“Super-Terra” pode suportar a vida

Por , em 15.09.2011

Mais de 50 novos planetas foram descobertos por um telescópio de caça a exoplanetas, incluindo um chamado super-Terra, que poderia suportar a vida.

A recém-descoberta de planetas alienígenas inclui 16 super-Terras, que são mundos rochosos mais massivos que o nosso planeta. Um em especial – chamado de HD 85512 b – tem captado a atenção dos astrônomos, porque orbita no limite da zona habitável de sua estrela, sugerindo que poderia ser maduro para suportar a vida.

De acordo com a equipe da missão, as descobertas superaram todas as expectativas, incluindo uma população excepcionalmente rica de super-Terras e planetas como Netuno, hospedados por estrelas muito semelhantes ao nosso sol.

A potencialmente habitável super-Terra, HD 85512 b, é apenas 3,6 vezes mais massiva que a Terra e sua estrela-mãe está localizada a cerca de 35 anos-luz de distância. Ela foi encontrada em órbita na borda da zona habitável de sua estrela, que é uma estreita região em que a distância é certa para que a água líquida possa existir, dadas as condições adequadas.

Uma análise mais aprofundada da HD 85512 b e dos outros exoplanetas descobertos será capaz de determinar mais sobre a potencial existência de água na superfície. Os pesquisadores estão animados.

Astrônomos usaram o projeto para observar 376 estrelas parecidas com o Ssl. Ao estudar as propriedades de todos os planetas detectados até agora, os pesquisadores descobriram que aproximadamente 40% de estrelas similares ao sol hospedam pelo menos um planeta que é menos massivo que Saturno.

Em outras palavras, aproximadamente 40% de estrelas similares ao sol tem pelo menos um planeta pouco massivo orbitando a sua volta. Por outro lado, a maioria dos planetas com massa similar a Netuno parecem estar em sistemas com vários outros planetas.

Os astrônomos já descobriram 564 planetas alienígenas. E, provavelmente, estão cada vez mais próximos de encontrar vida fora da Terra. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

56 comentários

  • Cledson Oliveira:

    sei nao,gostaria muito que fosse viavel fazer viagens interestrelares mas parece que ainda nao é.nao no sentido classico da palavra viagem de ter que atravessar toda a distancia até o destino.nao sei como andam as pesquisas nessas areas mas se nao descobrirem alguma forma de usar teletransporte ou os supostos buracos de minhoca para viajar acho que nao vamos explorar mais do que o sistema solar.

  • Rogério Silfar:

    do jeito que o próprio homem polui e destroi a Terra, seria interessante que os cientistas lutassem sim para encontrar um planeta habitável onde o ser humano pudesse morar, porque logo logo a Terra vai se tornar inabitável seja por guerras ou poluição, pelo andar da carruagem. O problema é que se o homem for morar noutro planeta, ele acaba destruindo tudo por lá. Tomara que não exista vida extraterrestre inteligente noutros planetas, porque certamente o homem vai querer escravizar e colonizar esses mundos.

    • Doriedson Fortes:

      Mas se existir vida estraterrestre mais inteligentes do que nós, então seria eles que nos escravizavam e nos colonizavam néh?? Já que teriam tecnologia mais avançada do que as nossas.. 😀

    • Matheus Cardoso:

      Por que encaram possível vida alienígena com aquele estereótipo de carinha verde, com quatro dedos dizendo “leve-me ao seu líder” ? Qual é, se existir a vida fora do nosso planeta, porquê teria que nos escravizar ?! Não sendo ingênuo, mas acho que podem ser amigáveis. Ou pequena parte deles…

  • Alícia Potter:

    Tipo, os cientistas dizem que a vida em certos planetas é impossível… Mas eles veem pelo padrão humano, o padrão terráqueo. Como se os Humanoides fossem a única forma de vida possível. Podem haver, por exemplo, seres baseados em metano, gás tóxico para nós. Podem até serem baseados em elementos inexistentes aqui na terra.

    • Jonatas:

      E procuram também por zona habitável, temperatura amena. Mas aqui a terra mesmo, do deserto do saaro à fria antartida, a vida da um jeito. Talvez a vida seja mais forte, adaptável e menos exigente do que imaginam.

    • Jonatas:

      é saara, Jonatas, saara… rsrsrs

    • Alícia Potter:

      pois é, jonatas, concordo! Os padrões variam.

