfaqueado ou empalado por algo, remova o objeto imediatamente.

Realidade: Deixe o objeto, ligue para a polícia e evite que o objeto se mova, o máximo possível. A não ser que o objeto esteja bloqueando as vias respiratórias.

9.

Mito: Para sobreviver no tempo frio, é possível comer neve ou gelo.

Realidade: Comer grande quantidade de neve vai baixar a temperatura corporal, vai gastar energia e pode estar contaminada. Além de poder congelar o esôfago e o estômago. Uma solução seria derreter a neve, ferver, esperar esfriar e então beber.

10.

Mito: Orar não ajuda.

Realidade: Um estudo com sobreviventes mostrou que um traço que possuem em comum é a oração, mesmo que não acreditem em deus. A oração ajuda a organizar os pensamentos e manter a mente focada.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (25 votos, média: 3,24 de 5)

22 comentários

  • Marcelo Negreira:

    “Um estudo com sobreviventes…” Ateus e agnósticos são minoria na população, sobrevivente ou não.

    • Cesar Grossmann:

      …e qual a relevância disso?

  • Marcelo Castro:

    Pelas taxas de sobreviventes em acidentes de avião, realmente, rezar não resolve nada…

  • Jeferson Gomes da Silva:

    Item 5″O ideal é manter o local mordido elevado acima da linha do coração (p/ diminuir a circulação).

  • Jose Barradas:

    No caso de ser mordido por uma cobra falta dizer que convém identificar a cobra ou capturá-la, ou nem que seja fazer uma fotografia com telemovel, pois no hospital vão precisar saber de que cobra se trata para poderem aplicar o antidoto adequado.

    • Jeferson Gomes da Silva:

      Isso não é crucial pois existem soros polivalentes, se for possível fazer o que você disse o soro será mais eficaz.

  • Ricardo R.:

    “A oração ajuda a organizar os pensamentos e manter a mente focada”.

    O que obviamente irá ajudar muito caso eu esteja com um câncer terminal, né?!

    • Luiz Gabriel:

      Estão falando de pessoas em situações extremas, em um ambiente hostil como uma floresta um deserto, onde manter a calma é essencial!

  • Clayton Gama:

    Orar pra mim, seria pensar positivo e torcer para que me tirassem daquela situação! Mas sem pensar em dogmas algum!

  • Os 10 mitos mais comuns que podem te matar « DABUN'S PAGE:

    […] Vi no Hypescience […]

  • É didícil mesmo…:

    Se estiver num deserto você pode ser atacado por uma cobra, um escorpião,uma tempestade de areia,fora a inflamação da garganta,as assaduras na virilha e no saco entre outras coisas! Ah! dependendo da região existe aquelas tribos mercenárias que te confundem com algum americano e aí ja viu né?
    Nem vou falar da fome,pq a sede te mata primeiro!

  • Laboceta:

    Se perceber que a morte esta por chegar, então faça uma boa recepção pois ela não é tão má como todos dizem…

  • Tatiana:

    Ore e ore muito, e todo mundo se acalma! xD

    • Wesley Bruno Jesus Souza:

      Ou ore pouco ou nada e faça algo para ter uma chance de sobreviver.

    • Paulo Felix:

      Exceto se você for um piloto de avião. Ouvir o piloto orando durante uma turbulência não vai acalmar ninguém.

  • renan:

    creio que o mito 9 seria possível sim, é só deixar a neve derreter na sua boca e ficar menos gelada, ai engolir. isso não causaria nenhum dano, a não ser que a neve esteja contaminada, mas na falta de fogo para ferver a neve e matar os micróbios e não aver outra alternativa de sobrevivencia, essa seria a melhor opção.

    • Alexandre Marques:

      Dependendo da temperatura ambiente (gelado), você poderia queimar a boca, não conseguindo manter o gelo dentro dela.

  • Felipe Fernando:

    Obrigado pela informação, você me salvou e toda a minha família da burrice popular criada pela mídia ou talvez por nossos antepassados.

  • amauri:

    legal a lista cara gostei, alguns itens sao bem americanizados mas muito bom…

  • Geoletras:

    Bacana, alguns desses mitos já vi até nos filmes, como o nº 1 e 2. Se fossemos investigar as coisas que a tv transmite, com certeza levaria um susto ao saber que essas não foram bem esclarecidas pra nós. Parabéns! Sheila.

  • Dr. Thiago:

    Abafa… Abafa… Erro de grafia! Eletroussão não é com “ç” (mito 6) e bastante falta a letra “t” (mito 5).

    • Doer Doa a quem:

      Cara, tem muita coisa aqui pior do que erro de ortografia, exceto se for um maluco da gramática, claro.

Deixe seu comentário!