Matéria escura ainda mais obscura: novo estudo confunde cientistas

Novas medições de galáxias pequenas contradizem o melhor modelo que explica a matéria escura até agora. A descoberta complica ainda mais a imagem já misteriosa da matéria escura, que se acredita que ocupa 98% de toda a matéria do universo.

A matéria escura, o material invisível que se pensa que permeia o universo, só pode ser indiretamente detectada através de sua atração gravitacional sobre a matéria normal que compõe estrelas e planetas.

Apesar de não saber exatamente o que é a matéria escura, os cientistas construíram um bom modelo para descrever seu comportamento. Esse modelo prevê que a matéria escura é composta por exóticas partículas lentas e frias que se agregam por causa da gravidade.

Esse modelo da matéria escura fria descreve muito bem como a matéria se comporta na maioria das situações. No entanto, a teoria não funciona quando é aplicada a galáxias anãs, onde a matéria escura aparece mais espalhada do que deveria ser, de acordo com o modelo.

Em um novo estudo, pesquisadores calcularam a distribuição da massa de duas galáxias anãs usando um novo método que não depende de qualquer teoria da matéria escura. Os cientistas estudaram as galáxias anãs Fornax e Escultor, que orbitam a Via Láctea.

As novas medições contradizem a vigente teoria da matéria escura porque, de acordo com ela, os centros de galáxias devem ser embalados com aglomerados densos de matéria invisível. Mas a matéria escura parece estar espalhada uniformemente por Fornax e Escultor, bem como em outras galáxias anãs cuja distribuição da massa foram medidas de outras maneiras.

Se uma galáxia anã fosse um pêssego, o modelo cosmológico padrão diria que a matéria escura deveria estar no centro, como um caroço. Mas, em vez disso, as duas galáxias anãs estudadas parecem “pêssegos sem caroço”. Essas medições sugerem que alguma parte do modelo teórico da matéria escura deve ser revisto.

Galáxias anãs, como Fornax e Escultor, são lugares especialmente bons para estudar a matéria escura, porque elas são quase inteiramente compostas disso, de acordo com o que acreditam os cientistas. Apenas 1% da matéria de uma galáxia anã é matéria normal que compõe estrelas.

Para determinar onde e quanto de matéria escura habita as galáxias anãs, os pesquisadores estudaram os movimentos de 1.500 a 2.500 estrelas visíveis que refletem as forças gravitacionais agindo sobre elas a partir da matéria escura.

Alguns pesquisadores sugerem que quando a matéria escura interage com a matéria normal, ela tende a se espalhar, diminuindo assim a densidade de matéria escura no centro das galáxias. No entanto, até agora, o modelo de matéria escura fria não prevê isso.

Ou a matéria normal afeta a matéria escura mais do que os cientistas pensavam, ou ela não é fria e lenta. Depois desse estudo, cientistas sabem ainda menos sobre a matéria escura do que conheciam antes. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

99 respostas para “Matéria escura ainda mais obscura: novo estudo confunde cientistas”

  1. 14 BILHÕES DE ANOS SE PASSARAM…ANTES DISSO NÃO HAVIA CONTAGEM DE TEMPO (PORQUE O TEMPO ESTÁ VINCULADO AO ESPAÇO)…BOM, UMA REGRA EU SEI QUE EXISTE NO UNIVERSO: TUDO QUE SE INICIA TEM UM FIM…E O FIM DE UMA COISA É O COMEÇO DE OUTRA…DAÍ SABE-SE QUE O UNIVERSO TERÁ UM FIM, E COMEÇARÁ OUTRA COISA…QUE COISA?…OUTRO BIG-BANG?…QUANTAS VEZES ISSO JÁ OCORREU?…A MORTE DE GRANDES ESTRELAS SIGNIFICA O SURGIMENTO DE BURACOS NEGROS…ENTÃO, IMAGINA A NOSSA GALÁXIA ENVELHECIDA E CHEIA DE BURACOS NEGROS…E DEPOIS, UM BURACO NEGRO COLIDINDO COM OUTRO, ATÉ QUE SEJA CRIADO UM SUPER BURACO NEGRO ONDE É HOJE O CENTRO DA GALÁXIA…E DEPOIS ELE EXPLODE (BIG-BANG?!!!)…REINICIANDO UM CICLO CÓSMICO…E SERÁ ESPETACULAR PORQUE NÓS ESTAREMOS LÁ, EM FORMA DE PARTICULAS CÓSMICAS…BOM, EXISTEM REGRAS E INGREDIENTES MATERIAIS COMPLEXOS E DIVINAMENTE ESPECIAIS QUE FORMARAM A VIDA NA TERRA, ENTÃO EU PENSO QUE DEUS MOSTRA O CAOS IMPLACÁVEL DO UNIVERSO AO HOMEM, PARA QUE ELE (HOMEM)VEJA SUA PRÓPRIA IMPOTENCIA E SUA DEPENDENCIA POR ESSES INGREDIENTES JUNTADOS ESPETACULARMENTE E TÃO OBVIAMENTE DE PROPÓSITO, NUM PONTO ÍNFIMO DE UM UNIVERSO CAÓTICO, IMPLACÁVEL E MORTAL!!!

    • É que Biltre é uma das poucas coisas que passam pelo bloqueio da moderação 😛

    • Calma aí pessoal, não concordar com as idéias de Carl Sagan é direito de vocês. Só acho exagero críticas desconstrutivas como estas.

