Sumidouro: fotos de 12 buracos naturais que surgiram ao redor do mundo

Recentemente, um sumidouro engoliu grande parte de um bairro residencial em Spring Hill, no estado americano da Flórida. Ninguém ficou ferido, mas algumas casas sofreram danos, e quatro famílias tiveram que ser evacuadas.

Sumidouro é uma abertura natural que se comunica com uma rede de galerias subterrâneas, pela qual um curso de água entra no subsolo.

O buraco circular que abriu na Flórida tem cerca de 37 metros de largura e 9 de profundidade, e as autoridades locais não sabem o que o provocou, exatamente. Isso não é problema, no entanto. A área é bem conhecida por sumidouros: desde de apenas 2010, cerca de 300 buracos abriram no estado.

De acordo com Jim Lamar, geólogo do Departamento de Proteção Ambiental da Flórida, a costa ocidental do estado é especialmente propensa a sumidouros porque seu solo não contém uma grande quantidade de argila, que ajuda a manter as camadas do solo juntas. Em vez disso, a área tende a ter solo de areia em cima de pedra calcária.

“As águas subterrâneas dissolvem um pouco da pedra calcária e isso cria cavernas. Eventualmente, as camadas sobrepostas de areia podem não ser mais capazes de suportar seu próprio peso e entram em colapso, formando um sumidouro”, explica Lamar.

Confira outros sumidouros que apareceram por todo o mundo:

Salt Springs

sumidouro salt springs florida

O sumidouro acima abriu em junho de 2012 em um estacionamento em Salt Springs, também na Flórida. A tempestade tropical Debby tinha atingido a área com chuva forte alguns dias atrás. Segundo Lamar, chuvas tendem a fazer buracos porque podem desestabilizar o solo, levando ao seu colapso.

Clermont

sumidouro clermont florida
Um buraco de 12 a 15 metros de diâmetro que abriu em Clermont, na Flórida, em agosto de 2013 danificou três prédios. De acordo com Lamar, existem dois tipos de sumidouros, o que se desenvolve lentamente ao longo do tempo, e o que abre-se rapidamente e pode engolir construções e, ocasionalmente, pessoas.

Reino Unido

sumidouro reino unido
Sumidouros são predominantes na Flórida graças ao seu solo arenoso com calcário, mas também ocorrem em outros lugares do mundo. Acima, vemos um sumidouro de 9 metros de profundidade que abriu em uma rodovia em Buckinghamshire, no Reino Unido, em fevereiro de 2014. O buraco engoliu um carro.

Kentucky

sumidouro kentucky
Em fevereiro de 2014, um sumidouro em Bowling Green, Kentucky, engoliu oito Corvettes no Museu Nacional do Corvette dos EUA.

Cidade da Guatemala

sumidouro guatemala
Em fevereiro de 2007, um sumidouro de 100 metros de profundidade abriu na Cidade da Guatemala, matando três pessoas e engolindo uma dúzia de casas. Mais profundo do que a altura da Estátua da Liberdade, o buraco pode ter sido causado por chuvas torrenciais e uma linha de esgoto que estourou.

De acordo com Lamar, tubos que explodem não são a única atividade humana que pode levar a sumidouros. Extração excessiva de águas subterrâneas também pode desestabilizar o solo, além de atividades de terraplanagem. Por fim, fazer buracos sobre o solo pode fazer com que o escoamento se concentre em áreas específicas, onde pode desestabilizar a superfície.

Monte Roraima

sumidouro venezuela
A foto mostra um sumidouro pitoresco no Monte Roraima, no Parque Nacional Canaima, na Venezuela. Com o tempo, esses buracos muitas vezes se tornam lagoas. Eventualmente, podem acabar preenchidos com terra e detritos.

Cenotes

sumidouro cenote mexico
Sumidouros feitos na camada de calcário em torno da península de Yucatán, no México, são frequentemente chamados de cenotes. Os maias consideravam esses lugares sagrados, e vários se tornaram importantes sítios arqueológicos. A foto acima mostra um mergulhador explorando um cenote perto de Akumal, no México, em 2009.

Mar Morto

sumidouro mar morto
Conforme o Mar Morto, em Israel e na Jordânia, continua a diminuir graças à transposição do rio Jordão, o lençol freático abaixo também se colapsa. Isso tem causado inúmeros buracos na terra, e grande parte da área está agora fora dos limites para visitantes.

China

sumidouro china
A China tem zonas cársicas extensas, nas quais rocha solúvel abaixo da superfície é dissolvida pela água, criando uma rede de fissuras e cavernas. Este enorme buraco se abriu na aldeia de Pingxi na província de Sichuan, em dezembro de 2013. Poucas horas depois, o buraco se expandiu em uma cratera com 60 por 40 metros de tamanho, e 30 metros de profundidade. O sumidouro engoliu uma dúzia de edifícios.

Minnesota

sumidouro minnesota
Em junho de 2012, um sumidouro abriu em Duluth, Minnesota, EUA, depois de uma chuva torrencial.

Espírito Santo

sumidouro espirito santo
Um buraco de aproximadamente 30 metros de diâmetro e mais de 10 metros de profundidade abriu no meio da rodovia ES-482, que liga os municípios de Alegre e Guaçuí, no Espírito Santo, em março de 2011. O buraco foi causado pelas fortes chuvas da região. A estrada foi levada pela correnteza de um rio que passava sob o asfalto. [NatGeo, Terra]

[box]

Tem como prever a abertura de um sumidouro?

Lamar afirma que, em alguns casos, buracos deixam pistas de que estão se formando. “Procure por pedaços de grama ou arbustos morrendo, que podem sugerir que o lençol freático abaixo deles, de repente, desceu”, diz. Árvores ou postes inclinados, novas rachaduras nas calçadas ou fundações, e portas ou janelas que não fecham corretamente também podem ser sinais.

“É preciso haver uma coleção de coisas, e não apenas uma coisa”, disse Lamar.

Algumas companhias de seguros podem enviar inspetores que têm experiência com o que são chamados de eventos de subsidência para conferir se um buraco vai se abrir em sua casa, por exemplo. “Apenas um geólogo pode decidir se um afundamento em particular é um verdadeiro sumidouro”, explica Lamar.[/box]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,50 de 5)
Curta no Facebook:

3 respostas para “Sumidouro: fotos de 12 buracos naturais que surgiram ao redor do mundo”

  1. Outras imagens são de crateras subterrâneas causadas por infiltrações que carrearam o subsolo – algumas por ruptura de redes de drenagem pluvial, outras podem ser por infiltração de esgoto, que é ácido e dissolve parte do solo…

  2. Os cenotes e o buraco do Monte Roraima são notoriamente dolinas, ou seja, cavernas cujo teto desabou.
    Em regiões de solo calcário não é raro encontrar, como no caso do Buraco das Araras (existem ao menos duas dolinas com esse nome, uma no Mato Grosso do Sul, considerado a maior dolina da América Latina, com cerca de 500 metros de diâmetro e 127 metros de profundidade, e outra em Formosa, GO – próxima a Brasília) e o Buraco do Inferno (município de Padre Bernardo, GO – também próximo a…

Deixe uma resposta