    • Cesar Crash:

      Na minha opinião, vocês são otimistas demais! A abundância de vida na Terra faz vocês pensarem que a vida seja um fenômeno corriqueiro! Ficam devaneando sobre a possibilidade de vida em planetas com condições adversas, mas ainda que houvesse algum planeta com condições idênticas às da Terra, isso não significaria a existência de vida lá, esse fenômeno “tão comum” que é a origem da vida, que acontece assim “tão naturalmente” ainda hoje nunca foi reproduzido em laboratório.

    • Jonatas:

      Mas nenhum laboratório tem bilhões de anos para experiencias ocasionais e recursos químicos e energeticos de um planeta inteiro a sua disposição.

    • Fábio Moura:

      César, me perdoe, mas não seria egoísmo demais querermos ser únicos no universo ???????
      Quanto ao fator de reproduzir vida em laboratório, depende de que tipo de vida estamos falando….
      Se analisarmos a grosso modo, a experiência que meu filho fez semana passada com feijão e algodão é um tipo de “criar vida”……
      Nós conhecemos “seres vivos” que sobrevivem somente com oxigênio, outros que não necessitam de oxigênio e outros que não podem ter contato com oxigênio.
      Sódio é vital para o ser humano e veneno natural para moluscos…….
      Estou usando linguagem clara para que todos possam entender. Abraços.

  • claudio borella:

    Deixa bem claro,quando diz, Pe V Marchal.

    “Julgar da Criação universal pelo que a Terra nos mostra, o mesmo fôra que julgar da por um verso, da por um matiz. Saibamos compreender que a Terra, com todo o seu mobiliário, não é mais do que um indivíduo, que a sua humanidade é apenas uma criança, cujo os passos vacilam, e não sentiremos a tentação de acusar a Deus. Adimitindo-se que a Terra seja o único mundo habitado, nada mais da obra divina se compreende, por isso que se chega a esta conclusão monstruosa: Toda a efusão do poder e da bondade infinitos não foi além da produção de um grão de poeira, coberto de desgraçadas formigas, cuja vida só se alimenta da morte e todas as quais, salvo raras exceçãos, deverão ser varridas para os abismos do inferno”

    Pa V. Marchal (O ESPIRITO CONSOLADOR)

  • pulguinha enlouquecida:

    o fato de querer descobrir e descobrir, torna o ser humano, as vezes, um ser digno de pena. Como li em um comentário: até arranjarmos um jeito de ir, esgotarão os recursos minerais e ja era o dinheiro, e todos os planos de “trocarmos figurinhas com os ET’s.”
    Aprender é importante, conhecer e essencial.
    O universo é algo impressionante, é extremamente lindo, é de todas as formas gigantesco. Estuda-lo é interessante. Mas o problema é que estamos desvalorizando nosso planeta, a nossa casa (como vi em alguns comentários), poh nao ta contente com a vida que leva aqui? se mata 😀 -brincadeira- O povo esquece de aproveita o que tem, procura coisas tão longe e esquece de ver ao seu redor.

  • Josmar:

    Mesmo que o ser humano adquira a tecnologia de viajar a velocidade da luz, levariam 35 longos anos viajando a uma velocidade constante de 300.000km/segundo. Acredito que uma viagem não tripulada seria mais possível, desde que a tecnologia da velocidade da luz também fosse possível.

    • StallKross:

      Na verdade creio que não aconteceria dessa forma. Por causa da dilatação temporal uma viagem proximo a velocidade da luz levaria menos tempo para os tripulantes que para as pessoas que não estivessem na nave, ou seja, pra quem não estivesse na nave levariam 35 longos anos mas para os tripulantes levaria, digamos, alguns dias para chegar lá.

  • Carlos Gross:

    Um dia nós vamos conseguir criar naves que viajam a velocidade da luz concerteza. Talvez teletransporte, maquinado tempo, etc…
    Eu não estou falando besteira nem inventando coisa, só estou me baseando no passado para imaginar o futuro. 1000 Anos atrás nós não sabiamos de metade do que sabemos hoje, portanto, se descobrimos tudo isso em 1000 anos, daqui a 10.000 anos nós teremos descoberto 10x mais! Pena que ninguém que ler isso vai chegar a conhecer tudo o que eu citei aqui…

    Eu acho que devemos primeiro conhecer totalmente o nosso sistema solar e depois que conseguirmos criar vida em um planeta daqui, aí sim vamos tentar fazer isso num planeta distante.