      Eu do meu lado tenho todo o direito de gostar das idéias dele, e muita gente gosta. Se aprendi algo sobre o funcionamento do Sistema Solar e do Cosmos, foi com as palestras apresentadas por Sagan, é um dos meus ídolos na Ciência, Cientista e Filósofo, assim como Giordano Bruno, Einstein, Keppler, que são meus ídolos.

    • Melhor vc rever seus ídolos. Carl Sagan nunca soube explicar nada à respeito do Sistema Solar, simplesmente divulgou o que ele achava com a ajuda de seu pequeno clube de especialistas de sempre. Clubinho, conluio para tomar a ciência para si.

      Além do que ele tá morto, não dá nada falar que ele era um biltre… minha opinião nem importa muito, afinal!

  2. A matéria escura só é aproximadamente 25% da composição do universo.
    Existe uma coisa chamada energia escura que foi por causa dela que os físicos ganharam o premio nobel de física 2011.A energia escura é aproximadamente 70 % da composição do universo, e por causa dela que se explica a expansão acelerada do universo.
    E matéria escura já provada a partir de colisões de aglomerados de galaxias,mas ninguém de ela é formada só sabe ela existe. O que está muito confuso é a energia escura.
    Se querem sabe um pouco sobre energia escura veja no meu blog victorperesfcm.blogpot.com.

    • nossa, o cara tá completamente por fora do que a própria NASA fala sobre o evento e ainda cria um blog :P.

    • a matéria escura não existe

      eles viram que tudo o que eles sabiam sobre o espaço estava confuso, e não batiam com outras teorias
      então inventaram a “materia escura” para continuar sustentando tudo aquilo que eles pensam que sabem

      vc pode acreditar em algo que não se pode ver, nem ouvir, nem sentir, nem medir, muito menos detectar ?
      a materia escura é o Deus dos astronomos, rs
      … vi isso um comentario do Glauco
      e esse monte de nerd aqui ainda diz que Deus n existe

    • Cara o maior mistério da física é acha as equações para a teoria de tudo. Mas como o nome fala teoria de tudo então a matéria escura também faz parte para cria a teoria de tudo.

    • e de onde acha que vem inspiração pra estudo de física velho? cerveja e uma maconhasinha não é nada mau.

  3. aliás, nem cai bem numa sexta feira a noite jogar conversa fora.farei algo melhor, ja tem gente me chamando pra balada,e ta cheio de gatinha dando sopa, fiquem ai tentado achar um significado pra suas vidas. fui.

    • O MIG10 é um crente em deus de respeito com quem se pode conversar, mas tu ja mostrou um nivel muito baixo, lamento.

    • Jonatas,
      Apenas para usar um pouquinho da filosofia budista.
      Anatta, ou anatman, refere-se à noção da inexistência de um “eu”. Após uma análise cuidadosa, verifica-se que nenhum fenômeno é realmente “eu” ou “meu”, estes conceitos são, na realidade, construídos pela mente.
      Veja bem, Carl Sagan, era apenas um nome. O corpo de Carl Sagan era apenas um amontoado de células e átomos. Carl Sagan não existia antes de nascer, existiu provisóriamente de 9/11/34 a 20/12/96, deixou de existir na ocasião de sua morte. Aí entramos em outro tema da filosofia budista, ou seja, a ‘impermanência’.
      A ‘impermanência’ de todas as coisas físicas é que comprovam a ‘ilusão’ (maya) do mundo fenomênico.
      Eu, você ou Jesus, também não existimos.

    • CARL SAGAN deixou estudos, ensinamentos e previsões. Não era nem um deus, mas um astronomo na epoca dele com os recursos dele ter uma analise tão simples e bem pensada do cosmos é o que torna ele singular. O Homem morreu, mas seu estudo e seu nome ficou, na historia da ciencia.

    • Bixo, a análise que Carl Sagan fez do cosmos não era nada simples. É, na verdade, terrivelmente complicada e insustentável.

  4. como existem pessoas que acreditam em tudo que leem. quem não acredita em deus, só deve ser alguem que não tem nada de bom na vida.é claro que pessoas assim não veem sentido nenhum em sua existencia.

    • Sentido é acreditar em livros antigos com histórias fantasiosas? Obrigado, prefiro continuar sem então. Alias, meu caro amigo crente, destino é a gente que faz, quem faz o destino é a gente, somente na mente de quem for capaz.

  5. Glauco ainda não entendi esses “campos elétricos entre as estrelas” que tu falou. Seria a magnetosfera, como a de Júpiter? Ou eletricidade mesmo? como essa que faz o meu computador funcionar? Saberia me explicar um exemplo tendo o SOL como modelo?

    • Bixo, só de conversar comigo vc tá sendo mal votado!
      A magnetosfera de qualquer corpo celeste só pode existir se houver um campo elétrico alimentando-o, e isso é Lei da Física.

      O campo elétrico do Sol não é consequência de sua fusão nuclear, mas exatamente o contrário: sua altíssima rotação gera campos elétricos que por sua vez criam campos eletromagnéticos e o conhecido Efeito Pinch, que ocorre em ambientes de plasma altamente energéticos e providencia a pressão necessária para o Hidrogênio, presente em sua atmosfera, entre em fusão nuclear. Ou seja: a fusão ocorre na atmosfera da estrela, não em seu núcleo. O núcleo, diferente do que a astrofísica moderna propõe, é solido.

