As 10 estradas mais perigosas do mundo

Publicado em 23.07.2013

Ah, as estradas. Um símbolo de progresso no passado, uma metáfora da vida livre e sem regras… E um matadouro onde, a cada ano, morrem mais de 42 mil pessoas apenas no Brasil, segundo as estatísticas mais recentes. Na sequência, acompanhe a lista das estradas mais perigosas do mundo:

10. Caminho a los Yungas, Bolívia

10
Começamos bem, uma vez que essa rodovia boliviana é mais conhecida por seu “apelido”: Estrada da Morte. É famosa por seu extremo perigo e já chegou a ser batizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento de “a estrada mais perigosa do mundo”. A estimativa é de que entre 200 e 300 viajantes sejam mortos anualmente ao longo da estrada, que fica na região de Yungas, na Bolívia. A rodovia é inteira marcada por cruzes nos locais onde alguns veículos já despencaram no passado. É uma ocorrência relativamente comum ônibus e caminhões caírem vale abaixo, especialmente quando eles tentam ultrapassar outro veículo pesado.

9. Estrada entre Jalalabad e Cabul, Afeganistão

9
Muitas estradas possuem a alcunha de “mais perigosa” (praticamente todas nesta lista), mas o trecho de 65 km que serpenteia o território Talibã entre a cidade afegã de Jalalabad e a capital Cabul tem mais direito do que a maioria. No entanto, não é a ameaça de ataques rebeldes que faz a estrada ser tão arriscada. É a combinação de caminhos estreitos e sinuosos que sobem até 600 metros através do desfiladeiro de Cabul e os imprudentes motoristas afegãos, que tentam a todo custo ultrapassar os pesados e lentos caminhões de carga.

8. Estrada James Dalton, Alasca, EUA

8
A Rodovia Dalton é uma estrada de 667 km que percorre boa parte do Alasca. Começa ao norte da cidade de Fairbanks (onde, no começo do ano, foi registrada a temperatura de -46°C), no centro do estado, e termina na região conhecida como Deadhorse (“Cavalo Morto”), no litoral do Oceano Ártico, próximo aos campos de petróleo da Baía de Prudhoe. Apesar de parecer um caminho sereno, à primeira vista, a estrada é cheia de buracos, e volta e meia surgem pedras voando, transportadas por rápidos e traiçoeiros ventos. O pior de tudo: ela fica no meio do nada. Isso sem esquecer dos -46°C.

10 lugares que a natureza não pretendia que fossem habitados

7. Estrada Karakoram, Paquistão

7
Nomeada a “rodovia da amizade” pelos governos que a construíram, Karakoram é a mais alta estrada internacional pavimentada do mundo. Ela conecta a China e o Paquistão através da cordilheira de Karakoram, passando pela passagem Khunjerab, a uma altitude incrível de 4.693 metros. Está propensa a deslizamentos de terra e inundações e, para piorar a situação, a estrada não é pavimentada na parte do Paquistão. Mesmo assim, trata-se de uma atração turística, uma vez que serpenteia algumas gargantas espetaculares ao longo da antiga Rota da Seda. Ao todo, o trajeto possui 1.300 km de extensão.

6. Estrada do Túnel de Gouliang, China

6-

6
O túnel de Guoliang passa por dentro e ao longo das montanhas de Taihang, na província de Henan, na China. O túnel teve sua construção iniciada em 1972 pelos próprios habitantes da cidade de Guoliang e foi aberto ao público em maio de 1977. Antes da construção desta passagem por dentro das montanhas, a aldeia não possuía contato algum com o resto da civilização, devido aos penhascos que a protegem (e a isolam). Embora não conte com muito tráfego de automóveis, o trecho é bastante perigoso devido à região montanhosa e aos inerentes desafios do relevo.

5. Passagem Zoji La, Índia

5
O caso da passagem Zoji La é semelhante à estrada do túnel de Gouliang. Trata-se de uma ligação vital entre os estados de Ladakh e Caxemira – na realidade, o único meio de ligação entre os habitantes da região indiana de Ladakh e o resto do mundo. A estrada se localiza a uma altitude de aproximadamente 3.528 metros e é a segunda mais alta passagem de montanha do planeta, depois de Fotu La. Não raramente a estrada inteira é interditada durante o inverno. O trecho fica na parte mais montanhosa da Índia, na Rodovia Nacional 1D, entre Srinagar, a capital, durante o verão, do estado de Jammu e Caxemira e Leh, uma antiga cidade que atualmente também faz parte de Jammu e Caxemira, mas que já foi a capital da região de Ladakh.

