Buracos negros são devoradores compulsivos?

Publicado em 21.06.2012

Quando a matéria que o buraco negro está engolindo vai caindo, ela aquece à medida que aproxima-se do buraco negro e, eventualmente, sua temperatura fica tão alta, que ela brilha. Se há muita matéria sendo devorada, dizemos que o buraco negro é bastante ativo. Os buracos negros mais ativos geram núcleos galácticos extremamente ativos, conhecidos como quasares, que costumam apresentar um brilho equivalente ao de um trilhão de sóis, mais brilhante até do que uma galáxia.

Sempre se acreditou que a maioria dos quasares resultava de eventos extremos, como colisões de galáxias, que alimentavam o buraco negro com uma quantidade enorme de matéria em um único evento. Mas também se sabia que existiam os quasares mais tranquilos, que devoravam sua matéria lentamente, “em pequenos lanches”, por assim dizer.

O professor Kevin Schawinski, um astrônomo da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, resolveu testar esta crença sobre os buracos negros dos quasares, e num estudo examinou 30 quasares da coleção de imagens do telescópio Hubble e do telescópio Spitzer. Neste estudo, a equipe descobriu que das 30 galáxias examinadas, 26 não apresentavam sinais de colisões de galáxias, e apenas uma delas tinha sinais claros de uma colisão.

Mas mesmo o equipamento do Hubble não é capaz de fazer um zoom nas galáxias observadas, de forma que eles não sabem ainda qual o processo que está alimentando estes quasares. Schawinski acha que é uma combinação de fatores, como movimentos aleatórios de gases, disparos de supernovas, a absorção de pequenos corpos, e correntes de gases e estrelas alimentando o buraco negro central.

Os cientistas estão apostando suas fichas no telescópio espacial James Webb (STJW), a ser lançado em 2018. Ele pode ajudar os cientistas a resolver este enigma, pois vai operar na faixa do infravermelho, e será capaz de examinar em detalhe o que o Hubble e o Spitzer apenas descobriram existir.[LiveScience]

Autor: Cesar Grossmann

Formado em Engenharia Elétrica, é funcionário público, gosta de xadrez e fotografia. Apesar de se definir como "geek", não tem um smartphone, e usa uma câmera fotográfica com filme (além da digital).

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

12 Comentários

  1. acredito que não amigo pelo fato de que não existe quasares em nossa galaxia, na verdade eles nem foram vistos ainda, só sabesse de sua existencia porque eles emitem ondas de rádio e essas ondas foram captadas por nossos radiotelescópio, e quanto as imagens que vemos do mesmo são representações apenas, um quasar sozinho pode emitir de 100 a 1000 vezes mais luz que uma galáxia com bilhões de estrelas, logo… quando você conseguir ver um quasar com um “telescópio amador” nós estaremos vendo a olho nú.

    Thumb up 0
  2. Isso que os cientistas dizem ser buracos negros não poderia ser outra coisa bem diferente? Fica a dúvida. Podem me criticar. : D

    Thumb up 5
    • Os cientistas dizem também que HIV, malária e peste bubonica sao causadas por vírus… Que absurdo!

      Thumb up 5
    • Comparação genial. Eu não disse que não é, eu disse que talvez não seja. Então ninguém pode pensar diferente dos cientistas? Quer comparar um vírus que está entre nós com algo que está anos luz distante?

      Os tais Buracos Negros estão incrivelmente distantes. O engraçado é que não se pode pensar diferente sobre algo que ninguém conhece.

      Thumb up 4
    • “Eu não disse que não é, eu disse que talvez não seja.”
      Você fez uma pergunta quase retórica da possibilidade de ser outra coisa. Que coisa, especificamente, você não disse…

      Eu fiz a comparação com vírus apenas para você tentar entender o tamanho do absurdo de sua lógica.

      “Os tais Buracos Negros estão incrivelmente distantes.”
      Assim como as estrelas. E…?

      “O engraçado é que não se pode pensar diferente sobre algo que ninguém conhece.”
      O que é esse ‘algo’ que ninguém conhece?
      Os Buracos Negros?
      Meu caro… O ser humano têm mais conhecimento de buracos negros do que existe nas fossas abissais submarinas do planeta Terra.
      Existe mais evidêncieas das entropias que ocorrem no Buraco Negro do que da existência de Buda, Sócrates, Jesus, Tróia, Leônidas e Confúcio.

      Negar toneladas de informações e afirmações dos mais renomados cientistas de nossa época é ser ingênuo demais.

      Se fosse para discutir a Teoria das Cordas a Teoria das Wormhole, vá lá… São experimentos teróricos matemáticos e físicos muito discutidos e sem nenhum embasamento concreto. ainda…

      Thumb up 0
    • “Revés na ciência: pesquisadores passaram três décadas estudando algo que não existe”

      Se enganaram com o Sol, que fica “logo ali”, por que também não poderiam estar enganados em relação aos Buracos Negros?

      Não estou dizendo que os cientistas estão errados, sei muito bem das pesquisas e do tempo que isso vem sendo estudado. Mas sempre existe a possibilidade de não ser o que parece.

      http://hypescience.com/reves-na-ciencia-pesquisadores-passaram-tres-decadas-estudando-algo-que-nao-existe/

      Thumb up 3
    • Pode. E é uma dúvida válida.

      A verdade é que os cientistas não tem 100% de certeza que se tratam de buracos negros. Assumem que é um buraco negro por que o comportamento dele se encaixa no que os teóricos dizem que um buraco negro deve ou não deve fazer.

      É aquela história, se anda como pato, se parece com pato, e faz “quack”, é… pato!

    • Caro Norris, não irei criticá-lo, apenas fazer uma observação. Quando se detecta uma pulsação eletromagnética vinda do aparentemente nada, o que podemos concluir que é se não um buraco negro ?

      Thumb up 0
  3. Alguém sabe se há algum Quasar que seja visível através de um telescópio amador? Nem sei se é possivel.

    Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
dry-bath-bottle-02
Estudante inventa banho sem água

Um estudante da Áfri...

Fechar