      O processo de fusão nuclear separa a carga elétrica de seus átomos, e essa carga separada é espalhada por todo o Sistema Solar com o Vento Solar. Por ser um campo elétrico não-uniforme (maior carga positiva), é gerado um diferencial de cargas elétrico em todo o Sistema Solar, chamado de Capacitor Solar, que possui diferentes cargas à medida que se distancia do Sol.

      Qualquer corpo celeste que entre nesse Capacitor Solar e possua um potencial elétrico menor do que ele descarrega-o, gerando outros campos elétricos e outros campos magnéticos. São esses os campos que, por exemplo, formam o Campo Magnético da Terra e criam o formato cometário dos corpos celestes que atravessam esse Capacitor Solar em um ângulo não-circular.

      Esse Modelo é suficiente para derrubar 99% de toda ciência astronômica que é ensinada nas Universidades.

    • Não me importo com os votos negativos, meu objetivo aqui é conhecimento. Agora entendo melhor a tese das interações elétricas entre as estrelas, e de fato é algo real e que pode ser observado diretamente, até na própria terra em seu campo magnético interagindo com o do Sol, ao contrário da matéria e energia escuras. No entanto, só quando conhecer a fundo a complexidade da tese que apresentas poderei tomar uma posição definitiva.
      Espero que estudos como esse e outros que virão consigam nos próximos anos resolver ou pelo menos diminuir a carga de confusões que temos visto ao vivo na física clássica.

    • Vc tem visto os cometas colidindo com o Sol ultimamente pelas câmeras SOHO e StereoA-B? As duas últimas foram nos dias 3 e 21 de Outubro, mas eu possuo dúzias desses vídeos. O que se viu foi o Sol entrando em atividade à medida que esses cometas se aproximavam do Sol, e quando se aproximavam muito de sua atmosfera, o mesmo liberava massa coronal e, no dia 3, tivemos as maiores CMES já registradas em todos os tempos, e ficou ativo por mais de oito horas. Isso nunca foi registrado antes.

      A explicação oficial é que não passa de coincidência o fato do Sol explodir com a presença de cometas, e que nenhum até hoje foi filmado caindo no Sol. Mesmo com os vídeos que eles mesmos fornecem. Está claro que eles não tem nenhuma intenção de derrubar as teorias que vêm formando PhDs a mais de quarenta anos sobre esse assunto. Isso é política, não ciência, e ela está nas mãos das pessoas que financiam essas pesquisas. Não nas nossas…

  6. os caras criam teorias para provarem outras teorias, que batem de frente com outras teorias …
    eu n acredito em materia escura … cada ambiente do universo deve apresentar uma fisica diferente
    então o que aconteceria aqui no nosso meio
    n significa que vai acontecer em outra galaxia da mesma forma …

    … do que acreditar na materia escura, como disse o Glauco … n se pode ver, nem medir mais vcs sabem que existe ¬¬

  7. “Depois desse estudo, cientistas sabem ainda menos sobre a matéria escura do que conheciam antes.”
    Porque eles não acessam o HYPESCIENCE?
    Aquí tem gente que sabe mais do que eles.

    • As teorias vão sendo obrigatoriamente modificadas no andar das descobertas, é um processo natural para o objetivo real, entender o universo. É a benção e a maldição da astrofísica, descoberta após descoberta, sempre existirão novos mistérios. Benção porque sempre haverá o que estudar, e maldição porque nunca se terá uma certeza definitiva, uma questão fechada.

    • Quando um modelo é criado, todas as observações futuras devem bater com o que o modelo diz. Ou isso ou o modelo está errado.

      Se os astrofísicos e os astrônomos não conseguem criar um modelo que condiz com as observações, então ele deve simplesmente ser abandonado. Pura irresponsabilidade, inércia e falta de competência insistir em teorias que nunca batem com o que é observado.

      Prof. James McCanney neles! Seu modelo nunca precisou ser revisado desde sua criação a 30 anos atrás, todas as observações batem com o proposto e fornecem explicações muito mais elegantes do que Massa ou Energia Escura, Big Bang ou buracos negros.

    • Ou as observações batem com o modelo proposto, ou ele está errado. Esse modelo sofre remendos toda semana desde que foi criado a 40 anos atrás.

    • Ou as observações batem com o modelo proposto, ou ele deve ser abandonado. Esse modelo sofre remendos toda semana desde que foi criado a 40 anos atrás.

    • Já existe: a presença de campos elétricos no espaço fornece o suficiente para substituir o Big Bang, a Matéria e a Energia Escuras, os Bucaros Negros, a Formação das Estrelas, dos Cometas e dos Planetas, além de utilizar apenas as Leis da Física estabelecidas, sem precisar de nenhuma teoria bizarra.

  8. Vocês seres pensantes (Jonatar, Cesar, etc..) têm muuita paciência.. Não vale a pena discutir com esse tipo de gente, a cabeça deles é muito dura e ignorante para assimilar tal abstração, eles preferem o conforto de um Deus que resolve e comanda tudo de forma totalmente “consciente”. Simplismente não vale a pena discutir, o melhor a fazer é ignorar os ignorantes.

    • Eu tenho que escolher entre o deus dos cristãos e a NASA?? E eu é quem sou o limitado aqui??

