Cientistas criam o espermatozóide em laboratório

Publicado em 9.07.2009

Um grupo de cientistas de Newcastle, no Reino Unido, anunciou a criação de espermatozóides de laboratório. E isso será de grande utilidade para entender a infertilidade masculina. Apesar disso, alguns experts não estão convencidos de que o esperma de laboratório foi criado.

Os pesquisadores de Newcastle publicaram um artigo na revista Stem Cell and Development dizendo que são necessários mais cinco anos para que a técnica seja aperfeiçoada.

As células tronco foram removidas com pouco tempo de vida e colocadas em tanques de nitrogênio líquido. Então foram trazidas à temperatura do corpo e colocadas em uma mistura química estimulando seu crescimento. Elas foram “etiquetadas” com um marcado genérico a fim que os cientistas pudessem identificar e separar dos óvulos e dos espermatozóides desenvolvidos.

As células tronco masculinas passaram pelo processo de meiose e foram divididas pela metade do número de cromossomos. O processo para criar e desenvolver os espermatozóides durou de quatro a seis semanas.

Entendendo os espermatozóides

O grupo de cientistas da Universidade de Newcastle declararam que os espermatozóides estão maduros e com mobilidade, e produziram um vídeo com a pesquisa.

O professor Karim Nayernia, da Universidade de Newcastle e do NorthEast England Stem Cell Institute disse que “este é um avanço importante, pois irá permitir aos pesquisadores estudar em detalhes como os espermatozóides se formam e levar a uma melhor compreensão sobre a infertilidade entre os homens – por que ocorre e o que a causaria”.

Para Navernia, o estudo poderá ajudar a desenvolver novas formas de ajudar casais que sofrem de infertilidade para que possam ter um filho que seja geneticamente deles. “Isto também permitiria aos cientistas estudar como as células envolvidas na reprodução são afetadas por toxinas, por exemplo, ou por que meninos jovens com leucemia que passam por quimioterapia podem ficar inférteis para o resto da vida – e possivelmente levar a uma solução”, finaliza. [BBC]

Autor: Sergio de Souza

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Essa descoberta dos japoneses, coloca por terra mais uma vez as crenças dos religiosos tolos e imbecis sobre a existência de deus. Somente uma pessoa muito fraca de inteligencia ou um debil mental, pode continuar insistindo nessas religiosidades absurdas, tolas e ignorantes. Quero ver a cara e declarações do Papa e bispos crentes, evagelicos e mais uma gama de beatos e carolas, que tem a religião como maneira de continuar com poder e dinheiro. Continuem cegos e ignorantes seus imbecis dando dinheiro a esses charlatões e estelionatarios da religiões

    Thumb up 4
  2. Embora ainda existam dúvidas, a-meu-ver, eles (os Cientistas) conseguiram sim a criação deste espermatozóde. Isso porque, o estudo do genoma, que empulsionaria a Engenharia Genética, foi alavancada no Governo de Bill Clinton. gastou-se muito para isso. Foi uma busca muito séria que trouxe resultados excelentes. Não esqueçamos que neste campo da Engº Genética, ela tem como expoente ela mesma.

    Thumb up 8

Envie um comentário

Leia o post anterior:
prova-grande
Estudantes sentem o cheiro do medo nas provas

Se você é estudante ...

Fechar