    • suellen:

      No modo de eu pensar não é possivel a gente conhecer de perto uma Super Terra.Por que entre os planetas descobertos estão 16 super-terras ou seja mundos rochosos e mais massivos do que o nosso planeta.

  • juniorbrma:

    eu li um comentario ali em cima é só uma questão de tempo como por exemplo a nasa vai construir uma nave que vai pra MARTE,então é só uma questão de tempo é dinheiro

    *Outra teoria minha que nunca vai sair do sistema solar mesmo!porque vai esgota recursos naturais é dinheiro demais:(

  • Rock:

    Alguns cálculos

    TERRA
    A Terra tem um raio médio de 6371 km = diâmetro 12742 km
    Circunferência = 2PixR= 6,28 x 6371 = 40.009 km
    Densidade média de 5,52 (gramas por centímetro cúbico)
    Volume = 4/3 Pi x R ao cubo

    SUPONDO que a Super Terra tenha a mesma densidade da Terra .

    SUPER TERRA
    Raio 9764 km
    Diametro= 19528 km
    Circunferência=61320 km
    Gravidade superficial =1,53 vezes a da Terra pessoa com 70 kg pesaria 107 kg

    Tempo de voo a 100.000 por hora ao invés de 300.000 km/segundo= 378.000 anos (É lógico que na imensidão do Universo alguem já superou esta fisica tridimensional limitada)

    Demonstração

    Raio em centímetros = 637100000 cm ou 6,371 x 10 na 8 (exponencial)

    Volume = 1,0832 x 10 na 27
    Massa =Volume x Densidade= ( 1,0832 x 10 na 27) x 5,52
    Massa =5,9793 x 10 na 27 gramas

    Se a Super Terra tem 3,6 vezes mais massa então= 5,9793 x 10 na 27 gramas x 3,6=2,15255 x 10 na 28 gramas

    Aqui a suposição. Se a Super Terra tiver a mesma densidade, então seu raio seria

    Massa Super Terra / densidade 5,52 = Volume Super Terra = 3,89954 x 10 na 27

    Ou apenas Volume Terra x 3,6= Volume Super Terra = 3,89954 x 10 na 27 (o mesmo)

    Volume = 4/3 Pi x R ao cubo

    Colocando em evidencia o raio ao invés do volume

    Raio = raiz cúbica de Volume x 3/4 sobre Pi =
    Raio = 976438384,4 centimetros ou 9764 km de raio

    Ou apenas 6371 x ( raiz cúbica de 3,6 que é o aumento. Para a mesma densidade)

    Diâmetro 19528 km
    Circunferência = 61320 km
    A gravidade superficial é igual ao inverso do quadrado da distancia .Se o Super planeta tem 3,6 vezes mais massa , mas o centro está 9764 / 6371= 1,53 vezes mais distante

    então a Gravidade superficial é = 3,6 ( 1,5325694 ao quadrado)= 3,6/ 2,3487= 1,53 x maior que da Terra .pessoa com 70 kg pesaria 107 kg.

    Mas provavelmente a densidade é menor (mínimo 3g por cm cúbico para planetas rochosos) então… é só fazer os cálculos para 3 gramas

    Tempo de voo =

    300000 km /s = 1080000000 km por hora

    1080000000 km por hora /100.000 km hora (naves atuais)= 10.800 vezes mais lentas que a luz

    10.800 x 35 anos luz= 378.000 anos
    Do amigo de sempre. Rock (prefiro musica erudita ou inca, ou…)

    • Lucas:

      Hãããm ?

    • Rock:

      Prezado Lucas. Astronomia e estes cáculos relativos a massa x gravidade são um antigo passatempo meu.Parece complicado mas envolve fórmulas relativas à esfera (volume, perimetro, raio, massa).Pena não poder colocar as formulas na sua notação tradicional (raiz ,exponencial, etc)Veria que não tem nada de mais. Apenas os numeros é que são grandes.Abraço

  • Chiko Lhathe:

    Bem a logica é que os planetas dão uma volta durante um longo periodo ao redor de um sol portanto o planeta é um viajante espacial isto acontece com a Terra que em sua viagem orbital que dura um ano terrestre e outra viagem circular ao redor da proprio sistema solar que dura milhares de ano haja visto a peste negra no seculo 16 e 17
    e outras doenças que aconteceram ao longo da historia humana tudo isto esta relacionada com a propria viagem circular do nosso planeta em imperceptiveis atmosferas envenenadas em determinados angulos do sistema sola analise e veras que a nossa ter faça uma profundar que habitamos .Se qualquer ser Humano queira fazer uma analise mais profunda é facil coloque um circulo maior e um menor se quiser pode colocar a lua tambem e veras que o planeta Terra nunca estara no mesmo local ao longo do ano cosmico
    ou uma estrela chamada Vega ela é refencia do deslocamento terrestre no sistema solar e este distanciamento foi mostrado de modo sutil e inocente no filmes de George Luccas na busca de um planeta perdido ,Desculpe a minha esplicação as vezes se torna confusa mas é so refletir com calma

  • pICA pAU:

    Minha gente, é lógico que a gente, nunca vamos muito alem do Sistema solar, mesmo porque a maioria de nos só vive 80 anos, descontando-se 18 do nascimento a faculdade, e dos 60 em diante aposentados, restando pra isso cerca de 40-42 anos de atividade, com 42 anos por melhor que seja a tecnologia, a gente nunca iria chegar a uma estrelinha mais proxima mesmo que ela estivesse na metade das distancia, basta fazer as contas, e por mais que tentassemos prolongar nossa vida com hibernações e afins nada adiantaria por falta de tempo. Na verdade já temos o que precisamos pra fazer essa viagem num estalar de dedos, lógico que não me refiro a vidinhha terrena mas àquela que temos que é imortal que para onde vamos depois que saimos desta, existem coisas que vão alem de nossa imaginação, que so saberemos lá do outro lado…. existem mil possibilidades que vão de portais entre dimensoes a universos paralelos, então gente pra que perder tempo com besteiras? O que precisamos e arrumar uma tecnologia que nos permita explorar econmicamente nossos planetas do nosso sol, a fim de retirarmos deles o que precisamos aqui sem precisar destruir mais o que temos. Se continuarmos a destruição da Terra, não teremos nada, nem a vida, então pra que pensar em viagens interestelares se a gente nem conhece a propria Lua direito?

    • Nilo Ambrosio da Veiga:

      É lógico que ninguém chega até lá,isso é p/ o futuro:pois podem inventar um transporte mais rápido e um meio do corpo humano suportar a certa velocidade da luz,gravidade e doenças.
      E isso não é p/nós e sim p/os próximos seres humanos.

    • TrollFace:

      Falou certo, além de conseguirmos chegar a tal velocidade, temos que nos preocupar com pequenas particulas ou poeira, que caso choquem-se com a nave numa velocidade tão alta a destruiriam completamente

    • Tiago Pacheco:

      RAPAZ, O PLANETA TERRA JÁ ESTÁ ACABANDO. VCS ACHAM QUE A TERRA IRÁ DURAR QUANTOS ANOS??? E LOGO JESUS VOLTA TBM =)

    • Vanderson Marques:

      A volta de Jesus não quer dizer i fim da terra Tiago.

    • Miguel:

      Se ninguem vai chegar lá, essa descoberta é importante para que? Me descupem os fãs de astronomia mas saber que uma outra terra existe, fazer suposiçoes sobre o que pode haver e nunca conseguir chegar lá ou fazer contato é totalmente inutil. Viagens na velocidade da luz são apenas um sonho para as pessoas que vivem nesta era) então porque não se preocupar com o que esta aqui na terra mesmo onde tudo esta sendo consumido e destruido numa velocidade incrivel e sem nenhuma responsabilidade. Outra coisa é ficar procurando apenas exoplanetas com perfil “terra” no universo, chega a ser ignorancia achar que com o toda a imensidão que exista só possa existir vida neste modelo. Aqui na terra mesmo existem camarões que vivem em temperaturas acima de 400 graus no fundo do oceano sem luz alguma ( quem vai criticar esse argumento) ou bacterias que sintetizam arsênio ao invés de fósforo em seu metabolismo vivendo num lago toxico, entre muitos outros, basta procurar TARDIGRADO pra ter um exemplo impressionante.
      Por ultimo uma duvida que me atormenta: se não dá pra ver detalhes de planetas, já é dificil encontra-los quem dira dizer o que possa existir neles, como saberão que existe vida lá? Existem muitas coisas suspeitas quanto as descobertas e investigação do universo mas como eu sou um mero mortal sem informação ou formação ninguem vai considerar isso.