    • Ah! Claro…Esqueci que estou num site onde tem seres pensantes, por isso quem pensa diferente é tratado de ignorante,infantil e fantasioso.
      Ah! Esqueci também que ser fantasioso é só coisa de religioso. Só eles pensam em algo que não se pode observar na natureza,só eles que acreditam em algo que não existe.

    • Vamos com calma pessoal, todos são pensantes do contrário não poderiam teclar pra escreverem um comentário. A única diferença é escolher em que acreditar e seguir, ciencia, religião ou as duas coisas. O Mig10 só fez perguntas baseado no que acredita, não atacou ninguem porisso respondi baseado naquilo que entendo. Acho que ignorar é uma prática ignorante.

    • “Por falar nisso fiz uma matéria escura hoje de manhã.”
      rachei aki!!!
      kkkkkkkkkkkkkkk

    • A-F-F-F!!!!

      k-k-k-k-k-k-k-k-k-k #-M-O-R-R-I !!!!

      (Usei os hifens pq escrevi a mesma mensagem sem eles e foi pra moderação!) ¬¬

    • Boua! kkkkkk

      Agora sei o que dizer quando me perguntarem se acredito em deus!

    • Esqueceu de pagar o dízimo da Massa Escura, e ainda blasfemou contra ela… Pecador!!! rsrsrsrsrs

  9. Caro Jonatas,

    Em seu romance literário intitulado Contato (levado ao cinema em filme estrelado por Jodie Foster e Matthew McConaughey), o astrônomo Carl Sagan coloca sua personagem principal em “contato” com mensagem espacial codificada em ruídos que se repetem em número de vezes obedecendo a ordem dos números primos, concluindo-se daí que a mensagem teria partido de vida inteligente. Como bem observou o jornalista Michelson Borges, o materialista Carl Sagan admite, poeticamente, vida inteligente quando se depara com números primos. Tenho certeza que, em sua respeitada carreira de astrônomo, ele viu muito mais lógica e muito maiores sinais de inteligência nas leis e estruturas que regem o universo e no mundo biológico em toda sua complexidade, do que na seqüência de números primos.
    Lembre-se querido, que, não obstante os grávitons ou algo que o valha, a gravidade é uma Lei. Pode ser inferida e testada empiricamente, enquanto que a matéria escura ainda está no campo teórico, como você mesmo afirma. Melhor seria se Carl Sagan (e outros) tivesse seguido os passos de Newton, que além de cientista universalmente conhecido, era fiel perscrutador da Verdade e preocupado com sua vida espiritual.
    Isaac Newton é autor do livro intitulado Profecias do Apocalipse e o Livro de Daniel.

    Um abraço,
    Fique com Deus.

    • Você está confundindo as coisas. Teorias não viram leis. A ciência é cheia de teorias, como a Teoria Gravitacional, a Teoria Celular, a Teoria Atômica, a Teoria Heliocêntrica, etc. A Lei da Gravidade não é a mesma coisa que a Teoria da Gravidade. A Lei da Gravidade equaciona a relação entre massa, distância e força de atração gravitacional, mas o modelo para explicar a gravidade não é a lei da gravidade, é a Teoria Gravitacional. E a Teoria Gravitacional tem dois modelos concorrentes para explicar a atração gravitacional, um deles é o modelo baseado nas partículas virtuais chamadas de “grávitons”, que são os intermediários teóricos da interação gravitacional, assim como os fótons são os intermediários da interação eletromagnética. O outro modelo concorrente com este é o baseado na Teoria da Relatividade, que modela a atração gravitacional como sendo o resultado de uma distorção no tecido do tempo-espaço causado pela presença de massa.

      A maioria dos criacionistas faz esta confusão, entre leis e teorias, e dizem “a evolução é só uma teoria”, e ficam confusos quando apontamos que a gravitação também é “só uma teoria”, ou o modelo que diz que o Sol é o centro do Sistema Solar também “é só uma teoria”. Teorias não viram leis. Leis não começam como teorias. As leis equacionam comportamentos observados na natureza, como a Lei de Boyle-Mariotte (P.V=k ou P1V1=P2V2), a Lei de Gay-Lussac, e a Lei da Gravitação. As teorias vão além, elas tentam criar modelos que explicam as causas e o comportamento dos fenômenos, como a Teoria dos Gases, a Teoria Gravitacional, a Teoria Celular, etc.

      Para criticar Ciência, é preciso conhecer Ciência.

    • caramba ,acho que estou com hiperatividade!!!eu sei quais são as leis e como fucionam,mas não estou conseguindo ligar uma frase a outra do texto.droga, droga, droga!!!

