Vídeo: o maior mapa 3D do universo contém um milhão de galáxias

Por , em 12.08.2012

Cientistas criaram o maior mapa 3D do universo até agora, contendo diversas galáxias e buracos negros gigantes, o que pode nos ajudar a solucionar alguns dos mistérios do espaço.

Segundo David Schlegel, do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, na Califórnia (EUA), esse tipo de “atlas” do universo deve ajudar os cientistas a chegar ao fundo de questões intrigantes, como as invisíveis e indetectáveis matéria e energia escuras que parecem dominar todo o universo. Outro problema que pode ser melhor compreendido é a atual aceleração da expansão do universo.

O mapa

Os dados que compõe o mapa vêm do Sloan Digital Sky Survey III (SDSS-III), criado para uso por astrônomos ao redor do mundo em seus próprios estudos, incluindo medidas do SDSS-III Baryon Oscillation Spectroscopic Survey (BOSS), que calcula as distâncias de galáxias que se encontram até 6 bilhões de anos-luz de nós, e buracos negros até 12 bilhões de anos-luz da Terra.

Lançado na quarta-feira, 8 de agosto, o mapa revela a localização de mais de um milhão de galáxias (200 milhões de fotos) ao longo de um volume total de 70 bilhões de anos-luz cúbicos. Um ano-luz é a distância que a luz viaja em um ano, ou cerca de 10 trilhões de quilômetros.

“Nosso objetivo é criar um catálogo que será usado por muito tempo”, disse Michael Blanton, da Universidade de Nova York (EUA).

A solução espacial?

Os cientistas acreditam que o mapa pode ajudar no estudo de mistérios astronômicos, como os fenômenos da matéria escura, da energia escura e da expansão do universo.

“Queremos mapear o maior volume do universo, e usar esse mapa para entender como a expansão do universo está se acelerando”, disse Daniel Eisenstein, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica (EUA), o diretor do SDSS-III.

Pesquisadores acreditam que a prevalência de energia escura no universo é a força que causa a aceleração da expansão do espaço a um volume cada vez maior.

A todo o momento aparecem estudos dizendo que estão mais próximos de solucionar esses problemas espaciais. Mas a solução, que é bom, está demorando um pouco. Quem sabe agora não seja finalmente a hora. No mínimo, o novo mapa é muito bonito e serve para nos mostrar o que realmente somos no universo: menos que poeira galáctica. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Rosangela de Noronha:

    ADOREI! É MARAVILHOSO O UNIVERSO…

  • Alberto Campos:

    O que vemos, são apenas galáxias e aglomerados de galáxias. Estes aglomerados se fundem e formam uma galáxia maior que continuam se chocando com outras galáxias e vai assim por diante. Por que dizem que o universo está se expandindo, se o que vemos são galáxias se aglomerando. As galáxias não deveriam se aglomerar com expansão. Expansão quer dizer, que as galáxias se afastariam umas das outras. No universo tudo se atrai, tudo se aglomera e tudo se funde. A força da gravidade e a rotação (força centrifuga) são as duas forças que regem o universo.

  • Yuri Herdt:

    Ahhh como eu quero acesso a este mapa no meu pc!!! ficar passeando digitalmente em velocidades maior que a velocidade da luz, dando um zoom nas imagens que temos dessas galaxias e sonhando com toda a possibilidade de civiliações existente.. olha a nossa está mio bad, mas pelo menos uma tem que adquirir sabedoria a inteligencia o suficiente para viver e proteger a raridade da vida em todo o universo, montando um verdadeiro lugar seguro para toda a eternidade e quem sabe descobrir sobre os deuses ou nos tornar deuses(dependendo se eles existem ou não hehe)

  • Jonatas:

    Muito Bom, eu gostei bastante me senti o Perry Rhodan hoje. 😀

  • Andre Luis:

    Meu Deus, que video incrível!!!! Sem dúvida um excelente trabalho. Com ele é possivel perceber melhor a dimensão das galáxias e a suas posições (Se levar alguma orientação espacial em consideração).

Deixe seu comentário!