  • adelimar:

    eu nao acredito em tudo oque os cientistas dizem; nao sou otario ,pra mim as estrelas estao la ,ao vivo e a cores ,dexa de babuzera que e so a luz que ta vindo ,velocidade da luz demoraria anos ,porcaria nenhuma , na velocidade da luz ,e possivel viajar de um universo a outro em questao de um mes dexa de ser troxa e acreditar em teorias de cientistas malucos,se os planetas sao acessiveis com satelites viajando calmamente na velocidade da luz ,vai demorar isto tudo ha ha ha ha ha rs rs rs rs rs rs rs.

    • douglas:

      Você existe mesmo? Jura que não entende nada sobre astronomia?

    • Tonho:

      eu li a discussao d vcs e parece construtiva.em partes a declaração do adelimar está certa potque quando se chage na velocidade da luz ou em uma porcentagem grande dela, as leis da fisica nao se aplicam a ela. uma particula viajando na vel. da luz pode atravessar corpos, até mesmo a terra…e qnd se chega a uma vel. absurda como ela o tempo passa de maneira diferente.por isso que se um dia (improvavel) se o homem conseguisse viajar na vel. da luz ele conseguiria chegar em outras galaxias em questao de segundos (lembram da teoria da relatividade que qnd. um homem viaja na vel da luz e volta depois de pouco tempo (para ele) na terra teriam se passado uns 10 anos…).há mto que se aprender ainda…é uma velocidade intrigante por ser a maior, tanto q se se viajar nessa velocidade e ligarmos, por ex., uma lanterna o feixe de luz caminhará ao seu lado na msm distancia e nao à 2c como o esperado pelas lei da fisica q vcs estao levando em conta……

    • Tonho:

      leiam isso (extraido do link: http://super.abril.com.br/superarquivo/1987/conteudo_110938.shtml )
      em altas velocidades, aumenta a relação entre espaço e tempo. Pois a velocidade nada mais é do que determinado espaço percorrido em determinada unidade de tempo. Se não fosse assim, o espaço seria absoluto para os astronautas e a distância entre o planeta Terra e a Galáxia de Andrômeda nada teria a ver com a velocidade do foguete. Nesse caso, mesmo viajando à velocidade da luz, um terrestre levaria 2 milhões de anos para chegar à galáxia. Como, porém, a distância é relativa, se o astronauta viajasse a 99% da velocidade da luz, gastaria apenas 28.000 anos até seu destino – fantástica economia de tempo em comparação com a hipótese anterior. Mas isso não é nada: a 99,999999% da velocidade da luz, a viagem duraria 283 anos; e a 99,9999999999% levaria um piscar de olhos – brevíssimos três anos.

    • J,G:

      Mais uma ovelhinha presa as crenças religiosas de que Deus só tem olhos para esse nosso mundinho medíocre.

    • Jonatas:

      Um caso clássico de ignorancisite aguda…

  • adelimar:

    pra mim isto e lixo de informaçao ,pra que ,pra sinplesmente mes vem ,os cientistas recebem o seu salario e pronto,engavetao as suas descobertas ,pra que descobrir ,so pra os professores terem algo pra dizer nas escolas , cara isto devia ser serio ,estudar somente oque realmente sera aproveitado , tipo ; vamos programar uma viagem a lua para 2020, dai toda informaçao e bem vinda , analizada aproveitada ou nao ,agora esta babuzera pra encher livro ,besteirol.

    • Bernardo Silva:

      Cientistas descobrem essas coisas justamente para elaborarem novas tecnologias. Você acha que estaria no computador comentando baboseira num site de ciência se cientistas não procurassem saber, o que é para você, “lixo de informaçao”?

  • pulguinha enlouquecida:

    é interessante essas pesquisas? sim, para descobrirmos nossa história, blá blá blá.
    mas como dizia Gabriel pensador “…procuramos, etes e cometas mas nao conhecemos nosso proprios vizinho, que vida essa a minha, que vida essa a sua, o homem foi a lua mas a guerra continua…” essa dinherama seria gasta com muito mais retorno, sendo usada para alimentar, e abrigar.
    “foram para lua, querem ir pra marte, mas na nossa terra em toda a parte tem fome matando gente”. aqui esta meu pequeno desabafo.