    • Querido Cesar,

      Obrigado pela sua resposta e esclarecimentos, pois de fato sou leigo, embora amante, da boa ciência. Assim, jamais poderia criticá-la e se reler meu texto vai perceber que não o fiz. Meu comentário foi feito em função da declaração do Jonatas que fala do “deus imaginário” (de fato existem vários). Talvez, o mal entendido tenha ocorrido em função de eu ter utilizado a expressão “a gravidade é uma Lei”, quando deveria ter dito “a gravidade é um fato”. Sou cientista jurídico e adepto ao cristianismo nos 3 últimos anos, portanto o termo “lei”, para mim, tem outros significados e foi empregado em lato sensu e não estritamente, como quando você citou a Lei da Gravitação. Outro ponto em que poderia ter me expressado melhor (ao menos, mais tecnicamente, do ponto de vista científico) foi quando disse que “a matéria escura ainda está no campo teórico”. Mais uma vez, usei um termo – teórico – em sentido amplo, querendo apenas dizer que ainda não foi comprovada a existência da matéria escura, embora isso pudesse se deduzir por silogismo. Com o novo estudo, o efeito que era atribuído à suposta matéria escura não ocorre como deveria (se ela realmente existisse) nas galáxias anãs. Voltamos à estaca zero: provavelmente ela não existe. Neste sentido, o contrário é apresentado pela gravidade, que, independente de lei ou teoria, tem seus efeitos como fato. Não entenda, portanto, que eu tenha dito que as leis da física derivam de teorias, o que seria, naturalmente, ilógico.
      A crítica sim, que fiz, está relacionada a dois aspectos que ocorrem comumente:
      1º. Ocorre quando o raciocínio lógico (como no caso de Carl Sagan), utilizado por cientistas super valorizados pela mídia, é aplicado a algo contrário àquilo por eles difundido, mesmo quando o argumento daqueles é a expressão de seu naturalismo filosófico e não ciência. O resultado é a ridiculização da argumentação oposta.
      Ex. Richard Dawkins, em “Deus, um delírio” admite como verossímil a teoria Big Bang + Big Crunch como tendo ocorrido em ciclos eternos (uma alternativa a teoria do Big Bang, na qual não seria necessária a explicação da origem da partícula inicial). Se ele admite que esta partícula exploda e colapse eternamente (sem origem, portanto), deve admitir o argumento religioso de um Deus eterno, mas ele O chama de supra-sumo dos Boing 747 (o que pode ser traduzido por: quem teria criado Deus?), ridicularizando um argumento criacionista reproduzido em seu livro (obs.: a hipótese de Stephen Hawking em The Grand Design, em análise simplória, também pode ser contestada com seus próprios argumentos).
      Ainda no tema, caso se interesse, pode ver um comentário que fiz em 20/10/2011, para uma teoria exposta por Campos em 17/10/2011,em: https://hypescience.com/segundo-o-papa-deus-esta-por-tras-do-big-bang/ (Obs.: considerei apenas os argumentos de Campos, e não a Teoria da Relatividade, pois sou suficientemente leigo para isso)
      2º. Propostas que não se enquadram no modelo científico imposto pela mídia tendem a ser desprezadas sem maiores considerações, principalmente quando são potencialmente nocivas a teorias como a da Evolução ou a do Big Bang, mesmo sendo teoricamente viáveis, o que afronta o princípio do debate que deveria impulsionar a ciência.
      Ex. Em pesquisa sobre a formação do Grand Canyon, encontrei brochura explicativa no site daquele Parque Nacional , onde constam as seguintes afirmações:
      “The strata of Grand Canyon do not present a continuous record of Earth’s history. Some rock layers eroded away before newer layers were deposited on top producing unconformities,
      millions of years of missing time and unknown geologic stories.”
      – Camadas intermediárias presentes em parte do Canyon e completamente inexistente em outras partes (Períodos Ordoviciano e Siluriano), resultando na ausência de “milhões” de anos de registro nestes pontos.
      “Although the origin of Grand Canyon is complex and not totally deciphered, the forces that shaped it are well understood.”
      – A origem do Grand Canyon ainda não foi totalmente decifrada. No google earth podemos ter uma boa noção da região e principalmente das áreas adjacentes.
      “The question of how the Colorado River evolved its present course is still unresolved”
      – O atual curso do Rio Colorado tem sua história ainda não esclarecida.
      No caminho entre o Grand Canyon e Las Vegas pode se observar a paisagem bastante sugestiva do Monument Valley , dê uma olhada e pense: vento e intempéries, Rio Colorado ou inundação de proporções globais?
      Mais sobre Grand Canyon em
      Para estas questões e outras relacionadas ao Canyon, como o fato das camadas intermediárias serem planas (sem erosão) mesmo cada uma tendo ficado exposta na superfície por “milhões” de anos, o modelo diluviano bíblico tem resposta mais simples e lógica. No entanto, admitir o dilúvio (do qual há evidências em todo o globo) ou uma catástrofe universal, diminuiria o tempo para a evolução das espécies para cerca de 4.500 anos, inviabilizando a teoria evolutiva. Ressalta-se que os criacionistas admitem a evolução por intermédio de mutações dentro da mesma espécie (micro-evolução) e não a mutação de uma espécie que gere outra.
      O que tenho visto nestes 3 anos de estudo das hipóteses criacionistas e das orientações bíblicas, é que em diversos ramos da ciência, como a arqueologia, a geologia e geografia, a paleologia, a astronomia, a antropologia e a sociologia, a biologia, bioquímica e a genética, a medicina e prevenção à saúde (conceitos de higiene), até a filosofia e a própria história, é que o relato bíblico se consolida ao longo dos séculos, fazendo com que os críticos revejam freqüentemente sua posição em relação a pontos aparentemente duvidosos, fazendo com o quê possa parecer absurdo hoje, pode não o ser amanhã. Ao mesmo tempo, vemos a ciência formular e reformular, ver e rever suas “verdades absolutas” (ao menos é assim que são apresentadas pela mídia “formadora de opinião”).
      Newton também sofreu com isso, foi chamado de “velho caduco” por Voltaire, ao estudar as Sagradas Escrituras e afirmar que a ciência chegaria ao ponto de construir meios de transporte que chegariam a 80 km/h, baseado no texto bíblico de Naum 2:4 (até física!).
      Caro amigo, como pretendente ao cristianismo, não estou aqui para defender Deus ou alguma teoria que demonstre a sua existência e sim para apresentar uma possibilidade que, no momento, está fora da proposta intelectual que você decidiu se inserir. Para alguém que busca conhecimento, vale estudar a Bíblia, não como cientista, mas como ser humano. Caso não creia em suas verdades espirituais, seus ensinamentos em diversas áreas e seu registro histórico já fazem valer. Assim, vou propor-lhe uma situação nova: talvez exista algum ponto em que você veja inconsistência ou dificuldade de aceitar no relato bíblico. O que você acha de iniciar um estudo (e não mera leitura) e, quem sabe, a própria Bíblia possa ter alguma resposta para te dar relacionada aos assuntos nela propostos? Tenha apenas em mente que ela não é um livro científico, embora também fale sobre ciência.

