Big Bang e antimáteria: experimento subatômico pode ter respostas

Por , em 30.06.2011

Duas equipes de cientistas, separadas pelo Oceano Pacífico (uma no estado de Minnesota, nos EUA, e outra em Ibaraki, no Japão), fizeram estudos que se complementam e dão um novo passo para entender a evolução do universo. Basicamente, eles descobriram uma partícula subatômica que pode se transformar em outra, o que constitui um fenômeno raro cuja explicação ainda divide os cientistas.

Você já ouviu falar de léptons? Quem entende de física nuclear pode explicar que léptons são partículas subatômicas, de massa quase insignificante, que podem ou não ter carga elétrica. São divididos em múon, tau, e no bom e velho elétron (estes têm carga menos 1), e seus respectivos neutrinos (partículas de massa ainda menor, que estão associados as outras, mas possuem carga neutra).

Pois bem, os cientistas já haviam, no passado, conseguido algumas transformações entre essas partículas. Já transformaram neutrinos de múon em neutrinos de tau, e neutrinos de elétron em neutrinos de um dos outros dois. Mas ninguém havia conseguido transformar qualquer coisa em um neutrino de elétron. Dessa vez, parece que esse objetivo foi atingido.

Para conseguir a façanha, os cientistas americanos usaram dois laboratórios. Um na Alemanha, outro nos EUA, ambos especializados em aceleração de partículas. Da Alemanha, lançaram um feixe de partículas múon que percorreu a distância em cerca de quatro centésimos de segundo. O raio atingiu, em Minnesota, uma pequena maquininha de 5 toneladas que serve como receptor. Quando alcançaram o destino, as partículas não eram mais múons, e sim elétrons.

E que consequências esse experimento pode ter? De maneira geral, as partículas subatômicas estão relacionadas com a teoria do Big Bang, que seria o evento criador do universo. Isso porque os neutrinos, que são as partículas “mutantes” em questão, são os componentes básicos da antimatéria, que é um conceito-chave na teoria do Big Bang.

Descobrir o motivo pelo qual os neutrinos de múon podem virar neutrinos de elétron responderia a uma importante questão: porque há muito mais matéria do que antimatéria no universo? A solução para esse enigma permanece em aberto.[MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

23 comentários

  • Campos:

    Big bang e antimatéria. tudo isto está explicado no blog “ölhando o univeso”, de uma maneira mais lógica.

  • Roberto:

    Embora tenha lá seus fãs, sempre ficou a dúvida em relação ao Big-Bang: de onde veio o ovo (a massa) que deu origem à big explosão e ao universo?

    • Roberto:

      Como já comentei abaixo, esse é o Santo Graal da Física Moderna – a Física de Partículas. A busca pelo Bóson de Higgs a qual acredita-se; foi quem “deu” massa as partículas. Em palavras leigas, ainda não conseguimos “enxergar” o ovo, mas isso não significa que ele não esteja lá.

  • Campos:

    Big bang é coisa do passado. Não é possivel se acreditar que um atomo primordial foi desintegrado, não se sabe como e gerou tanta matéria que lotou todo o universo e ainda gerou tambem uma parte quase igual de antimatéria que se anularam para causar uma explosão de energia E=MC². Isto é destruição da matéria e não criação. Não foi nada disto. A teoria do big bang, está prejudicandon em muito o raciocínio lógico. wwwbigbangneverhappened.org.

    • EltonPaes:

      Eu suspeitava deis de o princípio…^^

    • Roberto:

      Quem disse que foi um átomo que explodiu? Isso é a coisa mais descabida que eu já ouvi (li). Do BigBang nasceu a matéria, o espaço e o próprio tempo. Não existia nenhum átomo antes do BigBang. Nem mesmo o “antes” existia porque como já disse; o próprio tempo nasceu ali. Além do mais, a teoria ainda carece de explicações como o caso da antimatéria e da matéria escura. Esse é o Santo Gral da Física-Quântica; a busca pela Equação Universal, a “Mão” de DEUS. Átomo primordial…!!!

  • EltonPaes:

    3 COISAS QUE SERÃO DESTAQUES NOS JORNAIS DE 2100

    1ª TELE TRANSPORTE LOTADO, TEM QUE VER ISSO AE GOVERNANTES!!
    2º MANIFESTANTES QUEBRAM TUDO EM FRENTE A REDE GLOBO, PEDINDO QUE TIRE A ZORRA TOTAL DO AR.
    3ª CIENTISTAS DESCOBREM NOVA PARTÍCULA SUBATÔMICA, E ESTÃO PERTO DE DESVENDAR O MISTÉRIO DO UNIVERSO… rsrs

    • renato_kami:

      HUAHUAHUAHAUAHUAH a 2º é bem verdade

  • vicente:

    o unico universo que me intriga é o de materia organica, o que vivemos eu creio que possa ter surgido de um buraco negro.
    mais se o universo surgiu de um buraco negro como eu surgi(ser vivo) penso que nós somos como maquinas organicas nossos cromossomos são como scripts a serem seguidos e isso é o que nos da nossas caracteristicas. mais quem criou isto ? é intrigante tentar pensar que surgimos de uma explosão é pertubador querendo ou nao pode haver um ser superior

  • Ronaldon:

    Simples, a antimatéria possui carga contrária ao bóson de higgs o que anula os dois dando origem a energia escura. Não esqueçam de dar os méritos ao Ronaldon,hahaha.