  • Mazinho:

    35 anos-Luz?
    Nossas fubicas espaciais sequer ultrapassam os 100.000km/h.
    E olha que é o melhor que temos para o momento.
    Agora, se “alguém” de lá nos visitar, aí sim, saberemos que é possível navegar no espaço profundo.
    Resta saber se “ELES” vão querer transferir tecnologia, heheheh!!!

    • Sillent:

      acho que a unica tecnologia que eles prefeririam transferir pra nós é um tiro de um laser bem potente que destruiria a terra brincando xP

  • Rogério:

    Já não basta extinguir os seres daqui, vão querer os de lá também?

    • Andy:

      É isso mesmo!

  • Jonatas:

    Existe um senso comum de que apenas planetas parecidos com a Terra podem desenvolver vida e isto não é bem verdade. Gigantes Gasosos podem ter água e química complexa, boa temperatura e tudo mais. Além disso, um planeta gigante na zona habitável pode ter luas habitáveis, pequenas demais para serem descobertas por enquanto. Aqui mesmo no Sistema Solar, a astrobiologia investiga, além de Marte, pelo menos três mundos muito diferentes da Terra e fora da chamada zona habitável, são as luas de Júpiter e Saturno. Água é das substâncias mais simples do universo e não é exclusividade da terra. No advento da possibilidade de vida baseada em outros elementos, o Universo pode estar cheio de estraterrestres.

  • juniorbrma:

    sei lá tudo é possivel na vida se nóis seres humanos muito complexos existem porque uma “Simples nave que corre a velocidade da luz” NÃO seria feita pense bem pois tudo nessa vida é possivel…

  • Lipp:

    Um dia chegaremos la… ainda inventaremos tecnologia p viajar cada vez mais rapido pela nossa galaxia. Fantastico será chegar ate um lugar desses, sendo banhado pela luz de um sol alienigena. Pena q ainda é uma realidade distante e eu ja estarei sepultado ha muito.

    • Jonatas:

      te congela antes pra ser despertado no futuro, hehe

    • CAGADO:

      vai ser difícil, em 2013 nosso sol vai entrar no seu máximo solar e entrar em estado de alta atividade, acontecendo explosões massivas na sua superfície, e a radiação será imensa e queimará todas as redes elétricas no mundo, e pode levar décadas para se recuperar dos estragos, mas caso isso não acontecer, teremos mais chances de viajar para a “outra Terra”.

  • Bruno Rafaell:

    De que adianta descobrir que existe vida após a terra se ao menos somos capazes de ir la!

    • J.G:

      Para alem disso, de que adianta descobrir um planeta novo? Para que possamos destruir o nosso de forma mais tranquila?

    • TrollFace:

      Mesmo descobrindo um planeta novo, com todas as condições necessárias para a vida HUMANA, ainda temos que nos preocupar com a destruição desse planeta que habitamos, pois seria impossível chegar a tal planeta com nossa tecnologia atual.

  • Fernando:

    Ok!
    Gostaria de saber se estiver vida mesmo la, quanto tempo levaria para o homen numa nave espacial chegar ate la?
    100 anos??? 50 anos??? 10 anos???
    Quem sabe tem outras civilacoes como a nossa terra e uma delas tem um outro Brazil.

    • Gabriel:

      é mesmo boa pergunta quantos anos dmorariamos para chegar la? e em que velocidade seria isto?

    • Satangóis:

      Nem em Marte um ser humano pisou ainda, imagina sair do sistema solar…

    • Alex:

      Só pra ter uma noção a estrela mais proxima esta a 4.22 anos luz,isto e 4.22 anos viajando a velocidade da luz que e tida como velocidade limite que se “pode chegar” mais nem uma espasonave feita pelo homem chegou perto de 1% desta velocidade que e 3×10^9m/s ou seja mesmo que encontre vida fora da terra a distancia torna a terra uma prisão.

    • Pensador®:

      Com nossa tecnologia atual, levaria cerca de 500 mil anos.

    • Pensador®:

      A New Horizons, que está viajando até Plutão, está viajando numa velocidade de 58 mil quilômetros por hora. Ela levaria mais de 500 mil anos para chegar neste planeta.

    • Jonatas:

      e é uma das mais rápidas já construídas

Deixe seu comentário!