      Agora, se me permite (reconhecendo que você não criticou Deus em momento algum), vou reformular sua frase. Talvez alguém se sinta motivado a conhecê-lO melhor.
      Para criticar Deus, é preciso conhecer Deus.
      Se achar possível, fique com Ele.
      Forte abraço,
      Marcelo II

  10. Vou começar citando os grávitons, que teoricamente seriam as partículas elementares (indivisíveis) responsáveis pela energia gravitacional, como o fóton é pela luz. Ninguem nunca detectou os grávitons, não há ainda a prova dos culpados pela maçã ter caído na cabeça do Newton. Mas sabemos da gravidade porque vivemos sobre seus efeitos, a maçã caiu na cabeça do Newton e mantém o sistema solar ainda solar… Até mesmo baseia-se nela pra calcular o tamanho e a massa dos objetos, pela velocidade dos corpos que os orbitam. O tamanho de Plutão só foi possivel se definir quando acharam sua lua, Caronte.
    Agora, o que vou citar para a matéria escura? Ela é uma teoria da mesma linha da gravidade, não detectamos os seus componentes fundamentais, mas observamos os seus efeitos. O nome matéria ou energia escura é óbvio, pelo fato de não emitir luz visível. Ela pode ser qualquer coisa, desde partículas elementares até estrelas escuras e buracos negros. Pode ser algo tão exótico quanto campos energéticos entre estrelas e galáxias numa faixa que nossos instrumentos ainda não puderam detectar. Então, o nome matéria escura ou energia escura é só uma generalização do que é invisível pra nós, que só é visível em seus efeitos.

    • Partindo então do pressuposto que a meteria escura e os grávitons existem pela fato de vermos os seus efeitos, então porque não podemos afirmar que a causa de tudo isso é divina? Não estamos usando a mesma base para afirmar isso?
      A maioria dos cientistas estão perdidos em suas pesquisas pois preferem acreditam em energia escura, ao invés de acreditar em poder divino.
      Que bom que construiram o LHC e tem tantos pesquisadores no CERN, pois todos poderão ver de camarote o poder que eles tanto procuram.
      Abraços!

    • Porque deus é um ser imaginário, criado nas culturas antigas. Não vemos nenhum efeito que comprove sua existência.

    • Está certo disso? Então quer dizer que cientistas não podem criar imaginações a cerca de algo que não entende? É isso mesmo?

    • Ciencia não se baseia em fé, mas em fatos e indícios, e as teorias são o meio de equacionar e até prever o que não pode ser observado diretamente. Não é só imaginação, é imaginação inteligente, baseada na coerencia do que é mais provável, não em sonhos de divindades.

    • Deus não é algo totalmente externo ao ser humano, mas é uma entidade advinda do contato do ego-pensante com o cosmo-pensante. Noutros termos, é a veneração do próprio homem para com um Ser superior ao entendimento humano. E saber que por detrás da natureza palpável ao homem existe um mistério: e é exatamente este mistério que Einstein chama de Deus, e a veneração e este é a sua religiosidade. É, de fato, o campo do imaginário (a mente humana) que faz a introspecção da idéia de Deus, ou seja, conhece esse Ser superior. Este campo do imaginário deve ser entendido como sendo o mergulho na própria subjetividade em si mesma. A certeza de que é através da intuição que poderá chegar no conhecimento de Deus e de sua própria influência na vida humana. É justamente este o sentido que leva o presente texto defender a idéia de que em Einstein é possível afirmar que é pela introspecção sobre si mesmo que haverá a certeza da existência de uma verdade unitária, a qual criou os homens e tudo que existe de visível e invisível aos olhos humanos. A fé de Einstein é a fé na racionalidade da construção do mundo, a crença de que é possível entrever seus princípios. Sendo assim, sua célebre frase “Deus não joga dados” não se refere a um Deus personalizado que determina arbitrariamente o destino das pessoas. É uma afirmação sobre a física, mais especificamente sobre a relação de difusão da física quântica. Na religião de Einstein, não há lugar para impasses ou afirmações difusas. È no próprio sujeito que se pode encontrar o verdadeiro vestígio do valor da religião para o homem
      Tudo que existe deve ter uma causa.
      O Universo deve ter uma causa.
      Nada pode ser a causa de si mesmo.
      O Universo não pode ser a causa de si mesmo.
      Alguma coisa fora do universo deve ter causado o Universo.
      Deus é a única coisa fora do Universo.
      Deus causou o Universo.
      Deus existe.