  • anderea:

    http://primeirateoria.blogspot.com/
    minha primeira teoria cientifica com 14 anos

  • Al Cruz:

    Grande Explosão é apenas uma teoria, como todas que regem o Universo. Quanto mais os cientistas nadam nesse Universo, mais atolados eles ficam.

    • Erto13:

      Espero que você, Al Cruz, saiba a diferença entre teoria e teoria científica para não falar bobeiras.

  • Alberto Carvalhal Campos:

    Eu já penso ao contrário de todo mundo. Não aconteceu um big bang. Como foi possível a explosão de um átomo primordial que mal tem massa suficiente para si, quanto mais pra encher um universo gigantesco como o nosso? Quem já leu o blog: “olhando o universo”, tem uma melhor noção de que como tudo começou. Isto é, sem big bang, sem expansão, sem energia e matéria escuras, sem singuraridade que a própria fisica acha impossivel acontecer, sem inflação cósmica, ect. Basta imaginar uma outra forma de nascimento do universo sem o big bang. Leia esta edição mais recente de “olhando o universo e comente”.

    • Roberto:

      Quem disse que foi a explosão de um átomo?

    • Roberto:

      A própria matéria, espaço e tempo nasceram a partir dali.

  • Renildo Vaz de Araújo:

    A energia sempre existiu e sempre existirá segundo a lei da conservação da matéria-energia de Albert Einstein, então já existiram infinitas singularidades que dão origem a infinitos big bang o que os astrônomos não perceberam é que o espaço-tempo existe dentro e fora da matéria-energia o espaço-tempo não é um lençol bidimensional ele é uma esfera móvel quadridimensional, o buraco negro não é um buraco é uma esfera com horizonte de evento muito forte que nem a luz consegue escapar se atingir o núcleo do horizonte de evento, é o infinitamente pequeno compondo o infinitamente grande e a consciência é o infinitamente complexo.

  • vicente:

    “Da Alemanha, lançaram um feixe de partículas múon que percorreu a distância em cerca de quatro centésimos de segundo.”
    aff minhas redações não são muito boas mais parece que esse trecho ficou desconexo, vai percorrer qual distancia ?

    • Roberto:

      Entre a Alemanha e EUA.

  • Cesar:

    O Big Bang não “criou” o Universo. O próprio Big Bang deve ter tido uma causa, mas não sabemos – ainda.

    Há quem diga que foi Deus quem deu origem ao Big Bang – a Igreja Católica, por exemplo, identifica o “Fiat Lux” (“Faça-se a Luz”) como sendo o Big Bang (embora o Universo fosse escuro durante algumas centenas de milhões de anos, ou seja, nada de luz no Big Bang), o ato criativo divino, mas a ciência não tem como investigar um ato que viola todas as leis da natureza, e tem várias hipóteses naturalistas (ou seja, dando explicações naturais) para tentar explicar a origem do Big Bang: colisão de branas (teoria M), universo ekpirótico, inflação caótica, ou uma coisa “prosaica” como um buraco negro em outro Universo (houve um cientista que recentemente anunciou o cálculo da massa do buraco negro que teria dado origem ao nosso Universo, segundo esta hipótese).

    De qualquer forma, se alguém tem vontade, este é um campo de pesquisas integrante, e dá para trabalhar a vida inteira, e sempre descobrindo coisas novas, lidando com a tecnologia mais avançada que a nossa civilização já produziu, e tentando responder às perguntas mais intrigantes da humanidade: quem somos, de onde viemos, por que o universo é assim, de onde veio e para onde vai?

    • Jorginho – “Queridinho dos ateus”:

      Beleza, caro Cesár. Ao menos nisso concordo contigo em alguma coisa. Bem formulada sua idéia.
      Mas, com relação a antimatéria, ela não faria parte ao menos uns 70% da massa que “anda” obscura, ao contrário ao artigo?

      Me corrija ou passe sua idéia relativa…

      Abraço.

    • vicente:

      cara vc gosta de escrever

  • Márcio M:

    Sou fascinado por esses assuntos, mas não entendo NADAAA. Quando alguém souber a resposta me avise, rsrs.

Deixe seu comentário!