4. Estrada do Cânion Skippers, Nova Zelândia

4
Novamente, as belas paisagens da natureza se unem a grandes altitudes. A rodovia do Cânion Skippers, localizada ao norte de Queenstown, na Nova Zelândia, é incrivelmente assustadora por ser apenas um caminho muito estreito, que se estende por uma região cheia de penhascos. Tanto que, para dirigir nessa estrada, é necessária uma permissão especial. Se você por um acaso conseguir obtê-la, esteja preparado para enfrentar um terreno escorregadio e boa sorte se você encontrar com alguém vindo na direção contrária…

7 perigosíssimos caminhos pelos quais ninguém deveria passar

3. Passo de los Caracoles, Chile

3
Caracoles atravessa a montanha Andreas, na fronteira entre o Chile e a Argentina. O trajeto possui diversas encostas íngremes e curvas fechadas, sem cercas de segurança ou algo do tipo. Além disso, a estrada permanece coberta de neve praticamente o ano todo devido ao clima frio e à altitude da região. A neve, em conjunto com o relevo desafiador, requer extrema paciência e habilidade de condução para dirigir em situações de emergência. Entretanto, a via é mantida em boas condições de funcionamento, o que reduz significativamente o número de acidentes. Caminhões e até mesmo ônibus turísticos de dois andares viajam diariamente por lá.

2. Passagem de Stelvio, Itália

2
Localizada a 2.756 metros de altitude, é a passagem de montanha mais alta pavimentada na região Leste dos Alpes, e a segunda mais alta dos Alpes como um todo, um pouco abaixo de Col de l’Iseran, a 2.770 metros. Algumas estradas parecem muito mais perigosas do que realmente são. No caso da passagem de Stelvio, a via se assemelha a alguns rabiscos de criança sobre as colinas. A estrada sobe quase dois quilômetros e possui apenas uma baixa barreira de concreto entre você e o íngreme desnível da montanha; é melhor não olhar para baixo. Um pouco de velocidade a mais em uma das 60 curvas de 180 graus da estrada pode resultar em desastre.

1. Estrada das montanhas de Sichuan, Tibet

1
Não apenas a estrada de Sichuan está encravada na região que possui as maiores montanhas do planeta, como também sofre regularmente com deslizamentos de terra e avalanches de pedras. Cabe à via entre Chengdu e o Tibet o recorde de mais de 7.500 mortes para cada 100 mil motoristas. Além do terreno difícil e dos rotineiros deslizamentos e avalanches, as condições climáticas quase sempre adversas também contribuem para a periculosidade do local. Se você por um acaso tiver que conduzir por essas bandas, muito cuidado!

E no Brasil…

1-
Por mais que nenhuma estrada brasileira figure entre as mais perigosas do planeta, muitas pessoas perdem suas vidas por aqui também. Segundo dados recentes, são registradas aproximadamente 42 mil mortes em rodovias no Brasil. De acordo com o último levantamento publicado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), a BR-116 é a campeã de acidentes entre as rodovias federais. Dos 20 trechos campeões de acidentes, seis fazem parte da temida “rodovia da morte”, que liga Fortaleza, no Ceará, a Jaguarão, no Rio Grande do Sul. Contudo, o trecho classificado pela PRF como líder do ranking de gravidade de acidentes não fica na BR-116, mas na BR-101, que também percorre todo o litoral brasileiro. O titulo de estrada mais perigosa do Brasil, portanto, fica com o trecho da BR-101 próximo a Florianópolis (SC), que, no levantamento da Polícia Federal, já registrou 14 acidentes anuais com mortes em apenas 5 quilômetros de via. A região de Florianópolis ainda concentra três dos dez trechos mais perigosos do país. [Stupid Station e Superinteressante]

Autor: Bruno Calzavara

Bruno Calzavara é recém-formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e está de volta à equipe do Hype após dois anos. Adora todos os esportes, exceto futebol. Gosta de chocolate e de sorvete, mas não de sorvete de chocolate.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

10 Comentários

  1. Estamos nos preparando para a viagem no Chile e na Bolívia. O maior problema pra os brasileiros é dirigir naquelas altitudes, onde há falta de ar.

    Thumb up 2
  2. Gostei bastante da lista. Só faltou a estrada da serra do rio do rastro aí em SC. A região costuma ter muita neblina e vendo as fotos já da pra ver que é complicado sem neblina imagina com, soma-se a isso o gelo nos invernos rigorosos, tipo o desse ano…

    Thumb up 4
  3. A Estrada de Santos.. .Era perigosa pra caramba. Hoje o complexo anchieta-imigrantes resolveu em partes o problema..

    Imagino o que os engenheiros que fizeram as colossais pontes do complexo fariam no esquema da estrada de los caracoles.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
130719085257-large
Quem não bebe tem mais risco de morrer

Pesquisadores descob...

Fechar