    • Fernando, não sou prolixo como você, portanto formularei perguntas a partir de seus próprios axiomas:
      “Nada pode ser a causa de si mesmo.” – Então Deus foi criado por um Super Deus? E quem criou o Super Deus?
      “Deus é a única coisa fora do Universo.” – Então existe algo fora do Universo, uma espécie de Multiverso?
      É fácil afirmar coisas sem o compromisso da comprovação.
      As pesquisas científicas têm este compromisso, este é o motivo pelo qual os pesquisadores ajustam suas teorias conforme novos fatos são observados.
      Para quem acredita, Deus não precisa de comprovação, sua fé é o suficiente, exista ou não.

    • “então porque não podemos afirmar que a causa de tudo isso é divina?”

      Se seguíssemos seu raciocínio, ainda ficaríamos oferecendo oferendas aos deuses para aplacá-los de suas iras e não destruírem o mundo com raios e enchentes etc.

      A ciência pode não ter uma boa explicação para a matéria escura, mas espere mais alguns anos e você verá a explicação do “poder divino”.

    • Acho que não seguiu meu raciocínio. Quando foi eu que disse divinos? Creio q entendeu bem o que disse. Se não aceita é um direito seu.
      Quanto a ciência não ter uma boa explicação ainda para a matéria escura, fique tranquilo que daqui a alguns anos farão a mesma coisa com a idéia do big bang. Não conseguiu ainda encontrar nada que o comprove, mas farão uma colcha de retalhos para confirmar suas teses.
      E farão isso exatamente para não aceitar “o poder divino”.

    • MIG 10, eu não acredito no deus bíblico pelo simples fato que não existe comprovação física pra ele. O Universo é caótico, as estruturas se formam de formas colisionais numa sequência de acidentes aleatórios até acharem a estabilidade, os sistemas planetários também, e assim por diante.
      Se houvesse criador, a formação de tudo seria ordenada e harmoniosa, e não vemos nem traços disso. A terra deu a sorte que venus e marte não tiveram, só isso.
      Quem quer acreditar em um deus e se sente bem com isso deve continuar acreditando, a fé em algo superior deve ser confortante nos momentos de incertezas na vida.
      Eu por minha vez consigo me resolver nessas questões por meditação ou uma vizita no psicólogo não é nada mau.

    • “Universo é caótico, as estruturas se formam de formas colisionais numa sequência de acidentes aleatórios até acharem a estabilidade, os sistemas planetários também, e assim por diante”.

      Universo caótico? Acidentes aleatórios até acharem a estabilidade?
      Que coisa! Não é necessário ser estudar os astros para observar o quanto temos um universo organizado. Começando pelas leis que regem o universo.
      Acidentes aleatórios até acharem a estabilidade?
      Como isso funciona? De repente se acha a estabilidade?

    • Organizado, agora, va ao início do sistema solar pra ver o historico bestial da “criação”. Planetas se chocando, uma loucura. Eles estão harmonizados hoje porque encontraram o melhor ponto de equilíbrio entre eles e o Sol.

      As águas do rio não seguem pro mar porque deus mandou, mas porque a inclinação do terreno as conduz a esse caminho. Ao derramar um líquido em um funil, ele bate nas paredes inclinadas até achar o caminho pra seguir a gravidade que o atrai pra baixo. O que mantém o Sol brilhando não é vontade de deus, mas as reações nucleares violentas que contrabalaçam a pressão das camadas externas.

    • “Eles estão harmonizados hoje porque encontraram o melhor ponto de equilíbrio entre eles e o Sol”.

      Como fazem isso?
      Eles encontraram uma forma de se harmonizar, mas eles tem inteligência para fazerem isso por si só?
      Quanto ao rio correr em direção do mar, por qual motivo o mar nunca se enche ao ponto de transbordar.
      Sei que tens uma resposta.

    • “Eles encontraram uma forma de se harmonizar, mas eles tem inteligência para fazerem isso por si só?”
      Tu sabes que não, eles bateram e rebateram como bolas numa mesa de sinuca até acabar no equilíbrio orbital, uma resultante entre duas forças naturais, a gravidade que atrai para o Sol e a velocidade do proprio planeta, a força centripeta. Quer provas? as crateras, a origem da Lua, os pedaço de Marte que caem na terra. Num sistema organizado não haveria colisões meteoricas escrevendo as historias da terra e do universo.

      “Quanto ao rio correr em direção do mar, por qual motivo o mar nunca se enche ao ponto de transbordar?”
      Um oceanógrofo te responderia melhor. Mas os proprios fenomenos climáticos fazem a água ter o seu ciclo de evaporação nos oceanos e posterior condensação para chuvas. A vida nos continentes só foi possível por essa capacidade natural, e uma ajuda da lua no efeito das marés.

      Acreditas em deus, tudo bem. Mas eu sugiro que o procures não nos mistérios do universo, mas da vida, se existir e eu estiver enganado, é bem mais provável como criador da vida, não do universo. A vida parece projetada.

    • “Eles encontraram uma forma de se harmonizar, mas eles tem inteligência para fazerem isso por si só?”
      Tu sabes que não, eles bateram e rebateram como bolas numa mesa de sinuca até acabar no equilíbrio orbital, uma resultante entre duas forças naturais, a gravidade que atrai para o Sol e a velocidade do proprio planeta, a força centripeta. Quer provas? as crateras, a origem da Lua, os pedaço de Marte que caem na terra. Num sistema organizado não haveria colisões meteoricas escrevendo as historias da terra e do universo.

      “Quanto ao rio correr em direção do mar, por qual motivo o mar nunca se enche ao ponto de transbordar?”
      Um oceanógrofo te responderia melhor. Mas os proprios fenomenos climáticos fazem a água ter o seu ciclo de evaporação nos oceanos e posterior condensação para chuvas. A vida nos continentes só foi possível por essa capacidade natural, e uma ajuda da lua no efeito das marés.

    • como os indiggenas do brasil ja tinham seus deuses quando os portugueses chegaram aqui?, nao era o mesmo deus cristao,mas era um deus que eles acreditavam.uma vez li:-o senso de religiao nasceu antes mesmo do senso de sociedade. isso já nasceu em nós é uma configuraçao do nosso cerebro, mesmo que nao acredite voce ja se perguntou se ele existia,o seu deus agora é outro, nao te faz sentir aquela paz interior faz voce sentir aquela ancia de saber, aquele sentimento de desvendar o desconhecido,é a mesma coisa que acreditar EM UM DEUS(mas ativando outras areas do cerebro, do que do deus convencional)

    • MIG10, não é assim. A hipótese da matéria escura foi criada por que havia algo que se comportava como uma massa adicional. A coisa funciona assim;

      1. a velocidade da órbita de um corpo em torno de outro depende, entre outras coisas, da massa do corpo central.

      2. a velocidade com que estrelas orbitam o centro galáctico depende da massa de todas as estrelas que estão dentro da órbita da estrela em questão.

      3. a velocidade das estrelas em torno do centro da galáxia pode ser medida de forma indireta através do desvio para o vermelho (e para o azul). Metade da galáxia tem desvio para o vermelho e a outra metade tem desvio para o azul, implica que as estrelas que estão com desvio para o vermelho estão se afastando, e as estrelas que estão com o desvio para o azul estão se aproximando de nós. Como seria de esperar em uma galáxia com rotação.

      4. a massa das galáxias pode ser estimada através do brilho delas. Em outras palavras, fazemos uma estimativa da quantidade de estrelas que tem uma galáxia observando o espectro delas e a intensidade do brilho delas.

      5. usando os valores de um, poderíamos inferir os valores de outro. Quer dizer, observando a velocidade de rotação de uma estrela, poderíamos estimar a massa que existe dentro da órbita dela. E vice-versa. Usando as Leis de Kepler e todas as inferências acima, que são feitas em cima de medidas cada vez mais precisas, à medida que telescópios mais sensíveis são lançados no espaço ou são inaugurados em terra.

      6. a relação não se verificou. A velocidade das estrelas era maior do que o esperado. E a diferença era muito maior do que o esperado por causa dos erros de medida. Ou seja, entre as hipóteses que foram levantadas, uma delas era a de que havia alguma massa nas galáxias que não estava sendo contabilizada, por que não emitia luz. Uma matéria escura, que não brilhava na luz visível, no raio-X, no infravermelho e no ultra-violeta.

      7. novas medidas foram feitas, e a hipótese da matéria escura foi a que sobreviveu. Outras hipóteses incluem modificação na Lei da Gravidade, por exemplo (ou seja, a equação F=GMm/d² só valeria em condições especiais, haveria uma equação mais genérica para explicar galáxias e grupos de galáxias).

      E foi assim que surgiu a hipótese da matéria escura, que hoje é aceita como a melhor explicação para as discrepâncias entre o resultado esperado pela Lei de Kepler e o movimento real das estrelas em torno do centro galáctico das mesmas. Bem resumidinho…

    • Ótima aula, realmente bem resumido.
      Quando digo “colcha de retalhos”, é exatamente isso que você disse:
      “E foi assim que surgiu a hipótese da matéria escura, que hoje é aceita como a melhor explicação para as discrepâncias entre o resultado esperado pela Lei de Kepler e o movimento real das estrelas em torno do centro galáctico das mesmas”

      Quando encontrarem as particulas que compõe a matéria escura, será que não haverá algo a mais por trás de tudo isso?
      Após encontrarem, o que mais será necessário descobrir?
      Os cientistas estão preparados para isso?

  11. Isso anula a matéria “Foto: Nobel de Física para o estranho Universo” publicada aqui hoje.

    Quem aqui ainda acredita em Matéria ou Energia Escura, negavita o comentário! Não vale votar duas vezes!

    • A matéria escura é real porque a maioria dos objetos universais não emite luz própria e não tem estrela por perto pra se iluminar, e a energia escura é uma incerteza óbvia, que habita no universo de incertezas que nossos instrumentos não podem detectar ainda, mas não creio que nenhuma delas seja a única explicação para o comportamento das Galáxias e das estrelas, tem mais coisa aí.

    • Bixo, c tá mto errado. A Matéria Escura não tem nada a ver com corpos frios no espaço. Ela foi criada apenas para explicar os braços simétricos das galáxias, mas eles podem ser muito melhor explicados com correntes elétricas.

    • Ok. Talvez euesteje desatualizado. Mas aprendi sobre matéria escura em uma tese de dois grupos de candidatos. O das particulas elementares, tendo como fortes candidatos os neutrinos, e o dos objetos, onde os favoritos ao título miss-matéria-escura éram as estrelas anãs-marrons.

    • Nada a ver. O César explicou melhor o que é a Massa Escura. O problema é que ela não existe.

Deixe uma resposta